Abrir menu principal

Literatura em esperanto ou literatura esperantista é a literatura escrita em esperanto. Alguns classificam como literatura esperantista apenas as obras escritas diretamente em esperanto, outros consideram também as traduções. De forma geral toma-se a existência da literatura esperantista como a principal prova da vivacidade e natureza evolutiva do esperanto.

Esperanto flag
Tópico sobre Esperanto
Esse artigo faz parte da série em desenvolvimento Esperanto
Gramática
Esperanto | Gramática | Alfabeto | Ortografia | Vocabulário | Correlativos | Preposições | Advérbios | Conjunções | Afixos | Pronomes | Signuno
História
História | Zamenhof | "Unua Libro" | Declaração de Boulogne | "Fundamento" | Manifesto de Praga | Discursos de Zamenhof
Cultura
Cultura | Esperantistas | Esperantujo | Cinema | Internacia Televido | La Espero | Bibliotecas | Literatura | Música | Falantes nativos | Cultura pop | Publicações | Símbolos | Dia de Zamenhof| Internacia Junulara Kongreso
Organizações e serviços
Amikeca Reto | Academia de Esperanto | Kurso de Esperanto | Pasporta Servo | TEJO | UEA
Críticas
Esperantido | Valor propedêutico | Reformas | Iĉismo | Esperanto X Ido | Interlingua | Novial
Wikimedia
Portal | Vikipedio | Vikivortaro | Vikicitaro | Vikifonto | Vikilibroj | Vikikomunejo | Vikispecoj
editar

O esperanto é a única língua planejada que desenvolveu, ao longo de mais de cem anos, uma literatura consistente, representada, entre outros, pelos escritores Kalman Kalocsay, Julio Baghy e William Auld. O esperanto é também a língua planejada que possui o maior acervo de obras literárias traduzidas.

Índice

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar