Anthony Giddens

Anthony Giddens
Nascimento 18 de janeiro de 1938 (82 anos)
Cidadania Reino Unido
Alma mater Universidade de Hull, London School of Economics, King's College
Ocupação político, sociólogo, professor universitário
Prêmios Prêmio Princesa das Astúrias para as Ciências Sociais
Empregador London School of Economics, Universidade de Cambridge, Universidade de Leicester

Anthony Giddens (18 de janeiro de 1938, Londres) é um sociólogo britânico, renomado por sua Teoria da estruturação.[1] Considerado por muitos como o mais importante filósofo social inglês contemporâneo, figura de proa do novo trabalhismo britânico e teórico pioneiro da Terceira via, tem mais de vinte livros publicados ao longo de duas décadas.[2]

BiografiaEditar

Do ponto de vista acadêmico, o seu interesse centra-se em reformular a teoria social e reexaminar a compreensão do desenvolvimento e da modernidade.[3]

As suas ideias tiveram uma enorme influência quer na teoria quer no ensino da sociologia e da teoria social em todo o mundo. A sua obra abarca diversas temáticas, entre as quais a história do pensamento social, a estrutura de classes, elites e poder, nações e nacionalismos, identidade pessoal e social, a família, relações e sexualidade.

Foi um dos primeiros autores a trabalhar o conceito de globalização.

Mais recentemente tem estado na vanguarda do desenvolvimento de ideias políticas de centro-esquerda, tendo ajudado a popularizar a ideia de Terceira via, com que pretende contribuir para a renovação da social-democracia.[4]

Entre 1997 e 2003, foi diretor da London School of Economics, onde estudara para um mestrado. Anteriormente fora professor de Sociologia em Cambridge, onde conseguira seu doutorado. Muitos livros foram publicados sobre este autor e a sua obra. Foram-lhe concedidos diversos títulos honoríficos.[5]

Foi co-fundador, em 1985, de uma editora de livros científicos, a Polity Press.

Giddens trabalhou como assessor do ex-Primeiro-ministro britânico Tony Blair.

ObraEditar

  • Capitalism and Modern Social Theory. An Analysis of the writings of Marx, Durkheim and Max Weber, (1971);
  • The Class Structure of the Advanced Societies, (1973);
  • Functionalism: apres la lutte, (1976);
  • New Rules of Sociological Method: a Positive Critique of interpretative Sociologies, (1976);
  • Studies in Social and Political Theory, (1977);
  • Durkheim, (1978);
  • Central problems in Social Theory: Action, Structure and Contradiction in Social Analysis, (1979);
  • A Contemporary Critique of Historical Materialism. Vol. 1. Power, Property and the State, (1981);
  • Sociology: a Brief but Critical Introduction, (1982);
  • Profiles and Critiques in Social Theory, (1982);
  • Social Class and the Division of Labour. Essays in Honour of Ilya Neustadt, (1982);
  • The Constitution of Society. Outline of the Theory of Structuration, (1984);
  • A Contemporary Critique of Historical Materialism. Vol. 2. The Nation State and Violence, (1985);
  • The Consequences of Modernity, (1990);
  • Modernity and Self-Identity. Self and Society in the Late Modern Age, (1991);
  • The Transformation of Intimacy: Sexuality, Love and Eroticism in Modern Societies, (1992);
  • Reflexive Modernization. Politics, Tradition and Aesthetics in the Modern Social Order, (1994);
  • Beyond Left and Right — the Future of Radical Politics, (1994);
  • Politics, Sociology and Social Theory: Encounters with Classical and Contemporary Social Thought, (1995);
  • In Defence of Sociology, (1996);
  • Durkheim on Politics and the State, (1996);
  • The Third Way. The Renewal of Social Democracy, (1998);
  • Runaway World: How Globalization is Reshaping Our Lives, (1999);
  • On The Edge. Living with Global Capitalism, (2000);
  • The Third Way and Its Critics, (2000);
  • Runaway World, (2000);
  • The Global Third Way Debate, (2001);
  • Where Now for New Labour? (2002);
  • The Progressive Manifesto. New Ideas for the Centre-Left, (2003);
  • The New Egalitarianism, (2005);
  • Sociology (Fifth Edition), (2006);
  • Europe In The Global Age, (2007);
  • Over to You, Mr Brown - How Labour Can Win Again, (2007);
  • The Politics of Climate Change, (2009);

PrêmiosEditar

Referências

  1. «Anthony Giddens». Consultado em 23 de Abril de 2012 
  2. «Anthony Giddens e suas contribuições para a Sociologia». Editora Unesp. Consultado em 30 de setembro de 2020 
  3. Almeida, Tailon Rodrigues (2014). «A teoria da estruturação de Anthony Giddens: uma breve leitura de algumas influências advindas da literatura sociológica». Revista Sem Aspas (1): 20–33. ISSN 2358-4238. doi:10.29373/sas.v3i1.7193. Consultado em 30 de setembro de 2020 
  4. «A questão ecológica em Karl Marx e Anthony Giddens: as contribuições da teoria sociológica para edificação de um pensamento contemporâneo». Âmbito Jurídico. Consultado em 30 de setembro de 2020 
  5. «Biografia de Anthony Giddens». eBiografia. Consultado em 30 de setembro de 2020 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
 
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Anthony Giddens