Abrir menu principal

Apeadeiro de Fatela-Penamacor

apeadeiro em Portugal
Fatela-Penamacor
Linha(s) Linha da Beira Baixa
(PK 138,878)
Coordenadas 40° 08′ 57,21″ N, 7° 24′ 37,43″ O
Concelho Fundão
Serviços Ferroviários Regional
Horários em tempo real
Serviços Acesso para pessoas de mobilidade reduzida Parque de estacionamento

O Apeadeiro de Fatela-Penamacor, originalmente denominado de Fatella - Penamacôr, é uma gare da Linha da Beira Baixa, que serve as localidades de Fatela e Penamacor, no Distrito de Castelo Branco, em Portugal.

Índice

HistóriaEditar

 
Horário de 1913, onde esta gare aparece com a categoria de estação, e o nome de Fatella-Penamacôr.

Este apeadeiro situa-se no troço entre Abrantes e Covilhã da Linha da Beira Baixa, que foi aberto à circulação no dia 6 de Setembro de 1891, pela Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses.[1] Fez parte do troço desde a sua inauguração, tendo nessa altura a classificação de estação e o nome de Fatella - Penamacôr.[2] Nos dias 5 e 6 de Setembro, a Companhia Real organizou comboios a preços reduzidos para a inauguração de Abrantes até Castelo Branco e Covilhã, com paragem em Fatella - Penamacôr.[3] Também foram organizados comboios para transportar a família real, que tiveram igualmente paragem nesta estação.[4]

Em 1913, a estação era servida por carreiras de diligências até Vale de Freixo, Vale de Moreira, Capinha e Penamacor.[5]

Ver tambémEditar

Referências

  1. TORRES, Carlos Manitto (16 de Janeiro de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 70 (1682). p. 61-64. Consultado em 6 de Março de 2017 
  2. «Inauguração da Linha da Beira Baixa» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro de Portugal e Hespanha. 4 (89). 3 de Setembro de 1891. p. 261-263. Consultado em 6 de Março de 2017. Arquivado do original (PDF) em 27 de Setembro de 2015 
  3. «Tarifas de transporte» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro de Portugal e Hespanha. 4 (89). 3 de Setembro de 1891. p. 266-267. Consultado em 6 de Março de 2017. Arquivado do original (PDF) em 27 de Setembro de 2015 
  4. «Horario dos comboios reaes dos dias 5 e 6» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro de Portugal e Hespanha. 4 (89). 3 de Setembro de 1891. p. 269. Consultado em 6 de Março de 2017. Arquivado do original (PDF) em 27 de Setembro de 2015 
  5. «Serviço de Diligencias». Guia official dos caminhos de ferro de Portugal. 39 (168). Outubro de 1913. p. 152-155. Consultado em 27 de Fevereiro de 2018 

Ligações externasEditar