Abrir menu principal

Aquífero Tubarão

O Aquífero Tubarão é um grande aqüífero sedimentar, com extensão regional. Sua maior parte estende-se sob a porção oeste da depressão periférica paulista e setores das cuestas basálticas do Estado de São Paulo[1]. Por atingir grandes profundidades, a utilização das águas armazenadas nesse aquífero é dificultada. A maior parcela de sua utilização atual restringe-se à porção superficial, que aflora em uma área de 20.700 km2 nos setores entre os municípios de Casa Branca até Itapetininga e nas proximidades de Itararé[1].

CaracterísticasEditar

Essa formação é composta por sedimentos arenosos, siltosos e argilosos formados há mais de 250 milhões de anos em um ambiente glacial. Sua espessura é variável, podendo atingir até 800 metros em sua área de afloramento. Seus poços normalmente apresentam baixa produtividade, com fluxos inferiores a 2,8 litros/segundo. Contudo, em alguns pontos é possível atingir vazões de até 11 litros/segundo. Este aqüífero apresenta, de forma geral, água de boa qualidade para consumo humano[1].

As águas do aquífero Tubarão possuem baixos teores de Sódio, sendo frequentemente classificadas como bicarbonatadas sódicas e secundariamente bicarbonatadas cálcicas ou mistas. O pH de suas águas modifica-se conforme o ponto de coleta, variando entre 4,8 a 8,9. Seus resíduos de evaporação ficam entre 21 a 421 mg/L[2].


Referências

  1. a b c «Aquífero Tubarão». Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo. Dezembro de 2016 
  2. «Aquífero Tubarão». CETESB. Dezembro de 2016. Consultado em 10 de dezembro de 2016. Arquivado do original em 20 de dezembro de 2016