Abrir menu principal

Wikipédia β

Ardagasto ou Radogosto (cirílico: Ардагаст; fl. 584-597[1]) foi um chefe eslavo meridional do século VI sob o rei Musócio. Menandro Protetor escreve sobre Ardagasto em seus trabalhos, e ele é mencionado no Strategicon do imperador bizantino Maurício I (r. 582–602).[2]

Ardagasto
Principais trabalhos
Religião Mitologia eslava
Mapa dos Bálcãs no século VI
Soldo de Maurício I (r. 582–602)

BiografiaEditar

Os eslavos que saqueara a Grécia em 577 podem ter estado sob a liderança de Ardagasto.[1] Após um conclusão dum tratado em 584 entre Baiano I (r. 562–602) e Maurício, Ardagasto liderou suas tropas no ano seguinte contra a Trácia, penetrando tão fundo quanto a Longa Muralha. Seus homens seriam derrotados em apenas dois conflitos, o primeiro no rio Ergínia e outra em Arsino, nas proximidades de Adrianópolis, ambos nas mãos do general Comencíolo. Os eslavos foram posteriormente expulsos da região de Ástica.[3]

Ardagasto desaparece até 593, quando é novamente enviado contra o império.[4] Na ocasião, Maurício enviou para combatê-lo o comandante-em-chefe Prisco e o comandante da infantaria Gentzono. Eles cruzarem o Danúbio e então Durostoro (atual Silistra) e fizeram um raide surpresa no próprio território deles. Devido ao prolongado período de incursões, os eslavos tinham muito butim do Império Bizantino. O exército bizantino chegou ao acampamento eslavo à meia-noite, surpreendendo os eslavos que fugiram em confusão, e Ardagasto caiu sobre um toco de árvore e quase foi capturado, mas, por estar próximo a um rio, conseguiu iludir os atacantes.[5]

Referências

  1. a b Bury 1923, p. 144.
  2. Constantinescu 1975, p. 198.
  3. Bury 1923, p. 119.
  4. Martindale 1992, p. 106.
  5. Bury 1923, p. 128.

BibliografiaEditar

  • Bury, John Begnell (1923). History of the Later Roman Empire: From Arcadius to Irene (395 A.D. to 800 A.D.). Nova Iorque e Londres: Macmillan & Company Limited 
  • Constantinescu, Miron; Ștefan Pascu, Petre Diaconu (1975). Relations Between the Autochthonous Population and the Migratory Populations on the Territory of Romania: A Collection of Studies. Universidade de Michigan: Acad. Republ. Soc. România 
  • Hidryma Meletōn Chersonēsou tou Haimou (1996). «Balkan Studies». Universidade de Michigan: The Institute. 37 
  • Martindale, John R.; Jones, Arnold Hugh Martin; Morris, John (1992). The Prosopography of the Later Roman Empire - Volume III, AD 527–641. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press. ISBN 0-521-20160-8