Abrir menu principal

Associação Desportiva Itaboraí

Associação Desportiva Itaboraí, conhecido como Itaboraí e cujo acrônimo é ADI, é uma agremiação esportiva da cidade de Itaboraí, no estado do Rio de Janeiro, fundada a 30 de julho de 1976.

Itaboraí
AD Itaboraí.png
Nome Associação Desportiva Itaboraí
Alcunhas Azulão
Águia
Torcedor/Adepto Alvianil
Roceiro
Mascote Águia
Fundação 30 de julho de 1976 (43 anos)
Estádio Alzirão
Capacidade 900[1]
Localização Itaboraí, Brasil
Presidente Hebson Barreto Cardozo Júnior
Patrocinador JJ Invest
ItaNet
Material (d)esportivo WA Sport
Competição Rio de Janeiro Campeonato Carioca - Série B1
BrasilCampeonato Brasileiro Série D
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

HistóriaEditar

Participa do antigo Campeonato Estadual Fluminense em 1977 com grande êxito, conseguindo o vice-campeonato, ao perder o título para o Manufatora Atlético Clube.

Em 1978, disputa a Divisão de Acesso (Segunda Divisão) do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro, no primeiro certame após a fusão dos estados da Guanabara e Rio de Janeiro. A campanha é ruim e o clube não consegue se classificar para a segunda fase.

Advém um longo período de licença que termina apenas em 1995, quando o Itaboraí retorna ao profissionalismo. Disputa a Quarta Divisão com uma boa campanha, conseguindo se classificar para a última fase, sendo o quinto colocado na classificação geral, atrás somente de Tio Sam Esporte Clube, Belford Roxo Futebol Clube, Estrela da Serra Futebol Clube e Brasil Industrial Esporte Clube.

Em 2007, muitos pensaram que o clube havia retornado ao profissionalismo por conta de um homônimo que disputou a Terceira Divisão de Profissionais, mas tratava-se de uma outra agremiação intitulada Itaboraí Futebol Clube.

Em 2010, se inscreve para disputar a Terceira Divisão de Profissionais. Seu presidente, José Carlos Cobra, era o então secretário de Esporte e Lazer da cidade. Tinha como referência o trio Bicão, Bigode e Robinho os dois primeiros acabaram se transferindo para o Esporte Clube São João da Barra.

Em 2011 o ex-jogador e agora treinador Valdir Bigode acertou para comandar a Associação Desportiva Itaboraí (ADI) cercado de expectativa tropeça no comando do Águia. Tinha como referência o atacante rápido e baixinho "Carlinhos".

Em 2014 volta a disputar a Serie C do Campeonato Carioca. A volta ao futebol profissional causa mudanças, como na presidência do clube, assume Hebson Barreto Cardozo Junior, conhecido apenas como Júnior Cardozo, é divulgado um novo escudo apenas com nome da cidade, para que o clube passe a ser conhecido pelo nome da cidade que representa e não mais pela sigla, porém, nome completo está mantido. Outra mudança passa pelas cores do clube. Antes nas cores azul marinho, branca e laranja, o novo símbolo tem um azul mais claro como predominante, com um estrelas representando os distritos da cidade e um fundo branco no centro do escudo, envolvido por aros dourados e um grande pássaro, também azul, no meio. Quem assumiu o comando técnico foi o ex- jogador do Botafogo Paulo Cesar e tinha como referência o goleiro Emerson Cesário tem dupla nacionalidade e já defendeu as cores do Timor-Leste, o zagueiro Evair, o capitão e ídolo Rudi, o lateral Marcelo,o meia Filipinho, e o atacante Açúcar. Rudi acaba se transferindo para o São Cristovão que conseguiu acesso a série B carioca deste ano.

Em 2015 disputou a série C do Campeonato Carioca. O clube anunciou a contratação do meia Willian Bersan, que disputou a última edição da Copa Rio pelo Boavista. Ele assinou com o Itaboraí até dezembro, se tornou uma das grandes esperanças da torcida. Outras contratações importantes foram a do centro-avante Edu e do meio-campista Caio Cezar, este último que teve uma grande passagem pelo Madureira e outra passagem um pouco mais breve pelo Boavista. O técnico Paulo César Teixeira, ídolo da torcida Legião Azul, se afastou do comando do time por problemas de saúde, sendo substituído por Brenner, ex-jogador do Vasco da Gama e que estava como auxiliar técnico. No dia 6 de agosto de 2015, em jogo histórico contra o São Gonçalo EC, a Associação Desportiva Itaboraí conquistou o acesso à Série B. O nome da partida foi do atacante Edu, com dois gols, além da assistência pro gol de Bersan. Em 23 de agosto de 2015, ainda foi campeão do Carioca Série C após vencer o Artsul no primeiro jogo com resultado a favor de 3-1 e depois empatar sem gols.

Atualmente disputa o Campeonato Carioca Série B. Para a competição o clube manteve a base do ano anterior, contratando reforços pontuais como o goleiro Dida, o zagueiro Raphael Neuhaus, formado pelas categorias de base do Fluminense, tendo inclusive disputado a Copa São Paulo de futebol Juniores de 2009, e o meio-campista Jeferson Paulista, ex-Botafogo. Foi finalista do primeiro turno do campeonato, a Taça Santos Dumont, empatando o primeiro jogo da decisão por 1 x 1 em casa e perdendo na volta no Estádio Jânio Moraes, casa do Nova Iguaçu pelo placar de 2 x 1.

Chegou a deter uma das maiores invencibilidades do Brasil em casa, foram 29 jogos sem perder em casa entre o período de 18 de maio de 2014 até 17 de setembro de 2016, quando a equipe do Nova Iguaçu derrotou o Itaboraí no Alzirão pelo Placar de 1 x 0. Outro grande destaque tem sido a presença da torcida em jogos dentro e fora de casa, que fez com que o time tivesse a maior média de público da Serie B do Campeonato Carioca de 2016.

Em julho de 2016, foi confirmada sua participação na Copa Rio, pela primeira vez.[2], no qual alcançou a semifinal, sendo eliminada pela Portuguesa da Ilha.

Em 2018, o Itaboraí entrou para a história ao ser vice-campeão na Copa Rio para o Americano, conseguindo a vaga para o Campeonato Brasileiro de Futebol de 2019 - Série D.

Atualmente o clube está devendo muito dinheiro e seu estádio será vetado e o presidente borrou as calças quando foi para novo horizonte e viu o poderoso elenco da outra equipe e acabou desmaiando e sem instruções acabou levando 6 a 1 e concretizando sua eliminação

TítulosEditar

Principais títulosEditar

Estaduais
Competição Títulos Temporadas
  Campeonato Carioca - 3ª divisão 1 2015

Campanhas de destaqueEditar

ÍdolosEditar

  • Jorge Scoth
  • Fabão
  • Caio Cezar
  • Edu
  • Peterson

Elenco atualEditar

Última atualização: 30 de agosto de 2017

Legenda:

  •   - Prata da casa (Jogador da base)
  •   - Capitão
  •   - Jogador lesionado


Goleiros
N.º Jogador
1   Vitor
22   Higor  
25   André Gustavo  
Defensores
N.º Jogador Pos.
3   Vinicius Z
4   Clay Z
13   Geovane Z
45   Paulo Murilo Z
89   Júlio Z
2   Bruno LD
24   Adauto LD
26   Eric LD
27   Caranguejo LE
66   Hiago LE
Meio-campistas
N.º Jogador Pos.
5   Joabe   V
7   Rômulo V
17   Rômulo Maciel V
21   Klismmann V
8   Lauro M
10   Elias M
14   Hugo   M
15   Everaldo   M
16   Didinha M
18   Marcus   M
'   Rosquinha   M
Atacantes
N.º Jogador
9   Fabinho
11   Chris
12   Chico
19   Corrêa
21   Paulinho
90   Bruninho Papaléguas
99   Basílio
'   Dudu
'   Branco
Comissão técnica
Nome Pos.
  Heitor Paranhos T

Comissão técnicaEditar

SímbolosEditar

EscudoEditar

Evolução do Escudo do Itaboraí
1976 – 2014 2014 – Atual
   

TorcidasEditar

  • Movimento Popular Legião Azul - A Barra Brava da Roça (fundada em 2010); A primeira torcida do ADI.

De 2010 até 2014 tinha o nome Torcida Jovem ADI.

  • Ira Jovem do Itaboraí (fundada em 2016);

Ver tambémEditar

Referências

  • VIANA, Eduardo. Implantação do futebol Profissional no Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Editora Cátedra, s/d.

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Associação Desportiva Itaboraí