Astracã

Cidade russa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Astrakhan (desambiguação).

Astracã[1][2] (em russo: Астрахань, transl. Astrakhan; tártaro: Ästerxan) é a capital do Oblast de Astracã, na parte europeia da Federação Russa. A cidade está situada a 1,5 mil quilômetros a Sudeste da capital russa, Moscou, às margens do rio Volga, e próximo a sua desembocadura no mar Cáspio, a 46°22′N 48°05′E. De acordo com o censo de 2002 a população da cidade era de 504 501, e em 2004 a população estimada era em torno de 502 800.

Astracã
  Cidade  
Horizonte de Astracã
Localização
País  Rússia
Subdivisão Oblast de Astracã
Características geográficas
População total (2016) 530,900 hab.

EtimologiaEditar

 
Muhammad Ali Jinnah, fundador do estado paquistanês, usando chapéu de astracã

A palavra é uma corruptela de Hastarcã (Hashtarḫan), que, por sua vez, é corruptela do persa Háji Tarcã (em persa: حاجی‌ ترخان; romaniz.: Haji Tarḫan) — amplamente documentado em escritos medievais. Tarcã (Tarḫan) seria possivelmente um título turco-mongol, significando grão-cã ou 'rei'; háji significa 'peregrino' e é o título dado ao muçulmano que já realizou a peregrinação a Meca, conforme preceitua o islamismo. Assim, as duas palavras juntas significam 'rei peregrino' ou 'rei que visitou Meca'.

A cidade deu o seu nome às peles de cordeiros da raça caracul recém-nascidos ou nonatos (não-nascidos) e, em especial, aos chapéus tradicionalmente confeccionados com essas peles.

História medievalEditar

Astracã está situada no delta do rio Volga, rico em esturjões e plantas exóticas. As capitais do Grão-Canato Cazar e da Horda de Ouro se situavam na área fértil ao redor. A própria Astracã foi mencionada pela primeira vez, por viajantes, no começo do século XIII, como Xacitarxan. Em 1395, Tamerlão, em meio a sua guerra contra Toquetamis, incendiou a cidade, após ter saqueado Sarai. Entre 1459 a 1556, Xacitarxan foi a capital do Canato de Astracã. As ruínas deste assentamento medieval foram encontradas por arqueólogos a doze quilômetros de distância da atual cidade.

Ivan IV, o Terrível conquistou o Canato de Astracã em 1556 e construiu uma nova fortaleza numa colina íngreme com vista ao Volga. Em 1569, Astracã foi sitiada por um exército otomano, que teve de bater em retirada. Um ano depois, o sultão renunciou a suas ambições em Astracã, abrindo-se então a região do Volga, por inteiro, ao tráfego russo. No século XVII, a cidade se desenvolveu como o portal russo para o Oriente. Muitos mercadores da Armênia, Pérsia e Khiva se estabeleceram na cidade, dando-lhe um caráter cosmopolita.

História modernaEditar

Por muitos meses em 1670 e 1671 Astracã foi tomada por Stenka Razin e seus cossacos. No começo do século seguinte, Pedro, o Grande construiu um estaleiro para a construção de navios e tornou Astracã a base de suas operações militares contra a Pérsia, e ao término do mesmo século Catarina II deu a cidade importantes privilégios industriais.

 
Margem do rio Volga

A cidade se revoltou contra as autoridades czaristas novamente em 1705, quando foi tomada pelos cossacos sob a liderança de Kondraty Bulavin. Em 1711, se tornou a capital de uma guberniya[necessário esclarecer], cujos primeiros governadores incluíam Artemy Petrovich Volynsky e Vasily Nikitich Tatishchev.

Seis anos depois, Astracã serviu de base para a primeira aventura russa na Ásia Central. Em 1702, 1718, e 1767, a cidade foi atingida por incêndios. Em 1719, foi saqueada pelos persas, e em 1830 uma epidemia de cólera vitimou um grande número de pessoas.

O Kremlin de Astracã foi construído entre as décadas de 1580 a 1620 por pedras tiradas do local de Sarai Berke. Suas duas impressionantes catedrais foram consertadas em 1700 e 1710, respectivamente. Construída por mestres vindos de Yaroslavl, elas têm muitos dos traços tradicionais da arquitetura das igrejas russas, enquanto que a decoração externa é definitivamente barroca.

EsporteEditar

A cidade de Astracã é a sede do Estádio Central e do FC Volgar Astracã, que participou do Campeonato Russo de Futebol.[3] No passado também existiu o FC Astrateks Astracã[4]. Outro clube é o FC Astracã, que joga no Estádio Astracã [5].

GeminaçõesEditar

Referências

  1. Gonçalves, Rebelo (1947). Tratado de Ortografia da Língua Portuguesa. Coimbra: Atlântida - Livraria Editora. p. 128 
  2. Fernandes, Ivo Xavier (1941). Topónimos e Gentílicos. I. Porto: Editora Educação Nacional, Lda. 
  3. http://www.rsssf.com/tablesr/rus99.html
  4. http://www.rsssf.com/tablesr/rus92.html
  5. http://www.rsssf.com/tablesr/rus00.html
  6. http://www.flcities.com/membership/international/success3.asp


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Categoria no Commons