Abrir menu principal

Avelino Teixeira da Mota

Avelino Teixeira da Mota
Dados pessoais
Nascimento 22 de Setembro de 1920 Lisboa
Morte 10 de Abril de 1982 (61 anos)
Vida militar
Força Marinha
Anos de serviço 1939-1976
Hierarquia Contra-Almirante

Avelino Teixeira da Mota (Lisboa, São José, 22 de Setembro de 1920 – 10 de Abril de 1982), foi um distinto oficial da Marinha e historiador.

BiografiaEditar

Primeiros anos e educaçãoEditar

Avelino Teixeira da Mota nasceu na cidade de Lisboa em 22 de Setembro de 1920, filho de Avelino da Mota e de Isaura Teixeira.

Iniciou os seus estudos na Escola Primária Oficial N.º 44, concluindo o ensino secundário no Liceu Passos Manuel em 1938. Nesse mesmo ano entra para a Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, para frequentar as disciplinas necessárias à admissão na Escola Naval (Álgebra, Física, Química e Desenho), cadeiras em que foi aprovado em Julho de 1939. Entrou na Escola Naval em 15 de Setembro de 1939, onde concluiu o curso em 1943.

Carreira militar e políticaEditar

Integrou-se na Marinha em 16 de Setembro de 1943, com posto de Segundo Tenente. Entre 1945 e 1947, serviu na Guiné Portuguesa com o governador Sarmento Rodrigues, e entre 1948 e 1957 fez parte da Missão Geo-Hidrográfica da Guiné. Em 1953, por ordem do Ministério dos Negócios Estrangeiros, inicia o inventário e reprodução fotográfica da cartografia antiga portuguesa dos territórios ultramarinos. Em 1958, passou a dirigir a Secção de Lisboa do Agrupamento de Estudos de Cartografia Antiga da Junta de Investigações do Ultramar. Em 1964, servia como Vogal do Conselho Ultramarino, e entre 1959 e 1964 leccionou na Escola Naval, continuando depois, entre 1965 e 1969, a carreira docentes como professor da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, onde leccionou História da Expansão Portuguesa.

Em 1970 e 1971, exerceu como chefe do estado-maior do Comando Naval de Angola.[1] Em 1976, passou à reserva, possuindo nessa altura o posto de presidente do Tribunal da Marinha.[1] Atingiu o posto de contra-almirante.[1] Também exerceu como deputado pela Guiné, entre 1957 e 1961.[1]

Pertenceu a várias instituições nacionais e estrangeiras, destacando-se a sua nomeação como membro da Academia Portuguesa de História em 1954, e como sócio na Academia das Ciências de Lisboa em 1959.[1]

Publicou, em conjunto com Armando Cortesão, as obras Portugaliae Monumenta Cartographica e Tabularum Grographicarum Lusitanorum Specimen, ambas em 1960.[1]

 
Placa toponímica da Rua Teixeira da Mota, na cidade de Lagos.

HomenagensEditar

Em 3 de Março de 2004, o nome de Teixeira da Mota foi colocado numa rua em Lagos.[1][2] O seu nome também foi colocado numa avenida na zona de Chelas, em Lisboa.

Obras publicadasEditar

  • Inquérito etnográfico organizado pelo governo da colónia no ano de 1946 (1947)
  • Dom João de Castro, navegador e hidrógrafo (1949)
  • Fernão Vaz: explorador ignorado do Golfo da Guiné (1950)
  • Topónimos de Origem Portuguesa na Costa Ocidental de África desde o Cabo Bojador ao Cabo de Santa Catarina (1950)
  • Contactos culturais luso-africanos na "Guiné do Cabo Verde" (1951)
  • Guiné Portuguesa (1960)
  • Cinco séculos de cartografia das Ilhas de Cabo Verde (1961)
  • A Cartografia Antiga da África Central e a Travessia entre Angola e Moçambique 1500-1860 (1964)
  • O cosmógrafo Bartolomeu Velho em Espanha (1966)
  • Evolução dos roteiros portugueses durante o século XVI (1969)
  • D. João Bemoim e a expedição portuguesa ao Senegal em 1489 (1971)
  • A África ocidental em Os Lusíadas (1972)
  • Duarte Coelho, capitão-mor de Armadas no Atlântico (1531-1535) (1972)
  • Reflexos do Tratado de Tordesilhas na Cartografia Náutica do Século XVI (1973)
  • A África no planisfério português anónimo "Cantino": 1502 (1977)
  • Acerca de algumas recentes reuniões internacionais de interesse para a História Marítima (1977)
  • Bartolomeu Dias: Descobridor do Cabo de Boa-Esperança (1988)

Referências

  1. a b c d e f g FERRO, 2007:307-308
  2. «Freguesia de São Sebastião» (PDF). Câmara Municipal de Lagos. Consultado em 25 de Dezembro de 2012 

BibliografiaEditar

  • FERRO, Silvestre Marchão (2007). Vultos na Toponímia de Lagos 2.ª ed. Lagos: Câmara Municipal de Lagos. 467 páginas. ISBN 972-8773-00-5 
  • VALENTIM, Carlos Manuel (2007). O Trabalho de uma Vida. Biobliografia de Avelino Teixeira da Mota (1920-1982). Lisboa: Edições Culturais da Marinha 

Leitura recomendadaEditar

  • FARIA, Francisco Leite de; SERRÃO, Joaquim Veríssimo (1985). Elogio do Almirante Avelino Teixeira da Mota. [S.l.]: Academia Portuguesa da História. 55 páginas 


  Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.