Bela IV da Hungria

Bela IV (Transilvânia, 29 de novembro de 1206Buda, 3 de maio de 1270) foi rei da Hungria entre 1235 e 1270.[1]

Bela IV da Hungria
Nascimento 29 de novembro de 1206
Transilvânia
Morte 3 de maio de 1270 (63 anos)
Buda
Sepultamento Székesfehérvár
Cidadania Hungria, Reino da Hungria
Progenitores Mãe:Gertrude da Merânia
Pai:André II da Hungria
Cônjuge Maria Laskarina
Filho(s) Cunegunda da Polônia, Ana da Hungria, Iolanda da Polônia, Isabel da Hungria, Duquesa da Baviera, Estêvão V da Hungria, Margarida da Hungria, Constança da Hungria, Bela da Hungria
Irmão(s) Iolanda da Hungria, Ana Maria da Hungria, Santa Isabel da Hungria, Estêvão, o Póstumo, Coloman de Galícia-Lodomeria, André da Hungria
Ocupação político, monarca, Terceiro de São Francisco
Título Rei da Hungria
Coa Hungary Country History Béla IV (1235-1270).svg

BiografiaEditar

Em 1238, a Hungria foi invadida por tribos cumanas que fugiam do avanço das hordas mongóis. De maneira a forjar uma aliança com os cumanos, concedeu-lhes asilo e prometeu seu filho e herdeiro Estêvão em casamento à filha de um cã cumano chamado Cuteno. Os cumanos converteram-se ao cristianismo e foram batizados. Lutaram ao lado dos húngaros contra os mongóis.

Bela procurou recuperar terras da coroa anteriormente perdidas, de modo a fortalecer o poder real. Suas ações o tornaram impopular com a nobreza húngara justamente no momento em que os mongóis avançavam em direção à Europa.[2] Ciente do perigo, Bela ordenou que a nobreza se mobilizasse. Poucos o fizeram e os mongóis destruíram o exército húngaro em Mohi, em 11 de Abril de 1241.[3] Seu aliado Cuteno foi executado em Budapeste por aristocratas húngaros pouco antes da invasão.

Bela fugiu, de início, para a Áustria, sendo mantido como refém pelo Duque Frederico de Babemberga.[3] Em seguida, refugiou-se em Trogir, na Dalmácia. Os mongóis reduziram as cidades e vilas da Hungria a cinzas e mataram metade da população, retirando-se apenas quando lhes chegou a notícia da morte de Ogadai Cã, em Caracórum.

Bela passou então a dirigir a reconstrução do país e ordenou que um sistema de castelos (végvár) fosse erigido como defesa contra um possível retorno dos mongóis.

Relações familiaresEditar

Foi filho de André II Arpade[4] e de Gertrudes de Merânia.[1] Casou em 1218 com Maria Lascarina (1206 - 1270), filha do Imperador Teodoro I Láscaris de Niceia,[1] gerou os seguintes filhos:

  1. Margarida da Hungria (c. 122020 de Abril de 1242). Casou com Guilherme de Saint-Omer. O seu marido surge listado nos documentos genealógicos como "Senhor de Tebas".
  2. Santa Cunegunda (5 de Março de 122424 de Julho de 1292) (também conhecida pelo seu diminutivo húngaro Kinga),[4] casou-se com o Rei Boleslau V da Polónia; após a morte do marido ingressou na vida religiosa tendo sido primeiro freira e depois abadessa; foi canonizada pelo Papa João Paulo II em 1999;
  3. Ana da Hungria, (1226 ou 1227 – c. 3 de Julho de 1270), foi casada com o príncipe Rostislau da Eslavônia;
  4. Isabel da Hungria, (123624 de Outubro de 1271), foi casada com Henrique XIII da Baviera, Duque da Baviera.
  5. Constança da Hungria, c. 1237 – depois de 1252. Foi casada com o duque da Galícia.
  6. Estêvão V da Hungria (István), (c. Dezembro de 12406 de Agosto de 1272) foi rei da Hungria de 1270 até a sua morte. Casou com Isabel da Cumânia (c. 1240 - 1290), rainha da Hungria, filha de Kuthen da Cumânia, da Cumânia (1242 -?) e de Galícia de Halicz.
  7. Iolanda da Hungria (? – 16 ou 17 de Junho de 1303), casou com Boleslau da Grande Polónia. Mais tarde veio a ingressar na vida religiosa tendo-se tornado freira e depois abadessa, encontrando-se entre os candidatos a Santos.
  8. Santa Margarida da Hungria (Margit) (27 de Janeiro de 124218 de Janeiro de 1271),[4] canonizada pela Igreja Católica em 1943 em Budapeste; a ilha Margarida (Margit Sziget), em Budapeste, recebeu este nome em sua homenagem.
  9. Bela da Eslavônia (c. 12451269), duque da Eslavônia, Croácia e Dalmácia. Casou com Cunigunda de Brandemburgo, filha de Otão III de Brandemburgo.
  10. Catarina da Hungria (c. 1229 - 1242). Morreu enquanto viajava com a sua família devido aos acontecimentos da Batalha de Mohi.

Árvore genealógica da Casa de ArpadesEditar

 Ver artigo principal: Casa de Arpades

Referências

  1. a b c Burdick, Carl C. (1965). From Whence We Came: A Genealogy (em inglês). Long Beach: Prettyman Duplicating Service. p. 185 
  2. History of the Hungarian Nation (em inglês). Budapeste: Danubian Press. 1969. p. 32 
  3. a b Tanácsa, Szakszervezetek Országos (1965). 200 Questions, 200 Answers on Hungary (em inglês). Budapeste: Central Council of the Hungarian Trade Unions. p. 23 
  4. a b c Halsey, William Darrach (1984). Collier's Encyclopedia: With Bibliography and Index (em inglês). Nova Iorque: Macmillan Educational Company. p. 389 

Precedido por
André II
Rei da Hungria
12351270
Sucedido por
Estêvão V
 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Bela IV da Hungria