Abrir menu principal

Bernardo António Antunes

Bernardo António Antunes
Cidadania Portugal
Ocupação agricultor
Prêmios Comendador da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa

Bernardo António Antunes ComNSC (Póvoa de Lanhoso, Frades, 20 de Agosto de 1833 - Lisboa, Lapa, 27 de Novembro de 1905), 1.º Visconde de Nazaré, foi um empresário agrícola, empresário comercial e filantropo português.

FamíliaEditar

Filho de António José Antunes e de sua mulher Ana Joaquina de Magalhães (1 de Fevereiro de 1811 - 27 de Junho de 1844) e neto materno de José Maria Vieira Barbosa (Póvoa de Lanhoso, Frades - ?) e de sua mulher Teresa Maria de Magalhães de Carvalho (? - 25 de Fevereiro de 1833). José Maria Vieira Barbosa era filho de Domingos José Barbosa (1753 - 1803) e de sua mulher Teresa José Gonçalves Vieira (? - 1827) e neto paterno de António Barbosa (1709 - 1778) e de sua mulher Teresa Vieira da Costa (? - 1787). Teresa Maria de Magalhães de Carvalho era filha de Custódio José de Magalhães e de sua mulher Luísa de Carvalho (? - 1830), neta paterna de ... e de sua mulher Teresa Antunes e neta materna de Manuel Francisco e de sua mulher Luísa de Carvalho.

BiografiaEditar

Partiu novo para o Brasil, onde se conservou trinta e nove anos, dedicando-se ao comércio. Devido à sua tenacidade no trabalho, entrou como sócio da casa Antunes & Correia e fez parte doutras sociedades durante a sua longa permanência no Brasil. Viajou muito pelo estrangeiro mas, doente e sentindo agravarem-se os seus males, fixou finalmente residência em Lisboa. Tanto no Pará como em Lisboa foi um dos mais beneméritos protetores da Associação de Beneficência Portuguesa.[1]

Era 2.095.º Comendador da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa (21 de Abril de 1886) e Fidalgo Cavaleiro da Casa Real por Alvará de 28 de Setembro de 1886.[2]

O título de 1.º Visconde de Nazaré foi-lhe concedido, em sua vida, por Decreto de D. Luís I de Portugal de 29 de Março de 1883 e refere-se ao nome duma sua propriedade no Pará.[2]

Casamento e descendênciaEditar

Bernardo António Antunes casou com Maria Josefa Ferreira, da qual teve:

  • Guilhermina de Brito Antunes, casada com Joaquim Martins Monteiro, com geração
  • Maria Isabel de Brito Antunes, casada com Alfredo José da Silva e Cunha (Braga, Priscos, Quinta do Crasto - Porto, Mafamude, Palacete da Raza), filho de António José da Silva e Cunha, do qual foi primeira mulher, com geração
  • Rosa Josefina de Brito Antunes, casada com seu cunhado Alfredo José da Silva e Cunha (Braga, Priscos, Quinta do Crasto - Porto, Mafamude, Palacete da Raza), do qual foi segunda mulher, sem geração
  • Maria Leonor de Brito Antunes, falecida a 12 de Dezembro de 1913 em Lisboa, que casou com o Coronel de Infantaria João de Lemos e Meneses Sousa e Albuquerque (Viseu, 6 de Novembro de 1860 - 10 de Junho de 1930), filho do Major-Médico Dr. António de Meneses de Sousa e Albuquerque e neto do Dr. João Victorino de Sousa e Albuquerque, com geração
  • João de Brito Antunes, Representante do Título de Visconde de Nazaré, casado com Leopoldina Danin Lobo (6 de Novembro de 1863 - 16 de Janeiro de 1913), filha de Bruno Álvares Lobo (? - 1 de Maio de 1880) e de sua mulher Isabel da Silva Araújo Danin, neta paterna de Joaquim José Lobo e de sua mulher Maria do Espírito Santo e neta materna de Joaquim Francisco Danin (1799 - ?) e de sua mulher Isabel da Silva Araújo, da qual teve duas filhas e três filhos:
    • Leopoldina Lobo Antunes, casada com José da Silva dos Santos
    • João Lobo Antunes
    • Maria Isabel Lobo Antunes, casada com João Lobo dos Santos Moreira
    • Joaquim Lobo Antunes
    • António Lobo Antunes (13 de Junho de 1880 - Lisboa, Benfica, 8 de Janeiro de 1960), Capitão de Cavalaria, que esteve na Revolução Monárquica de Monsanto, casado com Eva Futscher de Figueiredo (7 de Janeiro de 1895 - 17 de Maio de 1977), filha de Alfredo dos Santos de Figueiredo e de sua mulher Paulina Sofia Futscher, da qual teve dois filhos e quatro filhas:
      • António Pedro de Figueiredo Lobo Antunes
      • João Alfredo de Figueiredo Lobo Antunes (Tânger, 28 de Fevereiro de 1915 - Lisboa, 10 de Junho de 2004), casado com Maria Margarida Machado de Almeida Lima, filha de António José Moreira Barbosa de Almeida Lima, Engenheiro Militar, que ficou incapacitado de prosseguir a carreira militar por ferimentos recebidos na Primeira Guerra Mundial, e de sua mulher Margarida da Beira Cardoso de Melo Machado (Lisboa - ?), filha de Joaquim José Machado e de sua mulher Mariana Cardoso de Melo, com geração
      • Maria Madalena de Figueiredo Lobo Antunes (10 de Abril de 1917 - ?), casada com Fernando Eloy Borges Cardoso, Advogado e Consultor Jurídico dos CTT, com geração
      • Maria Margarida de Figueiredo Lobo Antunes (15 de Abril de 1919 - 29 de Abril de 2010), solteira e sem geração
      • Maria de Lourdes de Figueiredo Lobo Antunes (Tânger, 5 de Março de 1921 - Lisboa, 2001), casada em 1952 com Pedro Nolasco da Silva (Macau, 9 de Janeiro de 1923 - Lisboa), com geração
      • Maria da Graça de Figueiredo Lobo Antunes (Lisboa, Benfica, 4 de Junho de 1931 - 2002), casada a 11 de Fevereiro de 1954 com José Manuel Canas Simões (20 de Fevereiro de 1930 - 30 de Janeiro de 2002), Médico Veterinário, com geração
  • Bernardo de Brito Antunes
  • José de Brito Antunes, casado com Elisabeth ...

Referências

  1. "Nobreza de Portugal e do Brasil", Direcção de Afonso Eduardo Martins Zúquete, Editorial Enciclopédia, 2.ª Edição, Lisboa, 1989, Volume Terceiro, p. 46
  2. a b "Nobreza de Portugal e do Brasil", Direcção de Afonso Eduardo Martins Zúquete, Editorial Enciclopédia, 2.ª Edição, Lisboa, 1989, Volume Terceiro, p. 47