Betty Mindlin
Nascimento 31 de março de 1942 (77 anos)
São Paulo
Cidadania Brasil
Progenitores Pai:José Mindlin
Alma mater Universidade de São Paulo, Universidade Cornell, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Ocupação antropólogo, escritora
Prêmios Ordem Nacional do Mérito Científico

Betty Mindlin (São Paulo, 31 de março de 1942) é uma antropóloga e escritora brasileira. São de sua autoria Moqueca de maridos (1997) e Tuparis e tarupás (1994). Especializou-se em estudos sobre a cultura indígena, em especial mitos e outras tradições.[1]

Doutourou-se em Antropologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Sua tese de doutorado foi sobre os Suruí, um trabalho que levou à publicação de Nós, Paiter (1985). É mestra em Economia pela Cornell University.[2]

Sobre sua pesquisa com os Suruí disse, em entrevista:[3]

Foi agraciada em 2002 comendadora da Ordem Nacional do Mérito Científico.[4]

Referências

  1. «Betty Mindlin — IEA». www.iea.usp.br. Consultado em 20 de fevereiro de 2018 
  2. «Betty Mindlin e os mitos indígenas | Portal Entretextos». www.portalentretextos.com.br. Consultado em 20 de fevereiro de 2018 
  3. «Betty Mindlin lança "Diários da Floresta" - Terra - Cultura». terramagazine.terra.com.br. Consultado em 20 de fevereiro de 2018 
  4. «Ministério da Cultura - 48 escritores representarão o Brasil no Salão do Livro de Paris 2015 - Notícias Destaques». www.cultura.gov.br. Consultado em 20 de fevereiro de 2018 
  Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.