Brasinca

A Brasinca Ferramentas, Carrocerias e Veículos S/A é uma empresa brasileira que atualmente fabrica carrocerias para caminhões e veículos especiais. Foi fundada em setembro de 1949 na cidade de São Caetano do Sul (SP) pela Gil & Schueler, uma das maiores revendas Ford do interior do Estado de São Paulo. A então chamada Inca – Indústria Nacional de Carrocerias de Aço S/A, foi a primeira do país criada com o objetivo específico de fabricar carrocerias metálicas de ônibus.

Brasinca Ferramentas, Carrocerias e Veículos S/A
Atividade Automotiva
Sede Brasil
Produtos Automóveis

O nome da empresa foi alterado para BRASINCA, para não confundir com a Incar, uma empresa fabricante de carrocerias que já existia na época.

A Brasinca fabricou, por exemplo, a carroceria de fibra de vidro para a caçamba da pick-up Saveiro e as primeiras cabines do caminhão FNM em 1951.

A maior contribuição da Brasinca para a indústria automobilística brasileira, foi o desenvolvimento do cupê esportivo 4200 GT[1]. Projetado pelo espanhol radicado no Brasil Rigoberto Soler Gisbert e pelo mago da mecânica Ângelo Mário Gonçalves, o automóvel contava com carroceria em aço moldada à mão, motor dos caminhões Chevrolet da época, com 6 cilindros em linha e 4.271cc. Para alimentar o motor foram utilizados 3 carburadores ingleses modelo SU.

O jornalista Tiago Songa, um dos maiores estudiosos do modelo, arrecadou dados e fotografias de 41 unidades das prováveis 73 fabricadas entre os anos de 1964 e 1966. Os modelos se distribuiam em Berlinetas, duas unidades versão conversível e uma SW, também chamada de Gavião que prestou serviços à Polícia Rodoviária na base da Rodovia Anchieta.

O alto custo da produção do Uirapurú fez com que a Brasinca desistisse da fabricação do mesmo, passando a produção para a equipe de engenheiros que trabalhava no veículo. Assim nasceu a Sociedade Técnica de Veículos Ltda (STV), que ficou por conta de acabar de montar as carrocerias já fabricadas pela Brasinca.

Em 1996, a Usiminas assume metade da unidade fabril de Pouso Alegre, mudando seu nome para Brasinca-Minas e comunicando automaticamente o fechamento das unidades fabris de São Paulo. Em 1997, a Brasinca entra em concordata. Em 1999, a Usiminas assume o controle total da empresa, mudando seu nome para Usiparts (atualmente Automotiva Usiminas).

Em fevereiro de 2020 a empresa Brasinca Importação de peças situada na cidade de Maringá PR adquiriu o registro do logotipo da marca conhecida como "B Cortado" agora detentora do logotipo ela poderá importar suas peças com essa marca.

Ver tambémEditar

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.