Abrir menu principal
César de Sousa
  Distrito do Brasil  
Localização
Estado  São Paulo
Município Mogi das Cruzes
História
Criado em 1981
Características geográficas
População total (2010) 33 295 hab.
Avenida Francisco Rodrigues Filho (Rodovia Mogi-Guararema SP-66), que liga César de Sousa ao Centro.

César de Sousa é um distrito do município de Mogi das Cruzes, no estado de São Paulo.

O distrito de César de Sousa possui esse nome em homenagem ao engenheiro João Augusto César de Sousa, chefe da 5ª divisão da Estrada de Ferro Central do Brasil. A ferrovia deu a César de Sousa, além do seu nome, sua colonização. Hoje o prédio da estação serve de escritório para a empresa Dicimol, uma distribuidora de cimento, diferentemente de outras estações mogianas que passaram para a administração da CPTM e que hoje servem para o transporte de passageiros. É em César de Sousa que está localizada a sede da TV Diário, afiliada da Rede Globo na Região do Alto Tietê. Além disso, conta com uma estação de tratamento de esgoto, que é importante para o projeto de despoluição do Rio Tietê no município.[1]

Potencial de desenvolvimentoEditar

César de Sousa possui grandes áreas que ainda não foram urbanizadas, com isso, há grandes possibilidades de crescimento. Empresas imobiliárias estão adquirindo terrenos inutilizados e antigas indústrias para a construção de condomínios destinados para as classe média e para a classe alta. A menor dessas áreas inutilizadas possui 600 mil metros quadrados, e dentro de alguns anos esses condomínios estarão finalizados.[2]

Nova estação de César de SousaEditar

Como foi citado anteriormente, os trilhos que passam entre a Estação Estudantes (CPTM) e o distrito são usados para transporte de carga. Sobre isso a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) está fazendo um estudo sobre a possibilidade da expansão da linha 11 - Coral para o distrito. Após esse estudo da viabilidade do uso, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos fará um pedido para a formalização de um convênio que possibilite isso. O presidente de ANTT se comprometeu a dar atenção a essa solicitação, e a CPTM por meio de seu presidente já afirmou que existe a viabilidade e que para isso bastaria apenas construir uma linha ao lado da já existente, pois não é possível fazer transportes de passageiros em uma via apenas, como o que existe nesse trecho. A CPTM afirmou também que fará o pedido quando concluir os trâmites.[3]

ComunicaçõesEditar

O distrito foi atendido pela Companhia Telefônica da Borda do Campo (CTBC)[4] até 1998, quando esta empresa foi privatizada e vendida juntamente com a Telecomunicações de São Paulo (TELESP) para a Telefônica[5], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[6] para suas operações de telefonia fixa.

Vulnerabilidade socialEditar

Embora o distrito tenha potencial de desenvolvimento, apresenta também alguns problemas sociais em bairros da periferia de César de Sousa. Um desses bairros é o Conjunto Habitacional Vereador Jefferson da Silva, o bairro foi classificado pelo Instituto de Estudos Especiais de Pontifícia Universidade Católica de São Paulo como um bairro com alto índice de vulnerabilidade social. O Conjunto Vereador Jefferson da Silva possui problemas diversos com destaque para a falta de unidades de saúde, falta de limpeza pública, falta de saneamento básico e um sistema de transporte coletivo problemático. O melhor bairro é Jardim São Pedro que conta com Supermercados, Farmácias, Postos de combustíveis, Lazer, Igrejas e etc.

Em relação a questão da saúde, os moradores afirmam que é necessário de deslocar até a unidade de saúde mais próxima, ela fica na Vila Suissa à 20 minutos (a pé) do local. O bairro Vila Suissa também faz parte do Distrito de César de Sousa. Além disso, os moradores reclamam do isolamento em comparação com outros bairros do município, o que dificulta até mesmo na hora de se conseguir um emprego.[7]

Ver tambémEditar

Referências