Abrir menu principal

Cacau (futebolista)

futebolista alemão

Claudemir Jerônimo Fernandes Barreto,[1] mais conhecido como Cacau (Santo André, 27 de Março de 1981), é um ex futebolista brasileiro naturalizado alemão. Cacau jogou mais de 300 jogos na Bundesliga Alemã. Depois de obter a cidadania alemã, ele jogou 23 partidas pela seleção alemã, marcando seis gols e cumprindo a meta desde que foi escolhido para ser alemão.

Cacau
Cacau
Informações pessoais
Nome completo Claudemir Jerônimo Fernandes Barreto
Data de nasc. 27 de março de 1981 (38 anos)
Local de nasc. Santo André, SP, Brasil
Nacionalidade brasileiro
alemão
Altura 1,79 m
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Atacante
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
19971999
19992001
20012002
20012003
20032014
20142015
2016
Nacional
Türk Gücü München
1. FC Nürnberg II
1. FC Nürnberg
Stuttgart
Cerezo Osaka
Stuttgart II
0036 0000(19)
0031 0000(7)
0018 0000(9)
0056 0000(8)
0346 00(109)
0027 0000(7)
0009 0000(3)
Seleção nacional3
20092012 Alemanha 00023 000(6)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 12 de março de 2016.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 13 de maio de 2013.

CarreiraEditar

Início no Türk Gücü MünchenEditar

Cacau iniciou sua trajetória no futebol alemão aos 18 anos, quando foi levado pelo primo do seu treinador na época, Mauro Correia, para testes no inexpressivo Türk Gücü München, então na quinta divisão alemã.[2] Após período de dois meses, foi aprovado nos testes e contratado. Sua estreia, porém, só aconteceu cinco meses mais tarde, por questões políticas.[2]

NürnbergEditar

Sua experiência nas divisões inferiores da Alemanha parecia que tinha terminado quando recebeu uma proposta para defender o Nürnberg, que disputava a elite alemã.[2] Porém, Cacau acabou indo defender a equipe B, que disputava a quarta divisão.[2] Após cinco meses e, estando em grande fase, acabou recebendo uma chance na equipe principal do Nürnberg, que estava com poucos atacantes disponíveis.[2]

StuttgartEditar

Uma temporada e meia foi suficiente para o brasileiro despertar o interesse do Stuttgart.[2] Cacau teve um início complicado no Stuttgart, sendo preterido em sua primeira temporada por outros atacantes, disputando apenas uma vaga no banco de reservas muitas vezes.[2] Já em sua segunda temporada no clube, acabou recebendo mais oportunidades e se tornando um dos principais nomes do elenco, tendo marcado, em quarenta e cinco partidas, vinte e três gols, sua melhor média até hoje.[2]

Cacau voltaria a ter uma temporada de destaque entre o final do 2009 e o início do ano seguinte, quando entrou em boa fase com a artilharia, tendo marcado sete vezes no período de uma semana. Durante esse período, foi eleito o melhor jogador do mês de fevereiro,[3] além de despertar interesse de vários clubes europeus. Apesar de ter declarado que deixaria o Stuttgart após o término do seu contrato,[4] acabou renovando seu contrato até 2013.[5]

Seleção alemãEditar

Quatro meses após receber a declaração de cidadania alemã, recebeu, em 19 de maio de 2009, sua primeira convocação para a Seleção Alemã, para as partidas contra os Emirados Árabes Unidos e China.[6] Após não entrar no primeiro amistoso, conseguiu estrear contra a China, entrando aos 64 minutos de jogo no lugar de Mario Gómez, seu ex-companheiro de clube.[7] Apesar de sua grande fase no Stuttgart, Cacau demorou seis partidas para marcar seu primeiro gol com a camisa germânica. Na partida contra Malta, marcou duas vezes.[8] Voltou a marcar na partida seguinte, contra a Hungria.[9] Pouco tempo depois, foi anunciado entre os vinte e três convocados para a Copa do Mundo de 2010.[10]

Em sua estreia em Copas do Mundo, Cacau entrou aos sessenta e oito minutos de partida, no lugar de Miroslav Klose. Dois minutos mais tarde, marcou o quarto tento germânico na vitória sobre a Austrália por 4 a 0 sendo o primeiro gol "brasileiro" nesta competição. Nos acréscimos do segundo tempo, Cacau também recebeu seu primeiro cartão amarelo, após uma queda que o árbitro julgou ser simulação.[11]

Partidas internacionaisEditar

Vida PessoalEditar

No dia 27 de Junho de 2013 Cacau recebeu o título de Cidadão Mogiano [12], na Câmara Municipal de Mogi das Cruzes, devido à inauguração do projeto social Esportes para a Vida, destinado a jovens de um bairro da periferia mogiana, recebendo a homenagem pelos serviços prestados ao município. O futebolista passou boa parte da infância em Mogi das Cruzes, onde jogou em uma escolinha.

TítulosEditar

Referências

Ligações externasEditar