Seleção Húngara de Futebol

A Seleção Húngara de Futebol representa a Hungria nas competições de futebol da FIFA, UEFA e COI. É subordinada à Federação Húngara de Futebol (Magyar Labdarúgó-szövetség, MLSZ), que foi fundada em 1901.

Seleção Húngara de Futebol
Coat of arms of Hungary.svg
Alcunhas?  O Time de Ouro e Os Mágicos Magiares (na década de 1950)
Magiares
Nemzeti Tizenegy (Os Onze Nacionais)
Associação Magyar Labdarúgó-szövetség (MLSZ)
Confederação UEFA
Material desportivo?  Alemanha Adidas
Treinador Itália Marco Rossi
Capitão Ádám Szalai
Mais participações Gábor Király (108)
Melhor marcador?  Ferenc Puskás (84)
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

HistóriaEditar

A primeira partida ocorreu em Viena contra a Áustria em 12 de outubro de 1902, quando foi derrotada por 5 a 0. A Hungria foi considerada a primeira equipe não-britânica a derrotar a Inglaterra em solo inglês (desconsiderando vitórias da Irlanda independente), no Estádio de Wembley, em jogo com resultado de 6 a 3 em 25 de novembro de 1953, provocando uma grande comoção nacional nos dois países. Na revanche, derrotaram-os mais uma vez, agora por 7 a 1, e em Budapeste, no ano seguinte.

A Seleção Húngara de Futebol será sempre lembrada pela histórica equipe do anos 50 que encantou o mundo no começo da década, conquistando a medalha de ouro nas Olimpíadas e o vice da Copa do Mundo de 1954. Na decisão do Mundial, chegou a estar ganhando por 2 a 0 e permitiu a reação alemã, que no final ganhou por 3 a 2 e conquistou a Jules Rimet. Parte da frustração deveu-se ao fato de que os dois times já haviam se enfrentado na Copa, na primeira fase, e os magiares esmagaram os germânicos por 8 x 3.

O time húngaro era repleto de jogadores excelentes, do goleiro Gyula Grosics ao ponta Zoltán Czibor, incluindo Sándor Kocsis, Nándor Hidegkuti, Jenõ Buzánszky, József Bozsik e László Budai, todos comandados pelo major Ferenc Puskás e pelo técnico Gusztáv Sebes.

Até a derrota na final da Copa do Mundo de Futebol de 1954, a seleção húngara ficou 29 partidas invictas, entre 14 de maio de 1950 até 4 de julho de 1954, data da final da copa. Este recorde só foi superado pela Seleção Argentina, quarenta anos depois, entre 1991 e 1993, quando permaneceram 31 partidas invictas.

Mas desde a década de 30 a seleção húngara já se destacava no futebol mundial. Na Copa do Mundo de 1938, já tinha sido vice campeã mundial, perdendo o título para a Itália. O maior destaque era o atacante György Sárosi.

Nos anos 60, a seleção húngara conseguiu duas boas campanhas. Flórián Albert foi o líder de uma nova geração, onde destacavam-se Ferenc Bene e Lajos Tichy. A Hungria ficou em 5º lugar em 1962 e 6º lugar em 1966, quando inclusive derrotou a seleção brasileira, como fizera em 1954, quebrando a invencibilidade canarinha. Apesar disso, seus jogadores seguiam ofuscados pela geração de ouro dos anos 50.

A partir da década de 1970, a seleção e o próprio futebol húngaro praticamente deixaram de existir em termos mundiais. Nas Copas de 1978, 1982 e 1986, não conseguiu ficar entre as dez primeiras colocadas, caindo sempre na primeira fase. O maior feito foi a vitória de 10 x 1 sobre El Salvador, na Copa de 1982, a maior goleada das Copas, superando uma marca que já era húngara - os 9 x 0 sobre a Coreia do Sul em 1954, tornando-se também a seleção com mais gols num único jogo de Copa do Mundo. Nesta partida de 1982, László Kiss destacou-se ao tornar-se o primeiro reserva a marcar três gols em um jogo de Copa.

Ao todo, participou de nove edições do Mundial e é a maior vencedora de olimpíadas com três títulos olímpicos conquistados nos jogos olímpicos de verão de 1952, 1964 e 1968, e até hoje possui o recorde das duas maiores goleadas aplicadas em uma copa do mundo, com um 10 x 1 sobre a Seleção Salvadorenha na copa de 1982 e 9 x 0 sobre a seleção sul-coreana na copa de 1954

No Campeonato Mundial Sub-20, obteve um inédito terceiro lugar em 2009

TítulosEditar

Observação: Os Jogos Olímpicos de 1908 até 1956 são considerados títulos oficiais: [1].

Jogos HistóricosEditar

Elenco atualEditar

Os seguintes jogadores foram convocados para a disputa da Liga das Nações da UEFA de 2022–23

Atualizado até 14 de Julho de 2022

Nome Posição Clube
Gulácsi Goleiro   RB Leipzig
Dibusz Goleiro   Ferencváros
Szappanos Goleiro   Budapest Honvéd
Bolla Defesa   Fehérvár
Csaba Spandler Defesa   Puskás Akadémia
Fiola Defesa   Fehérvár
Kecskés Defesa   Novgorod
Lang Defesa   AC Omonia
Zsolt nagy Defesa   Puskás Akadémia
Nego Defesa   Fehérvár
Orbán Defesa   RB Leipzig
Attila Szalai Defesa   Fenerbahçe
Milos Kerkez Defesa   AZ Alkmaar
Gazdag Médio   Philadelphia Union
Nagy Médio   Pisa Calcio
Schäfer Médio   Union Berlin
Szoboszlai Médio   RB Leipzig
Callum Styles Médio   Barnsley
Péter Baráth Médio   Debrecen
Zalán Vancsa Avançado   Lommel SK
Dániel Sallói Avançado   Sporting Kansas
Martin Ádám Avançado   Ulsan Hyundai
Sallai Avançado   SC Freiburg
Schön Avançado   FC Dallas
Ádám Szalai Avançado   FC Basel
Marco Rossi Treinador

Títulos de baseEditar

Seleção Sub-21Editar

Seleção Sub-19Editar

TOTAL: 11 títulos

Campanhas destacadasEditar

Desempenho em competiçõesEditar

Copas do MundoEditar

Ano Fase Posição J V E D GP GC
  1930 Não participou
  1934 Quartas de final 6/16 2 1 0 1 5 4
  1938 Vice-campeão 2/15 4 3 0 1 15 5
  1950 Não participou
  1954 Vice-campeão 2/16 5 4 0 1 27 10
  1958 Primeira fase 10/16 4 1 1 2 7 5
  1962 Quartas de final 5/16 4 2 1 1 8 3
  1966 Quartas de final 6/16 4 2 0 2 8 7
  1970 Não classificou-se
  1974
  1978 Primeira fase 15/16 3 0 0 3 3 8
  1982 Primeira fase 14/24 3 1 1 1 12 6
  1986 Primeira fase 18/24 3 1 0 2 2 9
  1990 Não classificou-se
  1994
  1998
   2002
  2006
  2010
  2014
  2018
  2022
    2026 A definir
Total 9/22 0 títulos 32 15 3 14 87 57

EurocopasEditar

Ano Fase Posição J V E D GP GC
  1960 Não classificou-se
  1964 Terceiro lugar 3/4 2 1 0 1 4 3
  1968 Não classificou-se
  1972 Quarto lugar 4/4 2 0 0 2 1 3
  1976 Não classificou-se
  1980
  1984
  1988
  1992
  1996
   2000
  2004
   2008
   2012
  2016 Oitavas de final 13/24 4 1 1 2 6 8
  2021 Primeira fase 20/24 3 0 2 1 3 6
  2024 A definir
Total 4/16 0 títulos 11 2 4 5 14 20

UniformesEditar

  • Uniforme principal: Camisa vermelha, calção branco e meias verdes;
  • Uniforme reserva: Camisa branca, calção vermelho e meias brancas;
     
 
 
Titular
     
 
 
Reserva
     
 
 
Alternativo

Uniformes anterioresEditar

  • 2018
     
 
 
Titular
     
 
 
Reserva
  • 2016
     
 
 
Titular
     
 
 
Reserva
  • 2014
     
 
 
Titular
     
 
 
Reserva
  • 2012
     
 
 
Titular
     
 
 
Reserva
  • 2010
     
 
 
Titular
     
 
 
Reserva
  • 2008
     
 
 
Titular
     
 
 
Reserva
  • 2006-07
     
 
 
Titular
     
 
 
Reserva


  • 2002-05
     
 
 
Titular
     
 
 
Reserva
  • 2000-02
     
 
 
Titular
     
 
 
Reserva

Material esportivoEditar

Período Fornecedor
1902–1976 Nenhum
1976–1989   Adidas
1990–1994   Umbro
1994– Presente   Adidas

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. a b c «Ranking Mundial da FIFA/Coca-Cola» (em inglês). FIFA.com. 25 de agosto de 2022. Consultado em 27 de setembro de 2022