Caio Fonteio Capitão (cônsul em 33 a.C.)

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Caio Fonteio Capitão.

Caio Fonteio Capitão (em latim: Gaius Fonteius Capito) foi um político da gente Fonteia da República Romana nomeado cônsul sufecto em 33 a.C. com Lúcio Flávio e Marco Acílio Glabrião. Serviu no lugar de Lúcio Volcácio Tulo de 1 de maio até o final de setembro.[1] Seu filho, Caio Fonteio Capitão, foi cônsul em 12.

Caio Fonteio Capitão
Cônsul da República Romana
Consulado 33 a.C.

CarreiraEditar

Fonteio Capitão, um homem novo, era filho de Caio Fonteio Capitão e aliado do triúnviro Marco Antônio. De origem plebeia, provavelmente foi tribuno da plebe por volta de 39 a.C. e pode ter sido membro de um dos colégios sacerdotais da época.[2] Em 39-8 a.C., Antônio nomeou-o para a função de monetalis em uma das províncias orientais da República, período no qual cunhou moedas com os retratos de Antônio e sua esposa, Otávia.

Em 37 a.C., num período de elevada tensão entre os triúnviros Marco Antônio e Otaviano, Fonteio Capitão foi o representante do primeiro na Itália. Depois de ter negociado com Otaviano, ele viajou com Caio Mecenas, Lúcio Coceio Nerva e diversos poetas, incluindo Horácio e Virgílio, até Brundísio para discutir a situação com o próprio Marco Antônio e para preparar o caminho que levaria ao Pacto de Tarento.[3][4]

Depois de concluídas as primeiras rodadas de negociação, Antônio enviou Fonteio Capitão, no outono de 37 a.C., até o Egito para escoltar a rainha Cleópatra VII até Antioquia, a capital da província da Síria, a capital oriental de Antônio. Os dois chegaram no inverno de 37-6 a.C.[5]

Em 33 a.C., Fonteio Capitão foi nomeado cônsul sufecto e serviu com Lúcio Flávio e Marco Acílio Glabrião.

Ver tambémEditar

Cônsul da República Romana
 
Precedido por:
'Lúcio Emílio Lépido Paulo (suf.)

com Marco Herênio Piceno (suf.)

Otaviano II
33 a.C.

com Lúcio Volcácio Tulo
com Lúcio Autrônio Peto
com Lúcio Flávio
com Caio Fonteio Capitão
com Marco Acílio Glabrião
com Lúcio Vinício
com Quinto Larônio

Sucedido por:
'Cneu Domício Enobarbo

com Caio Sósio


Referências

  1. Broughton II, pg. 413
  2. Broughton III, pg. 92
  3. Broughton II, pg. 397
  4. Horácio, Saturnais I 5. 32
  5. Plutarco, Vidas Paralelas, Antônio 36.1

BibliografiaEditar