Abrir menu principal

Wikipédia β

Camaçari Futebol Clube

Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde dezembro de 2014). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O Camaçari Futebol Clube é um clube brasileiro de futebol, da cidade de Camaçari, no estado da Bahia e suas cores são o azul e o branco.

Camaçari
CamaçariFC.gif
Nome Camaçari Futebol Clube
Mascote Guarajuba
Fundação 8 de novembro de 1968 (49 anos)
Estádio Armando Oliveira
Capacidade 7.000
Presidente Brasil Bruno Souza
Treinador Brasil Sapatão
Material (d)esportivo Brasil Rota do Mar
Competição Bahia Campeonato Baiano
Brasil Série D
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Índice

HistóriaEditar

O Camaçari foi fundado no dia 8 de novembro de 1968 como Fluminense Futebol Clube, em homenagem ao clube homônimo do Rio e somente em 1989 foi profissionalizado, com o nome Fluminense Futebol Clube de Camaçari. Na época, o presidente do clube era Higino Santana Soares.

Ainda como Fluminense, o clube obteve o vice-campeonato da 2ª divisão de Profissionais do futebol baiano em 1989, perdendo o título em dois empates com o Jacuipense (2x2 em Camaçari e 0x0 em Conceição do Coité. O Fluminense era treinado por Chico Mutriz.

No início da década de 1990, o clube mudou o nome para Camaçari Futebol Clube, conquistando a Segunda Divisão estadual em 1991 e subindo para a divisão principal e sua melhor colocação no Campeonato Baiano, foi em 1998, ao terminar em terceiro lugar, atrás apenas do Bahia e do Vitória.

Em 1999, o clube disputou três competições: o Campeonato Baiano, a Copa do Brasil e a Taça Estado da Bahia. No Campeonato Baiano, ficou em 4º lugar, na Copa do Brasil, eliminou o Paraná Clube na primeira fase e, na segunda fase, perdeu para o Internacional de Porto Alegre. Na Taça Estado da Bahia, foi campeão invicto, disputando 14 jogos, nos quais ganhou 13 e empatou apenas um.

Em 2000, o Camaçari ficou em quarto lugar no Campeonato Baiano. e no ano seguinte, novamente terminou na quarta colocação no certame estadual, tendo o artilheiro do campeonato: Marcos Chaves, o qual marcou 17 gols. Em 2005, foi vice-campeão da chave do interior do Campeonato Baiano e em 2010, o ficou em terceiro lugar no Campeonato Baiano, após eliminação nas semifinais da competição para o Vitória. O clube foi eliminado na primeira fase do Campeonato Brasileiro da Série D.

TítulosEditar

Estaduais
Competição Títulos Temporadas
  Taça Estado da Bahia 1 1999
  Campeonato Baiano - 2ª Divisão 2 1991 e 1997

SímbolosEditar

MascoteEditar

O mascote do Camaçari é a guarajuba, espécie de peixe da família Carangidae, encontrado em certa abundância na região litorânea da cidade de Camaçari.

ElencoEditar

Ranking da CBFEditar

Ranking atualizado em dezembro de 2014

  • Posição: 218º
  • Pontuação: 51 pontos[1]

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol para pontuar todos os clubes do Brasil.[2]

Referências

  1. RNC - RANKING NACIONAL DOS CLUBES 2015 Confederação Brasileira de Futebol - acessado em 11 de dezembro de 2014
  2. Cruzeiro lidera o Ranking Nacional de Clubes 2015 CBF

Ligações externasEditar