Carlos Frederico de Jülich-Cleves-Berg

Carlos Frederico de Jülich-Cleves-Berg (em alemão: KarlFriedrich von Jülich-Kleve-Berg; Cleves, 28 de abril de 1555Roma, 9 de fevereiro de 1575), foi um nobre alemão pertencente à Casa de La Marck sendo príncipe-herdeiro dos Ducados Unidos de Jülich-Cleves-Berg e estados satélites[1]

Carlos Frederico de Jülich-Cleves-Berg
príncipe-herdeiro de Jülich-Cleves-Berg
Frontispício de Hercules Prodicius, por Stephanus Winandus Pighius
Sucessor(a) João Guilherme de Jülich-Cleves-Berg
Cônjuge (1) Jacobeia de Baden
(2) Antonieta de Lorena
Casa La Marck
Nome completo Karl Friedrich von Jülich, Kleve und Berg
Nascimento 28 de abril de 1555
  Cleves
Morte 9 de fevereiro de 1575 (19 anos)
  Roma
Pai Guilherme de Jülich-Cleves-Berg
Mãe Maria de Habsburgo
Religião Católico
Brasão
Representação alegórica da morte de Carlos Frederico num pequeno quadro comemorativo agarrado pelo seu tutor, Stephanus Winandus Pighius, artista desconhecido, ca. 1585.

BiografiaEditar

Carlos Frederico era o filho mais velho do Duque Guilherme, o Rico e de sua mulher, Maria de Habsburgo, filha do imperador Fernando I.

A sua morte precoce e inesperada de varíola com apenas 19 anos de idade, ocorreu em Roma durante uma peregrinação e um Grand Tour deixou uma marca na história.

Pela sua morte, o seu irmão mais novo João Guilherme tornou-se herdeiro aparente dos Ducados Unidos. Contudo, João Guilherme tinha uma saúde frágil e problemas mentais vindo a falecer sem herdeiro, situação que viria a dar origem à Guerra da sucessão de Jülich, originando a partilha dos Ducados Unidos e permitindo à Prússia adquirir a sua província na Renânia. Se Carlos Frederico não tivesse falecido jovem, talvez nada disto tivesse acontecido e o mapa da Europa pudesse ser hoje muito diferente.

O tutor de Carlos Frederico, Stephanus Winandus Pighius, criou uma obra literária para o seu aluno com o seu Hercules Prodicius, que se tornou o primeiro guia turístico de Itália. Carlos Frederico era descrito como um jovem firme, amante da diversão e altamente inteligente.

Ele esteve entre os convidados de honra na cerimónia na Basílica de S. Pedro de abertura do Ano Santo de 1575. O Papa Gregório XIII era muito ligado ao seu convidado, esperando que o jovem príncipe viesse a ter uma influência determinante nos países protestantes vizinhos. Uma semana mais tarde, o Papa honrou-o oferecendo-lhe uma espada e um píleo consagrados, uma honra reservada a reis.

Quando Carlos Frederico morreu cinco semanas mais tarde, Gregório XIII suportou, ele próprio, os custos de um funeral real e da enorme procissão fúnebre. Carlos Frederico foi sepultado em frente ao Papa Adriano VI, na igreja de Santa Maria dell’Anima, a igreja em Roma da nação alemã.

A sua magnífica sepultura foi um monumento desenhado pelo seu tutor Pighius, e executado pelos escultores Nicolas Mostaert e Gillis van den Vliete. Mostra, entre outras coisas, uma cena da ressurreição que alude á estátua de Laocoonte e seus filhos encontrada em 1506. Uma segunda parte do monumento, mostrando a espada e o chapéu consagrados, encontra-se no vestíbulo da igreja. Aí, a inscrição refere que Carlos Frederico tinha um sentido precoce de piedade e era brilhante, apesar da sua juventude e sabia muitas coisas em muitas línguas.

Ligações externasEditar

ReferênciasEditar

  1. O estado conhecido como Ducados Unidos de Jülich-Cleves-Berg incluía os ducados de Jülich, de Cleves e de Berg, os condados de Mark e de Ravensberg e o Senhorio de Ravenstein.


Carlos Frederico de Jülich-Cleves-Berg
Nascimento: 28 de abril 1555 Morte: 9 de fevereiro 1575
Precedido por
Guilherme (V)
 
Príncipe Herdeiro dos
Ducados Unidos de Jülich-Cleves-Berg

1555 - 1575
Sucedido por
João Guilherme

AscendênciaEditar

BibliografiaEditar

  • (em alemão) Wilhelm Diedenhofen: Das Grab des klevischen Prinzen in Rom, in: Kalender für das Klever Land auf das Jahr 1967;
  • (em alemão) Wilhelm Diedenhofen: Der Tod in Rom, in: Land im Mittelpunkt der Mächte. Die Herzogtümer Jülich, Kleve, Berg, Boss Verlag, Cleves, 1985, ISBN 3-922384-46-3;
  • (em alemão) Wilhelm Diedenhofen: Die Italienreise des Prinzen Karl Friedrich von Jülich-Kleve-Berg 1574/75, Cleves, 2008, ISBN 978-3-935861-22-9.