Clara Rocha

escritora portuguesa

Clara Crabbé Rocha (3 de outubro de 1955) é uma professora catedrática e ensaísta[1] portuguesa, com uma atividade académica centrada na Literatura Portuguesa do século XX. Filha de Adolfo Correia Rocha (Miguel Torga) e de Andrée Crabbé Rocha (professora universitária de origem belga), foi Presidente da Associação Académica de Coimbra, em 1976, licenciou-se em Filologia Românica, em 1977 e doutorou-se, em 1985, na Universidade de Coimbra, com uma dissertação intitulada Revistas Literárias do Século XX em Portugal.

Clara Rocha
Nome completo Clara Crabbé Rocha
Nascimento 3 de outubro de 1955 (65 anos)
Nacionalidade portuguesa
Progenitores Mãe: Andrée Crabbé Rocha
Pai: Adolfo Correia Rocha (Miguel Torga)
Profissão Professora universitária
Prémios Grande Prémio de Ensaio Literário APE/PT (2003)

Prémio P.E.N. Clube Português de Ensaio (2004)
Prémio Jacinto do Prado Coelho (2016)

Leccionou na Universidade de Coimbra, entre 1975 e 1985, e na Universidade Nova de Lisboa, a partir de 1985. Foi professora convidada na Sorbonne, em 2004. Proferiu numerosas conferências e orientou seminários em diversas universidades estrangeiras. Tem colaborado em volumes internacionais (entre eles, Encyclopedia of Life Writing, 2001, e The Oxford Critical and Cultural History of Modernist Magazines, 2013), em dicionários de Literatura e em revistas e jornais como JL, Cadernos de Literatura, Colóquio/Letras, Vértice, Nova Renascença, Prelo, O Escritor, Diacrítica e Rivista di Studi Portoghesi e Brasiliani. Em 1987, foi distinguida com a comenda da Ordem do Infante D. Henrique.[2] Fez parte de diversos júris nacionais e internacionais de prémios literários, entre eles o Prémio Literário Europeu (1992 e 1993) e o Prémio Camões (2013).

ObrasEditar

Organização de VolumesEditar

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre Literatura portuguesa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.