Clotário III

Clotário III (652673) foi o filho mais velho de Clóvis II, rei da Nêustria e da Borgonha.[1] Sucedeu seu pai quando este faleceu em seus reinos em 655 ou 658.[1] Esteve sob a regência de sua mãe, Batilda até 664 ou 665.[1] Durante o seu reinado, foi dominado pelo seu prefeito do palácio Ebroíno.[1]

Clotário III
Representació de l'efígie de Clotari III
Nascimento 650
Desconhecido
Morte 673 (22–23 anos)
Desconhecido
Sepultamento Basílica de Saint-Denis
Progenitores
Filho(s) Clóvis III
Irmão(s) Teodorico III da Nêustria, Quilderico II
Ocupação monarca
Título rei dos francos
Causa da morte peste

Em algum momento entre 657 e 661, tornou-se rei de todos os francos através da expulsão do trono austrasiano de Quildeberto, o Adotado, mas os austrasianos clamaram por um rei próprio e em algum momento entre 660 e 662, Ebroíno colocou outro filho de Clóvis II no trono da Austrásia, Quilderico II. Clotário manteve sob seu domínio a Nêustria e a Borgonha até sua morte na primavera de 673.[1] Ele foi sepultado na Basílica de Saint-Denis e uma tumba, provavelmente a sua, foi descoberta recentemente. Então, seu irmão Teodorico III o sucedeu.

Note-se que ele é frequentemente descrito como o primeiro roi fainéant - rei que nada faz - da dinastia merovíngia.

PaisEditar

Clóvis II (◊ c. 635 † 657)

Batilda (◊ c. 626 † 680)

Casamentos e filhosEditar

  • com ?
  1. Clóvis III (◊ c. 670 † ?) ?

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c d e Smith, William; Wace, Henry (1877). A Dictionary of Christian Biography: Literature, Sects and Doctrines (em inglês). 1. Londres: J. Murray. pp. 580–581 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Clotário III