Companhia Brasileira de Cartuchos

A Companhia Brasileira de Cartuchos (CBC) é uma fábrica brasileira de munições e armas[1] que detém praticamente o monopólio da produção de munições no Brasil. Sua composição social é do tipo Economia Mista, isto é, possui cotas estatais, que não são majoritárias.

CBC - Companhia Brasileira de Cartuchos
Logo da CBC
Fundação 1926
Fundador(es) Costabile Matarazzo, Gianicola Matarazzo
Sede Ribeirão Pires, São Paulo, Brasil
Área(s) servida(s) Mundo
Locais Montenegro, Rio Grande do Sul. Brasil
Presidente Antonio Marcos Moraes Barros
Vice-presidente Salesio Nuhs
Pessoas-chave Daniel Birmann
Subsidiárias Magtech, Metallwerk Elisenhütte Nassau, Sellier & Bellot, Taurus Armas
Acionistas Ministério da Defesa (30 %), Grupo Arbi (70 %)
Website oficial www.cbc.com.br

Fundada em 1926 por Giancola Matarazzo com o nome de Fábrica Nacional de Cartuchos e Munição, mudou de nome em 1936, para "Companhia Brasileira de Cartuchos", quando a empresa americana Remington Arms e a inglesa ICI, assumiram o controle acionário.

Sua produção de armas de caça e esportivas inicia-se em 1960. Passa para o controle nacional em 1979. A partir 1993 passa a ser controlada pelo Grupo Arbi (70%).

Tem uma linha de produção diversificada na área de munições de uso civil, policial e militar, que atende principalmente o mercado exterior. Sua produção de armas se resume ao fabrico de armas de pressão 4,5mm (.177), 5,5mm (.22), armas de caça nos calibres 12, 16, 20, 28, 32 e 36 (.410) e carabinas semiautomáticas no calibre .22 e coletes a prova de balas. Em 2007, adquiriu a fábrica alemã Metallwerk Elisenhütte Nassau, em Nassau. Em 2009 adquiriu a Sellier&Bellot, em Praga na República Tcheca. Fora do Brasil usa o nome comercial de Magtech.[2]

ProdutosEditar

Produtos CBC (Militares)

Produtos Magtech (Comercial)

Ver tambémEditar

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.