Abrir menu principal
Cv Júlio de Noronha
Cv Júlio de Noronha - V 32.JPG
Carreira Coat of arms of the Brazilian Navy.svg
Operador Brasil Marinha do Brasil
Fabricante Verolme S.A, Brasil
Construção 8 de dezembro de 1986
Lançamento 15 de dezembro de 1989
Comissionamento 27 de outubro de 1992
Estado Em serviço
Características gerais
Tipo de navio Corveta
Classe Classe Inhaúma
Tonelagem 1 970 plena carga
Largura 11,40 m
Comprimento 95,77 m
Calado 5,3 m
Propulsão CODOG (Combined Diesel or Gas) com 1 turbina a gás GE LM 2500 de 27.490 shp; 2 motores diesel MTU 16V956 TB91 de 3.940 bhp cada
Velocidade 27 nós (50 km/h)
Armamento 1 canhão Vickers Mk 8 de 4.5 polegadas/55 calibres (114mm); 2 canhões Bofors L/70 de 40 mm, em dois reparos singelos; 4 lançadores de mísseis superfície-superfície MM 40 Exocet e 2 lançadores triplos Mk 32 de torpedos A/S de 324mm.
Aeronaves 1 helicóptero Westland AH-11A Super Lynx
Equipamentos especializados 1 radar de busca combinada tipo Plessey AWS-4 com IFF; 1 radar de navegação Decca TM-1226; agulhas giroscópicas Sperry Mk-29, 1 radar de direção de tiro Alenia Orion RTN-10XFA; 1 diretora eletro-ótica/laser Saab EOS 400; 2 alças óticas tipo OFDLSE; CME Racal Cygnus (substituído pelo IPqM ET/SLQ-1); MAGE Racal Cutlass B-1; 2 lançadores sêxtuplos de chaffs/flares Plessey Shield; sonar de casco Krupp-Atlas DSQS-21C.
Tripulação 133 oficiais e marinheiros

A Corveta Julio de Noronha (V32) é uma corveta da Classe Inhaúma, da Marinha do Brasil.

Esta é a terceira unidade de uma série de quatro corvetas da classe Inhaúma

Índice

Origem do nomeEditar

A Corveta Julio de Noronha, homenageia o Almirante Júlio César de Noronha (1845-1923). É o segundo navio a ostentar esse nome na Marinha do Brasil,o primeiro foi uma embarcação do tipo rebocador

Como 2º Tenente atuou nas Campanhas do Uruguai e Paraguai. A bordo da Fragata a vapor Amazonas tomou parte na Batalha do Riachuelo, e no rompimento das passagens de Mercedes e Cuevas. Destacou-se nos combates de Paysandu, Riachuelo e Angustura. Recebeu a Imperial Ordem da Rosa por sua conduta frente ao inimigo.

Foi Ministro da Marinha no período de 1902 a 1906.

A embarcação navega sob o lema "SEMPRE PRONTA".

ConstruçãoEditar

Construido no estaleiro Verolme S.A., em Angra dos Reis, Rio de Janeiro, foi ao mar em dezembro de 1991, e a sua incorporação a Marinha ocorreu em 27 de outubro de 1992.

CaracterísticasEditar

  • Deslocamento: 1.970 ton (carregado).
  • Dimensões: 95.77 m de comprimento, 11.4 m de boca, 3.7 m de calado e 5.3 m de calado máximo.
  • Velocidade: 27 nós (máxima).
  • Autonomia: 4.000 milhas náuticas à 15 nós.
  • Armamento:
    • 1 canhão Vickers Mk 8 de 4.5 polegadas/55 calibres (114mm);
    • 2 canhões Bofors L/70 de 40 mm, em dois reparos singelos;
    • 4 lançadores de mísseis superfície-superfície MM 40 Exocet;
    • 2 lançadores triplos Mk 32 de torpedos A/S de 324mm.
  • Aeronaves: 1 helicóptero AH-11A Super Lynx.
  • Tripulação: 133 homens.

GaleriaEditar

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cv Júlio de Noronha (V-32)
  Este artigo sobre a Marinha do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.