Gonçalo Rodrigues da Palmeira

Disambig grey.svg Nota: Para outras pessoas com o mesmo nome, veja Gonçalo Rodrigues.

D. Gonçalo Rodrigues da Palmeira (morto em 1177)[1] foi um nobre da Galiza e Mordomo-mor da rainha D. Teresa de Leão em 1114.

Gonçalo Rodrigues da Palmeira
Nome completo Gonçalo Rodrigues da Palmeira
Nascimento
Condado Portucalense
Morte 1177
Condado Portucalense
Ocupação Foi tenente de Vermoim e Penafiel de Bastuço.

BiografiaEditar

Foi tenente de Vermoim em 1128 e em 1146 de Penafiel de Bastuço.

Foi igualmente tenente de Sanfins de Riba de Ave em 1146 e o fundador do Mosteiro de Landim. Prestou vários serviços a D. Henrique de Borgonha, conde de Portucale pelo que este lhe deu como pagamento os coutos de Palmeira e Pereira. Foi senhor da Quinta de Pereira.

Relações familiaresEditar

Foi filho de D. Rodrigo Fróias de Trastamara[1] e de Guncina Gonçalves. Casou por duas vezes, a primeira com D. Fruilhe Afonso de Celanova,[1] filha de Afonso Nunes de Celanova. Sua segunda esposa foi Urraca Viegas de Ribadouro, filha de Egas Moniz, o Aio e da sua segunda esposa D. Teresa Afonso.[2] Depois de enviuvar de Gonçalo, Urraca casou-se com o conde Vasco Sanches.[3]

Do primeiro casamento teve:

  1. D. Elvira Gonçalves de Palmeira, casou com Rui Nunes das Astúrias,[4]
  2. D. Rui Gonçalves Pereira, casou por duas vezes, a primeira com Inês Sanches e a segunda com Sancha Henriques de Portocarreiro, filha de Henrique Fernandes Magro também donominado Henrique Fernandes de Toledo e de Ouroana Reimão de Portocarreiro.[5]

Do segundo casamento resultou a seguinte descendênciaː

  1. D. Gonçalo Gonçalves de Palmeira,[4] casou com Maria Pais de Toronho, filha de Paio Curvo de Toronho[6]
  2. D. Fernando Gonçalves da Palmeira,[4]

Referências

BibliografiaEditar