Deathloop

jogo eletrônico de 2021 desenvolvido pela Arkane Studios

Deathloop[a] é um jogo eletrônico de tiro em primeira pessoa desenvolvido pela Arkane Studios e publicado pela Bethesda Softworks. Foi lançado para Microsoft Windows e PlayStation 5 — como um exclusivo de console temporário — em setembro de 2021.[1]

Deathloop
Desenvolvedora(s) Arkane Studios
Publicadora(s) Bethesda Softworks
Diretor(es) Dinga Bakaba
Sébastien Mitton
Produtor(es) Yoann Guilloud
Projetista(s) Gauthier Roussel
Artista(s) Sébastien Mitton
Compositor(es) Tom Salta
Ross Tregenza
Motor Void Engine
Plataforma(s) Microsoft Windows
PlayStation 5
Lançamento 14 de setembro de 2021
Gênero(s) Tiro em primeira pessoa
Modos de jogo Um jogador
Multijogador

JogabilidadeEditar

Em Deathloop, o jogador assume o papel de Colt, um assassino preso em um loop temporal que foi encarregado de eliminar oito alvos chamados Visionários através da ilha antes da meia-noite, já que deixar apenas um vivo fará com que o loop temporal seja reiniciado e desfaça O trabalho dele. Além disso, caso Colt morra antes de eliminar os oito alvos, ele vai acordar no início do loop.[2] O jogador usa uma combinação de stealth, parkour, habilidades de ataque, armas, dispositivos e poderes como nos jogos anteriores da Arkane, Dishonored e Prey, para se mover pelo mundo do jogo. Eles devem evitar ou eliminar os guardas, aprender os padrões dos alvos de Colt e descobrir a ordem certa para eliminá-los usando armas, ataques corpo a corpo ou outros meios ambientais.[3]

O loop temporal de Deathloop não é estritamente cronometrado e tem como objetivo dar aos jogadores mais tempo e liberdade para eliminar esses oito alvos em um loop.[4] Cada dia é dividido em quatro períodos (Manhã, Meio-dia, Tarde e Noite), e mover-se entre os quatro distritos da ilha (Updaam, Karl's Bay, Fristad Rock e The Complex) faz com que o tempo avance. As rotinas das pessoas em um determinado distrito variam dependendo da hora do dia em que o jogador entra, e as ações do jogador em um distrito podem afetar as rotinas nos outros.

O jogo apresenta um aspecto multijogador em que o jogador pode alternativamente assumir o papel de Julianna, uma agente encarregada de proteger o loop temporal e eliminar Colt. Quando o jogador assume essa função, ele entra no jogo de um jogador aleatório e pode interferir em seu jogo. A parte multijogador é opcional e os jogadores podem evitar que outros assumam o papel de Julianna em seu jogo, deixando isso para um oponente controlado-por-computador para tentar parar Colt.[5]

DesenvolvimentoEditar

Deathloop foi desenvolvido principalmente pela Arkane Studios em Lyon, França. O diretor do jogo, Dinga Bakaba, descreveu-o como um "Cluedo invertido", um quebra-cabeça de assassinato que o jogador precisa descobrir como resolver em uma corrida perfeita depois de falhar em muitas corridas anteriores.[2] O jogo foi projetado para ajudar o jogador a aprender as peças necessárias para este quebra-cabeça a cada execução, mas eles precisavam de um elemento de imprevisibilidade para torná-lo um desafio. Enquanto a inteligência artificial (IA) atual em jogos eletrônicos pode levar a um comportamento verossímil, a IA tende a não ter ações surpreendentes. Isso levou a trazer um segundo jogador on-line para controlar Julianna e afetar aleatoriamente o jogo do jogador, algo que a Arkane havia explorado em seu título inédito The Crossing.[2] Deathloop também pode ser jogado off-line.[6]

Deathloop combina elementos tanto da série Dishonored quanto de Prey. Eles queriam ser capazes de dar ao jogador uma ampla gama de habilidades que eles pudessem selecionar para tentar completar o "loop perfeito", muitas das quais espelham poderes de Dishonored e Prey. Enquanto o jogo permite que o jogador use stealth e habilidades relacionadas como em Dishonored para se mover silenciosamente, Deathloop não permite quedas não letais de personagens não-jogáveis (NPCs), já que a Arkane reconheceu que a escolha de matar ou subjugar os inimigos pesou os jogadores em Dishonored. Essas habilidades de stealth ainda podem ser ligadas em conjunto com outras habilidades para fazer Colt lutar como John Wick, de acordo com Bakaba.[2] A personagem Julianna tem uma gama semelhante de habilidades, muitas delas mais próximas das habilidades de Prey, como ser capaz de imitar qualquer personagem no jogo, incluindo Colt, e assim interferir em atividades como afastar o jogador do real alvo com seu mimetismo ou se passando por uma duplicata de Colt na frente de um dos alvos para causar confusão dessa forma.[2]

O cenário do jogo de Blackreef é baseado nas Ilhas Faroé e as Terras Altas da Escócia como visto em Skyfall, e inspirado pelos estilos da Swinging Sixties e a abordagem utilizada para descrever a época em The Man from U.N.C.L.E, de Guy Ritchie.[2][7] Para evitar que o visual do jogo parecesse muito próximo ao de Dishonored, eles pegaram dicas do uso de cores em filmes como High Plains Drifter e Point Blank, usando cores e designs brilhantes para dar à ilha uma atmosfera de festa sem fim.[7] Os outdoors do jogo que revelam segredos sobre a ilha foram tirados do filme They Live. Além de viagens no tempo e arquivos de loop temporal como no Dia da Marmota, Edge of Tomorrow e na trilogia Back to the Future, o jogo foi influenciado pela comédia francesa La Colle e pelo filme The Fourth Dimension.[7] Filmes como The Running Man, The Warriors, The Wicker Man, Under the Volcano e Dark City foram usados ​​para inspirar o enredo do jogo de um homem solitário trabalhando para resolver um mistério em um local isolado enquanto é caçado por outros.[7] A aparência de Colt foi fortemente inspirada no personagem de Denzel Washington em The Book of Eli, enquanto suas motivações foram baseados no personagem Snake Plissken de Escape from New York junto com uma série de dispositivos inspirados na série James Bond. Os diálogos foram baseados nos filmes de Quentin Tarantino, em particular nas interações entre Colt e Julianna.[7]

Deathloop usa a Void Engine da Arkane, anteriormente usado em Dishonored 2, baseado no motor id Tech.[8]

LançamentoEditar

Deathloop foi revelado na E3 2019.[9] Foi ainda apresentado durante o evento de revelação de jogos do PlayStation 5, da Sony, em junho de 2020, confirmando que o jogo seria lançado como um exclusivo de console temporário para o PlayStation 5 no final de 2020, juntamente com um lançamento para Microsoft Windows.[10] Em agosto de 2020, foi anunciado que o jogo seria adiado até o segundo trimestre de 2021, pois o desenvolvimento foi impactado pela resposta governamental à pandemia de COVID-19.[11] A empresa mais tarde anunciou que planejava lançar Deathloop em 21 de maio de 2021.[12] Cerca de um mês antes do lançamento planejado para maio, a Arkane adiou o lançamento até 14 de setembro de 2021, declarando que usaria "este tempo extra para cumprir nosso objetivo: criar uma experiência de jogador divertida, elegante e alucinante."[13]

Em 21 de setembro de 2020, a empresa-mãe da Bethesda Softworks, ZeniMax Media e Microsoft anunciaram a intenção da Microsoft de comprar a ZeniMax e seus estúdios, incluindo a Arkane, por 7,5 bilhões de dólares, incorporando os estúdios como parte da Xbox Game Studios, com a venda finalizada em 9 de março de 2021.[14][15] O chefe da Xbox Game Studios, Phil Spencer, disse que este acordo não afetaria o lançamento exclusivo de console de Deathloop no PlayStation 5, e que o jogo permaneceria exclusivo nele por um ano antes de chegar em outros consoles.[16][17]

RecepçãoEditar

 Recepção
Resenha crítica
Publicação Nota
Destructoid 9/10[18]
Easy Allies 8/10[19]
Electronic Gaming Monthly      [20]
Game Informer 9/10[21]
GameSpot 10/10[22]
GamesRadar+      [23]
Hardcore Gamer      [24]
IGN 10/10[25]
PC Gamer (US) 89/100[26]
PCGamesN 10/10[27]
Push Square 8/10[28]
Shacknews 9/10[29]
VG247      [30]
VideoGamer.com 8/10[31]
Pontuação global
Agregador Nota média
Metacritic PS5: 88/100[32]
PC: 87/100[33]

Deathloop recebeu "críticas geralmente favoráveis" de acordo com o agregador de resenhas Metacritic.[32][33]

Notas

  1. Estilizado como "DEATHLOOP"

Referências

  1. Yin-Poole, Wesley (10 de julho de 2021). «PS5 timed console exclusive Deathloop won't hit Xbox until at least September 2022». eurogamer. Consultado em 10 de julho de 2021 
  2. a b c d e f McKeand, Kirk (30 de junho de 2020). «Deathloop interview – a strange blend of Dishonored, Persona, Dark Souls and… Cluedo?». VG247. Consultado em 30 de junho de 2020 
  3. Hernedez, Patricia (11 de junho de 2020). «Dishonored devs are making a wild PS5 game». Polygon. Consultado em 11 de junho de 2020 
  4. Gilliam, Ryan (1 de março de 2021). «Arkane explains Deathloop's Groundhog Day-like mechanics». Polygon. Consultado em 1 de março de 2021 
  5. Lewis, Anne (11 de junho de 2020). «Deathloop makes its console debut on PS5 this holiday». PlayStation Blog. Consultado em 11 de junho de 2020 
  6. «Deathloop is Playable Offline confirms Director - Gaming Route». gamingroute.com. Consultado em 29 de junho de 2021 
  7. a b c d e Egan, Toussaint (30 de setembro de 2021). «Arkane Studios' Sébastien Mitton explains the 13 movies that inspired Deathloop». Polygon. Consultado em 1 de outubro de 2021 
  8. Hayton, Phil (15 de setembro de 2021). «Arkane is investigating Deathloop's performance issues "as a priority"». PCGamesN. Consultado em 23 de setembro de 2021 
  9. Robertson, Adi (9 de junho de 2020). «Deathloop is the next game from the studio behind Dishonored». The Verge. Consultado em 11 de junho de 2020 
  10. Van Allen, Eric (11 de junho de 2020). «Arkane's Deathloop Is a Timed PS5 Console Exclusive [Update]». USgamer. Consultado em 20 de julho de 2020 
  11. S. Good, Owen (18 de agosto de 2020). «Deathloop delayed to next year, says Arkane». Polygon. Consultado em 19 de agosto de 2020 
  12. «Arkane's 'Deathloop' hits PS5 and PC on May 21st, 2021». Engadget. 12 de novembro de 2020. Consultado em 12 de novembro de 2020 
  13. Robinson, Andy (8 de abril de 2021). «Bethesda's PS5 exclusive Deathloop has been delayed». Video Games Chronicle. Consultado em 8 de abril de 2021 
  14. Robinson, Andy (9 de março de 2021). «Microsoft confirms its Bethesda acquisition is complete and 'some games' will be exclusive». Video Games Chronicle. Consultado em 9 de março de 2021 
  15. Bass, Dina; Schreier, Jason (21 de setembro de 2020). «Microsoft to Buy Bethesda for $7.5 Billion to Boost Xbox». Bloomberg News. Consultado em 21 de setembro de 2020 
  16. Olsen, Mathew (21 de setembro de 2020). «GhostWire: Tokyo and Deathloop Will Still Be Timed PS5 Exclusives, Phil Spencer Confirms». USGamer. Consultado em 21 de setembro de 2020 
  17. Zweizen, Zack (9 de julho de 2021). «Sony Will Lose Another Big PS5 Exclusive In September 2022». Kotaku. Consultado em 9 de julho de 2021 
  18. Carter, Chris (13 de setembro de 2021). «Review: Deathloop». Destructoid (em inglês) 
  19. Moore, Ben (13 de setembro de 2021). «Review: Deathloop». Easy Allies (em inglês) 
  20. Harmon, Josh (13 de setembro de 2021). «Deathloop review». Eletronic Gaming Monthly (em inglês) 
  21. Hester, Blake (13 de setembro de 2021). «Deathloop Review – The Joys Of Death And Dying». Game Informer (em inglês) 
  22. Hussain, Tamoor (14 de setembro de 2021). «Deathloop Review: All You Need Is Kill». GameSpot (em inglês) 
  23. West, Josh (13 de setembro de 2021). «Deathloop Review – "You Won't Play Anything Else Quite Like It For A Very Long Time"». GamesRadar+ (em inglês) 
  24. LeClair, Kyle (13 de setembro de 2021). «Review: Deathloop». Hardcore Gamer (em inglês) 
  25. Purslow, Matt (13 de setembro de 2021). «Deathloop Review». IGN (em inglês) 
  26. Savage, Phil (13 de setembro de 2021). «Deathloop Review». PC Gamer (em inglês) 
  27. Boudreau, Ian (13 de setembro de 2021). «Deathloop review – time warp tour de force». PCGamesN (em inglês) 
  28. Croft, Liam (13 de setembro de 2021). «Deathloop Review (PS5)». Push Square (em inglês) 
  29. Denzer, TJ (13 de setembro de 2021). «Deathloop review: A vicious cycle». Shacknews (em inglês) 
  30. Donaldson, Alex (13 de setembro de 2021). «Deathloop review: a thrilling, slick adventure - and Arkane's best game yet». VG247 (em inglês) 
  31. Wise, Josh (13 de setembro de 2021). «Deathloop review». VideoGamer.com (em inglês) 
  32. a b «Deathloop for PlayStation 5 Reviews». Metacritic (em inglês). Consultado em 21 de abril de 2022 
  33. a b «Deathloop for PC Reviews». Metacritic (em inglês). Consultado em 21 de abril de 2022 

Ligações externasEditar