Demétrio Cantemiro

Disambig grey.svg Nota: Para a comuna romena, veja Dimitrie Cantemir (Vaslui).

Demétrio Cantemiro foi estadista e estudioso moldavo, otomano e russo, senhor do Principado da Moldávia, príncipe russo e do Sacro Império Romano. Membro da Academia de Ciências da Prússia, convidado pessoalmente por Gottfried Wilhelm Leibniz. [1]

Demétrio Cantemiro
Nascimento 26 de outubro de 1674
Dimitrie Cantemir (Vaslui)
Morte 21 de agosto de 1723 (48 anos)
Dmitrovsk
Cidadania Principado da Moldávia, Império Russo
Etnia Romenos
Progenitores
  • Constantin Cantemir
  • Ana Bantăș
Cônjuge Anastasia Ivanovna Trubetskaya, Casandra Cantacuzino
Filho(s) Ekaterina Dmitrievna Golitsyna, Maria Cantemir, Antiochus Kantemir, Șerban Cantemir
Irmão(s) Antioh Cantemir
Alma mater
  • Phanar Greek Orthodox College
Ocupação antropólogo, linguista, historiador, filósofo, compositor, cartógrafo, escritor, geógrafo, orientalista, político,
Título cnezo

Filho do gospodar da Moldávia, formou-se na Escola Patriarcal de Constantinopla e era uma das mentes mais instruídas de seu tempo. Poliglota.

Na cabeça da Moldávia, ele a colocou sob a proteção de Pedro, o Grande, e após a retirada do czar russo emigrou para a Rússia.

Ideólogo-chefe das reformas de Pedro, o Grande, e da modernização da Rússia. Sua filha é a amante de Pedro, o Grande, e tem um filho do czar russo, mas a criança morre. Pedro, o Grande, planeja que esse filho o suceda à frente do Império Russo.

Demétrio Cantemiro marca o início do Iluminismo no Oriente diante dos enciclopédicos franceses.

Referências

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Demétrio Cantemiro