Portal:Império Otomano

 ver · editar O Portal do Império Otomano
Ottoman Flag.svg Osmanli-nisani.svg
Expansão do Império Otomano até 1683.

O Império Otomano (em árabe: دولت عالیه عثمانیه, transl. Devlet-i Âliye-yi Osmâniyye em turco otomano) foi um Estado imperial que existiu entre 1299 e 1922 e que no seu auge compreendia a Anatólia, o Médio Oriente, parte do norte de África e do sudeste europeu. Foi estabelecido por uma tribo de turcos oguzes no oeste da Anatólia e era governado pela dinastia Otomana.

Em círculos diplomáticos, muitas vezes, fazia-se-lhe referência como "Sublime Porta" ou simplesmente como "A Porta", devido à cerimônia de acolhimento com que o sultão agraciava os embaixadores, à entrada do palácio.

Fundado por Osmã I (em árabe Otomão, de onde deriva o nome "otomano"), nos séculos XVI e XVII o império constava entre as principais potências políticas da Europa e vários países europeus temiam os avanços otomanos nos Balcãs. No seu auge, no século XVII, o território otomano compreendia uma área de 5 000 000 km² e estendia-se desde o estreito de Gibraltar, a oeste, até o mar Cáspio e o golfo Pérsico, a leste, e desde a fronteira com as atuais Áustria e Eslovênia, no norte, até os atuais Sudão e Iêmen, no sul.

Sua capital era a cidade de Constantinopla, tomada ao Império Bizantino em 1453. O Império Otomano foi a única potência muçulmana a desafiar o crescente poderio da Europa Ocidental entre os séculos XV e XIX. Declinou marcadamente ao longo do século XIX e terminou por ser dissolvido após sua derrota na Primeira Guerra Mundial. Ao final do conflito, o governo otomano desmoronou e o seu território foi partilhado. O cerne político-geográfico do império transformou-se na República da Turquia, após a guerra de independência turca.



 ver · editar Artigos selecionados
Mesquita Azul (Sultanahmet Camii), em Istambul.

Arquitetura otomana refere-se à arquitetura do Império Otomano, que emergiu em Bursa e Edirne (atual Turquia) nos séculos XV e XVI. A arquitetura do império desenvolveu-se a partir da anterior arquitetura seljúcida e teve influências da arquitetura persa e bizantina, bem como das tradições islâmicas dos mamelucos depois da conquista de Constantinopla (atual Istambul) pelos otomanos. Durante praticamente quatro séculos, obras da arquitetura bizantina como a Basílica de Santa Sofia serviram de modelo para muitas muitas mesquitas otomanas. A arquitetura otomana tem sido frequentemente descrita como uma síntese das tradições arquitetónicas do Mediterrâneo e Médio Oriente.

Os otomanos tornaram-se mestres na técnica de construir vastos espaços interiores confinados por cúpulas que, apesar da sua grande dimensão e peso aparentam uma grande leveza, conseguindo uma perfeita harmonia entre os espaços interiores e exteriores e uma perfeita articulação entre luzes e sombras. A arquitetura islâmica, que até então consistia em edifícios simples extensivamente decorados, foi transformada pelos otomanos através de um vocabulário arquitetónico de abóbadas, cúpulas, semicúpulas e colunas. A mesquita deixou de ser uma sala algo apertada e escura com as paredes cobertas de arabescos para passar a ser um santuário de equilíbrio entre estética e técnica, de refinada elegância e evocativo de uma transcendência celestial.


Ler Mais ...


 ver · editar Biografias selecionadas
Ahamid.jpg

Abdulamide II[1] ou Abdul Hamide II (em turco otomano: عبد الحميد ثانی; romaniz.: Abdu'l-Hamid-i sani; em turco: İkinci Abdülhamit; Constantinopla, 22 de setembro de 1842 - Constantinopla, 10 de fevereiro de 1918),[2] também conhecido como Abdulamide II Gazi Cã, foi o 34º sultão otomano. Ele administrou o período de declínio no poder e na extensão do Império Otomano, governando de 31 de agosto de 1876 até ser deposto em 27 de abril de 1909. Abdulamide II foi o último sultão otomano a governar com poder absoluto, sendo sucedido por Maomé V Raxade. Sua deposição, após a Revolução dos Jovens Turcos, foi saudada pela maioria dos cidadãos otomanos, que comemoraram o regresso à Segunda Era Constitucional.

Ler Mais ...


 ver · editar Imagem selecionada

Amedeo Preziosi - Istanbul boats.jpg

Amedeo Preziosi (1816–1882) mostrando barcos em Istambul.


 ver · editar Sabia que?

... que a tughra é um monograma característico utilizado por cada sultão otomano?

... que Stari Most, a emblemática ponte de Mostar na Bósnia e Herzegovina, construída em 1565, é obra do arquiteto otomano Mimar Hajrudin?

... que o Ertuğrul é uma fragata otomana afundada por um tufão em 1890, quando regressava de uma visita de cortesia ao Japão?


 ver · editar Categorias

Purgar cache do servidor

  1. Jota 1961, p. 265.
  2. Alves 2014, p. 59; 561.