Diocese de Diamantino

A Diocese de Diamantino (Dioecesis Adamanteae) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica no Brasil, pertencente à Província Eclesiástica de Cuiabá e ao Conselho Episcopal Regional Oeste II da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, sendo sufragânea da Arquidiocese de Cuiabá. A episcopal está na Catedral Imaculada Conceição, na cidade de Diamantino, no estado do Mato Grosso.

Diocese de Diamantino
Adamanteae
Localização
País Brasil
Arquidiocese metropolitana Arquidiocese de Cuiabá
Estatísticas
Área 120 084 km²
Informação
Rito Romano
Criação 22 de março de 1929
Padroeiro(a) Imaculada Conceição
Governo da diocese
Bispo Vital Chitolina
Jurisdição diocese
Página oficial Diocese de Diamantino
dados em catholic-hierarchy.org

HistóricoEditar

A Prelazia de Diamantino foi erigida a 22 de março de 1929, pelo Papa Pio XI, desmembrada da Arquidiocese de Cuiabá. Foi elevada à dignidade de diocese pelo Papa João Paulo II no dia 16 de outubro de 1979.[1]

DemografiaEditar

Em 2014, a diocese contava com uma população aproximada de 377 mil habitantes, com 63,4% de católicos.[1]

O território da diocese é de 120.084 km², organizado em 17 paróquias.

BisposEditar

Bispos responsáveis:[1]

Nome Período Notas
Bispos
Dom Vital Chitolina 2011- Atual
Dom Canísio Klaus 1998-2010 Nomeado Bispo de Santa Cruz do Sul
Dom Agostinho Willy Kist, SJ 1982-1998
Dom Henrique Froehlich, SJ 1971-1982 Nomeado Bispo de Sinop
Dom Alonso Silveira de Mello, SJ 1955-1971
Bispo-coadjutor
Dom Canísio Klaus 1998

Referências

  1. a b c Cheney, David M. (2019). «Diocese of Diamantino». The Hierarchy of the Catholic Church. Consultado em 15 de julho de 2019. Cópia arquivada em 10 de dezembro de 2018 

Ligações externasEditar