Abrir menu principal

Doll Domination World Tour

Este artigo é sobre a turnê das Pussycat Dolls. Para a turnê homônima de Kiss e Aerosmith, ver Rocksimus Maximus Tour.

World Domination Tour
Poster promocional para o show Acer Arena
Turnê Mundial de The Pussycat Dolls
Álbum associado Doll Domination
Doll Domination 2.0
Data de início 18 de janeiro de 2009 (2009-01-18)
Data de fim 31 de julho de 2009 (2009-07-31)
Partes 3
N.º de apresentações 34 na Europa
38 na América do Norte
9 na Oceania
5 na Ásia
87 no Total
Cronologia de turnês de The Pussycat Dolls
PCD World Tour
(2006–07)

World Domination Tour[1] (também conhecida como Doll Domination World Tour) foi a segunda e última turnê do girl group americano Pusssycat Dolls. Foi lançado em apoio ao seu segundo álbum de estúdio, Doll Domination (2008). A turnê foi anunciada em outubro de 2008 com datas na Europa e Oceania reveladas no mês seguinte, a turnê continha seis partes e 50 shows. Começou em Aberdeen, na Escócia, em 18 de janeiro de 2009 e terminou em Beirute, no Líbano, em 31 de julho de 2009. Entre as duas primeiras etapas, o grupo apoiou a primeira etapa da The Circus Starring Britney Spears na América do Norte. O set list dos concertos incluiu músicas do PCD (2005) e Doll Domination assim um cover de Big Spender de Shirley Bassey. Vinte e três shows foram submetidos à bilheteria da Billboard, arrecadando US $ 14,3 milhões, com 231.711 fãs participando das apresentações.

AntecedentesEditar

Em agosto de 2008, em entrevista ao site FemaleFirst.co.uk, Ashley Roberts disse que a turnê mundial começaria em janeiro de 2009, acrescentando que "nós estaremos passando em todos os lugares do mundo e assumindo o controle".[2] A turnê foi oficialmente anunciada em 7 de outubro de 2008. As datas iniciais foram confirmadas no Reino Unido com o Ne-Yo apresentando-se como um artista de abertura.[3] No mês seguinte, Lady Gaga foi anunciada como artista de abertura na Europa e na Oceania, que marcou sua primeira turnê lá, enquanto os shows dos EUA seriam anunciados em breve.[4] Em 2 de dezembro de 2008, Britney Spears anunciou a primeira parte de vinte e cinco datas nos EUA para The Circus Starring Britney Spears com as Pussycat Dolls como artistas de abertura.[5] A turnê começou em 18 de janeiro em Aberdeen, na Escócia, com a primeira parte terminando em Belgrado, na Sérvia. Antes de ir para os shows na Oceania, As Pussycat Dolls apoiou Spears em sua turnê visitando 27 locais na América do Norte.[6] Depois da Oceania, elas visitaram a Ásia e a América do Norte e em julho visitaram a Inglaterra e a Irlanda para vários festivais. Oito semanas antes do início da turnê, Jimmy Iovine afirmou que o grupo tinha vendido 150.000 de 160.000 ingressos.[7]

DesenvolvimentoEditar

As Pussycat Dolls durante a turnê, em San Jose, Califórnia.

As telas do palco da turnê foram criadas pela Stimulated, Inc.[8] Os vídeos incluíam desenhos originais e animações em 25 músicas.[9] A empresa passou dois meses em seu estúdio em Burbank, criando o conteúdo visual para a turnê. A sequência de vídeo de abertura da turnê foi filmada em um palco de som em Hollywood, Califórnia. O grupo estava andando de motocicletas contra um pano de fundo de tela verde. Então, junto com as Pussycat Dolls, elas viajaram para Leeds, no Reino Unido. Juntamente com Robb Wagner e sua equipe, as Dolls e sua equipe criativa trabalharam lado a lado, polindo o conteúdo de mídia.[8] As Pussycat Dolls passaram seis dias no estúdio Litestructures para um ensaio completo de produção.[10] O palco foi projetado pela Litestructures. Marcou a quarta vez que a empresa trabalhou com as Pussycat Dolls. Mediu 32 pés (m) x 24 pés (profundidade) e 8 pés (altura) - feitos para caber no palco da casa de 60 pés x 44 pés. Ele inclui três escadarias feitas sob medida, feitas de uma pequena estrutura de alumínio com um tampo makrolon.[10] O set list dos shows incluiu músicas da edição padrão e deluxe de Doll Domination (2008), bem como canções de seu primeiro álbum de estúdio, PCD (2005). Big Spender de Shirley Bassey foi cantado por Melody Thornton, também abrange versões de outros artistas que foram usadas como trechos de músicas. Durante as apresentações, o grupo foi apoiado por cinco dançarinos e dois percussionistas. Durante a parte de abertura da turnê, cada show foi gravado ao vivo e, em seguida, carregado na pulseira The Pussycat Dolls, que é conectada a qualquer entrada compatível USB ou telefone microSD.[11][12] De acordo com o Metro, o grupo planejava fazer um filme de bastidores sobre a vida em sua turnê. De acordo com uma fonte interna, a banda começou a filmar para o filme que foi descrito como "parte do documentário e parte do entretenimento". Apesar disso, nenhuma gravação oficial foi lançada da turnê.[13] Jessica Sutta sofreu uma lesão nas costas durante o primeiro show em Sydney, deixando o grupo se apresentando como um quarteto durante os shows seguintes.[14][15]

Resposta CríticaEditar

Enquanto revisava o concerto de abertura em Aberdeen, Colene McKessick, da The Press and Journal, descreveu-o como um "show de aumento de telhado". O escritor elogiou o show por seus "movimentos de dança e energia contagiante". Ela também elogiou a habilidade de Nicole Scherzinger em carregar a maioria dos vocais e ficou impressionada com seus colegas de banda descrevendo-os como "cantoras também talentosas".[16] Sally Hind do Evening Express elogiou a noite de abertura escrevendo "elas vieram para dominar e é isso que elas fizeram." Ela passou a elogiar a energia do grupo, "as cinco felinas não fizeram uma pausa para respirar. Elas estavam em movimento desde o minuto em que apareceram no palco em motocicletas brilhantes até que fizeram sua última reverência." Ela também elogiou os figurinos do programa que "mantinha todos fixados".[17] Escrevendo para o Evening Times, Maureen Ellis descreveu o show como um "set de alta octanagem", embora notasse que, embora "tentassem mostrar cada uma das integrantes da banda em seções solo, era apenas o Show de Nicole".[18] Barbara Hodgson do The Journal descreveu o show como "um sólido de três horas ou mais de puro entretenimento".[19] O Evening Chronicle pensou que tanto Lady Gaga quanto Ne-Yo elevaram o padrão muito alto, mas continuaram elogiando o grupo por "dar uma cambalhota pra cima".[20] Lauren Richards do Birmingham Mail classificou quatro em cinco, descrevendo-a como "espetacular, rápida e divertida".[21] Zoe Kirk do Nottingham Pot comentou: "este é mais do que apenas uma banda feminina comum, frágil;. Esta é a manifestação de alguns dos melhores coreógrafos, bata os decisores e letristas pop ciclhete que o mainstream tem para oferecer" Ela terminou seu comentário escrevendo "Este foi a real Boneca Dominadora que seu último álbum promete."[22] Andy Nicholls escreveu que "[Scherzinger] pode ter sido o centro das atenções para a maioria das músicas, mas Ashley, Jessica, Melody e Kimberly, todas provaram que elas também tinham qualidade de estrelas".[23] Ao contrário do Nicholls, Alex Macpherson de The Guardian sentiu que as quatro membros restantes "são meras cantoras de apoio e dançarinas" e descriveu e descreveu Scherzinger como uma "revelação, uma performer ligada e de engenharia de precisão".[24] E escolheu "I Hate This Part" como o melhor momento das "Dolls".[25] Eamon Sweeney, do Irish Independent, comentou que "apesar de uma entrada notável com as motos, a primeira parte do show parece um enorme anti-clímax", mas depois observou que o grupo "em breve tomará seu rumo." Eu notei que os shows anteriores no The O2 em Dublin eram musicalmente superiores, mas poucos conseguem igualar isso por pura atitude".[26] Um escritor do Belfast Telegraph descreveu o concerto como "excelente".[27]

Para a noite de abertura da turnê na Oceania em Auckland, Nova Zelândia, Joanna Hunkin, do New Zealand Herald, sentiu que o grupo de Lady Gaga cantou, ofuscou e superou as Dolls na metade do tempo e metade do espaço." Hunkin, que descreveu o grupo como "garotas-propaganda", criticou o "decepcionante orçamento" e a falta de músicos ao vivo chamando o concerto de "uma noite de karaokê [...] glorificada no clube de strip-tease". Ele provou que o "show provou que as bonecas não estão dominando nada."[28] Revendo o mesmo show, Clio Francis do Stuff.co.nz concordou com Hunkin elogiando Gaga por "superar a sexualidade de mau gosto das estrelas do show". Ele também criticou a produção básica, embora notasse que "a qualidade do som em todo o set era medíocre, na melhor das hipóteses, com o baixo pesado demais sufocando as melodias transitáveis". No entanto, ele observou que o encore da noite "[trouxe] a noite para uma conclusão satisfatória para a maioria dos jovens fãs". Marissa Calligeros do The Sydney Morning Herald descreveu as Pussycat Dolls como "uma trupe de dança para adolescentes que lidera uma produção musical de ensino médio amadora", observando que a plateia permaneceu imóvel, devido ao baixo pesado. No entanto, ela elogiou os vocais de Scherzinger, chamando-os de "impressionantes".[29]

Em julho de 2009, a revista Billboard publicou sua lista dos 25 melhores roteiros, onde os dados foram coletados entre 6 de dezembro de 2008 e 20 de junho de 2009, as Pussycat Dolls foram listadas no número 25 com US $ 14,3 milhões e 231.711 fãs compareceram à reportagem. 23 shows dos quais, os doze estavam esgotados.[30]

AberturasEditar

Set ListEditar

Europa & Oceania

-

  1. "Intro" (Vídeo de abertura da Turnê)
  2. "Takin' Over The World"
  3. "Beep" (Remix)
  4. "I Don't Need a Man" (Rock mix)
  5. "Elevator"
  6. "I Hate This Part" (Ao final, remix de Dave Audé Dance Hybrid Mix)
  7. "Buttons" (Ao final, remix de Dave Audé Button Fly Hybrid Mix)
  8. "Wait a Minute"
  9. "Love The Way You Love Me" (Cantada apenas em Aberdeen)
  10. "Space" (Solo de Melody)
  11. "Played" (Solo de Ashley)
  12. "Don't Wanna Fall In Love" (Solo de Kimberly)
  13. "If I Was a Man" (Solo de Jessica)
  14. "Hush Hush; Hush Hush" (Solo de Nicole)
  15. "Hey Big Spender" (Solo de Melody)
  16. "Whatcha Think About That" (Darkchild Remix)
  17. "Whatchamacallit" (Instrumental - solo dos dançarinos da turnê)
  18. "Magic"
  19. "Bottle Pop"
  20. "Halo" (Solo de Nicole)
  21. "Stickwitu"
  22. "Don't Cha" (Com partes da música "Show Me Love" - final remixado)
  23. "When I Grow Up" (Final remixado)
América do Norte

Abrindo os shows da turnê The Circus Starring: Britney Spears

  1. "Don't Cha" (Com partes da música "Show Me Love" - Final remixado)
  2. "Beep" (Remix)
  3. "I Don't Need a Man" (Rock mix)
  4. "Whatcha Think About That" (Darkchild remix)
  5. "Stickwitu"
  6. "Buttons" (Ao final, remix de Dave Audé Button Fly Hybrid Mix)
  7. "Jai Ho! (You Are My Destiny)"
  8. "I Hate This Part" (Ao final, remix de Dave Aude Button Fly Hybrid Mix)
  9. "When I Grow Up" (Final remixado)
Austrália

-

  1. "Intro" (Vídeo de abertura da Turnê)
  2. "Takin' Over The World"
  3. "Beep" (Remix)
  4. "I Don't Need a Man" (Rock mix)
  5. "Elevator"
  6. "I Hate This Part" (Ao final, remix de Dave Audé Dance Hybrid Mix)
  7. "Buttons" (Ao final, remix de Dave Audé Button Fly Hybrid Mix)
  8. "Wait a Minute"
  9. "Halo" (Solo de Nicole)
  10. "Hey Big Spender" (Solo de Melody)
  11. "Whatcha Think About That" (Darkchild Remix)
  12. "Whatchamacallit" (Apresentação dos Dançarinos)
  13. "Magic"
  14. "Bottle Pop"
  15. "Hush Hush; Hush Hush"
  16. "Stickwitu"
  17. "Jai Ho! (You Are My Destiny)
  18. "When I Grow Up" (Final remixado)
Ásia

-

  1. "Intro" (Vídeo de abertura da Turnê)
  2. "Takin' Over The World"
  3. "Beep" (Remix)
  4. "I Don't Need a Man" (Rock mix)
  5. "Elevator"
  6. "I Hate This Part" (Ao final, remix de Dave Audé Dance Hybrid Mix)
  7. "Buttons" (Ao final, remix de Dave Audé Button Fly Hybrid Mix)
  8. "Wait a Minute"
  9. "Halo" (Solo de Nicole)
  10. "Hey Big Spender" (Solo de Melody)
  11. "Whatcha Think About That" (Darkchild Remix)
  12. "Magic"
  13. "Bottle Pop"
  14. "Hush Hush; Hush Hush"
  15. "Stickwitu"
  16. "Jai Ho! (You Are My Destiny)
  17. "When I Grow Up" (Final remixado)

Datas da TurnêEditar

Data Cidade País Local
Europa[6][31]
18 de janeiro de 2009 Aberdeen Reino Unido Aberdeen Exhibition and Conference Centre
19 de janeiro de 2009 Glasgow Scottish Exhibition and Conference Centre
21 de janeiro de 2009 Newcastle Metro Radio Arena
22 de janeiro de 2009 Birmingham National Indoor Arena
24 de janeiro de 2009 Nottingham Trent FM Arena Nottingham
25 de janeiro de 2009 Bournemouth Bournemouth International Centre
27 de janeiro de 2009 Londres The O2
28 de janeiro de 2009
29 de janeiro de 2009 Manchester Manchester Evening News Arena
30 de janeiro de 2009 Cardiff Cardiff International Arena
1 de fevereiro de 2009 Dublin República da Irlanda The O2
3 de fevereiro de 2009 Belfast Reino Unido King's Hall Exhibition and Conference Centre
5 de fevereiro de 2009 Sheffield Sheffield Arena
6 de fevereiro de 2009 Liverpool Echo Arena
8 de fevereiro de 2009 Paris França Le Zénith
9 de fevereiro de 2009 Amesterdão Países Baixos Heineken Music Hall
10 de fevereiro de 2009 Frankfurt-am-Main Alemanha Jahrhunderthalle
12 de fevereiro de 2009 Zurique Suíça Hallenstadion
13 de fevereiro de 2009 Bruxelas Bélgica Forest National
14 de fevereiro de 2009 Munique Alemanha Zenith
15 de fevereiro de 2009 Esch-sur-Alzette Luxemburgo Rockhal
17 de fevereiro de 2009 Monte Carlo Mônaco Grimaldi Forum
18 de fevereiro de 2009 Dusseldorf Alemanha Philips Halle
19 de fevereiro de 2009 Alemanha Max-Schmeling-Halle
21 de fevereiro de 2009 Praga República Checa Tesla Arena
23 de fevereiro de 2009 Viena Áustria Gasometer
24 de fevereiro de 2009 Bratislava Eslováquia Incheba Expo Arena
25 de fevereiro de 2009 Belgrado Sérvia Belgrade Arena
América do Norte (Abrindo o Show para The Circus Starring: Britney Spears)[31]
3 de março de 2009 New Orleans Estados Unidos New Orleans Arena
5 de Março de 2009 Atlanta Philips Arena
7 de março de 2009 Miami American Airlines Arena
8 de março de 2009 Tampa St. Pete Times Forum
11 de março de 2009 Uniondale Nassau Veterans Memorial Coliseum
13 de março de 2009 Newark Prudential Center
14 de março de 2009
16 de março de 2009 Boston TD Banknorth Garden
18 de março de 2009 Toronto Canadá Air Canadá Centre
19 de março de 2009
20 de março de 2009 Montreal Bell Centre
23 de março de 2009 Uniondale Estados Unidos Nassau Veterans Memorial Coliseum
24 de março de 2009 Washington, D.C. Verizon Center
26 de março de 2009 Uncasville Mohegan Sun Arena
27 de março de 2009 Pittsburgh Mellon Arena
30 de março de 2009 Houston Toyota Center
31 de março de 2009 Dallas American Airlines Center
2 de abril de 2009 Kansas City Sprint Center
3 de abril de 2009 Minneapolis Target Center
6 de abril de 2009 Edmonton Canadá Rexall Place
8 de abril de 2009 Vancouver GM Place
9 de abril de 2009 Tacoma Estados Unidos Tacoma Dome
11 de abril de 2009 Sacramento ARCO Arena
12 de abril de 2009 San Jose HP Pavilion at San Jose
14 de abril de 2009 Salt Lake City EnergySolutions Arena
16 de abril de 2009 Los Angeles Staples Center
17 de abril de 2009
19 de abril de 2009 Anaheim Honda Center
20 de abril de 2009
20 de abril de 2009 Oakland Oracle Arena
24 de abril de 2009 Glendale Jobing.com Arena
25 de abril de 2009 Las Vegas MGM Grand Garden Arena
28 de abril de 2009 Rosemont Allstate Arena
29 de abril de 2009
30 de abril de 2009 Columbus Schottenstein Center
2 de maio de 2009 Uncasville Mohegan Sun Arena
Oceania
16 de maio de 2009 Auckland Nova Zelândia Vector Arena
19 de maio de 2009 Brisbane Austrália Brisbane Entertainment Centre
22 de maio de 2009 Sydney Acer Arena
23 de maio de 2009
26 de maio de 2009 Melbourne Rod Laver Arena
27 de maio de 2009
28 de maio de 2009 Adelaide Adelaide Entertainment Centre
30 de maio de 2009 Perth Burswood Dome
Ásia
2 de junho de 2009 Jacarta Indonésia Istora Senayan
4 de junho de 2009 Singapura Singapura Singapore Indoor Stadium
6 de junho de 2009 Seul Coreia do Sul Estádio Olímpico
7 de junho de 2009 Taipé Taiwan Taipei Concert Hall 2
11 de junho de 2009 Manila Filipinas Mall of Asia Concert Grounds
Oceania
13 de junho de 2009 Honolulu Estados Unidos Neal S. Blaisdell Center
América do Norte
27 de junho de 2009 Las Vegas Estados Unidos Palms Casino Resort
Europa
17 de julho de 2009 Newmarket Inglaterra Newmarket Racecourse
18 de julho de 2009 Killarney República da Irlanda Fitzgerald Stadium
22 de julho de 2009 Liverpool Inglaterra Liverpool Echo Arena
25 de julho de 2009 Kent Inglaterra Quex Park
29 de julho de 2009 Esher Inglaterra Sandown Park
Ásia
31 de julho de 2009 Beirute Líbano B.I.E.L.

ObservaçõesEditar

  • As Pussycat Dolls não abriram o show no dia 23 de Março de 2009, devido a uma doença de Nicole Scherzinger. Contudo, a cantora Britney Spears realizou sua apresentação normalmente.[32]
  • No dia 5 de Março, o grupo Girlicious, realizou o ato de abertura da Turnê de Britney Spears, pois as Pussycat Dolls se apresentaram em Montreal.
  • O show do dia 7 de Junho que seria em Taipé foi remarcado para o dia 25 de Setembro.

Referências

  1. «Pussycat Doll World Domination Tour at The Insider». 14 de Outubro de 2008. Consultado em 10 de Junho de 2009. Arquivado do original em 21 de agosto de 2009 
  2. «The Pussycat Dolls get their claws out». FemaleFirst.co.uk. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  3. «Pussycat Dolls And Special Guest Ne-yo To Tour The UK». Contactmusic.com. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  4. «Lady GaGa & the Pussycat Dolls Tour Dates». Buzzin Pop Music. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  5. Montgomery, James; Matt, Elias. «Pussycat Dolls 'Jumped' When They Found Out They're Touring With Britney Spears, Hope To Collaborate On Track». MTV. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  6. a b «Doll Domination Continues On Tour With Britney Spears». Interscope Records. 2008. Consultado em 19 de fevereiro de 2019. Arquivado do original em 30 de setembro de 2012 
  7. Cohen, Jonathan. «Exclusive: Iovine Talks Axl, U2, Dre, Eminem». Billboard. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  8. a b «Stimulated & Pussycat Dolls Dominate». Stimulated, Inc. Consultado em 19 de fevereiro de 2019. Arquivado do original em 21 de novembro de 2013 
  9. «2009 Recap». Stimulated, Inc. 2009. Consultado em 19 de fevereiro de 2019. Arquivado do original em 7 de janeiro de 2011 
  10. a b «Doll Domination with Litestructures». LiveDesignOnline.com. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  11. [1], Review of the week: Pussycat Dolls.
  12. [2], Take Home PCD LIVE – USB Wristband
  13. «Pussycat Dolls 'planning tour documentary'». Digital Spy 
  14. «Injured Pussycat Doll Jessica Sutta sits out Sydney show». News.com.au. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  15. «Pussycat Dolls end tour in style at Blaisdell Arena». The Honolulu Advertiser. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  16. McKessick, Colene. «Pussycat Dolls dominate the stage at AECC». The Press and Journal. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  17. «Purr-fect Pussycat Dolls hit Aberdeen». Evening Express. Consultado em 19 de fevereiro de 2019. Arquivado do original em 26 de julho de 2011 
  18. «REVIEW: Purr-fect Dolls conquer Glasgow». Evening Times. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  19. «Review: Pussycat Dolls, Metro Radio Arena». The Journal. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  20. «Pussycat Dolls thrill Metro Radio Arena fans». Evening Chronicle. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  21. «Pussycat Dolls thrill Metro Radio Arena fans». Birmingham Mail. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  22. «Pussycat Dolls dominate at Nottingham Arena». Nottingham Post. Consultado em 19 de fevereiro de 2019. Arquivado do original em 15 de janeiro de 2015 
  23. «Don't Cha wish you were at the Pussycat Dolls at the BIC?». Bournemouth Echo. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  24. «Pop review: The Pussycat Dolls, O2 Arena, London - Music». The Guardian. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  25. «Pop review: The Pussycat Dolls, O2 Arena, London - Music». The Guardian. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  26. «Review of the week: Pussycat Dolls». Irish Independent. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  27. «In Pictures: Pussycat Dolls, Kings Hall, Belfast». The Belfast Telegraph. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  28. «Review: Pussycat Dolls and Lady Gaga at Vector Arena». The New Zealand Herald. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  29. «Pussycat fans go Gaga instead». The Sydney Morning Herald. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  30. «Billboard Boxscore: Concert Grosses». Billboard. Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  31. a b «Pussycat Dolls : Doll Domination - The Pussycat Dolls : Doll Domination». Consultado em 10 de Junho de 2009 
  32. «Pussycat Dolls Cancel New York Show Due To Illness - News Story » Music, Celebrity, Artist News » MTV News». Jocelyn Vena da MTV. 23 de Março de 2009. Consultado em 10 de Junho de 2009 

Ligações externasEditar