Abrir menu principal

Don Geiss, America and Hope

"Don Geiss, America and Hope"
15.º episódio da 4.ª temporada de 30 Rock
Liz Lemon (Tina Fey) e o seu interesse amoroso Wesley Snipes (Michael Sheen) no consultório do Dr. Kaplan (James Rebhorn).
Informação geral
Direção Stephen Lee Davis
Escrito por Jack Burditt, Tracey Wigfield
História Tom Ceraulo
Produzido por Alec Baldwin, Jerry Kupfer, Paula Pell
Direção de fotografia Matthew Clark
Edição Ken Eluto, (A.C.E.)
Código de produção 415
Transmissão original 18 de Março de 2010
Convidados
Episódios da 4.ª temporada
Cronologia
"Future Husband"
"Floyd"
30 Rock (4.ª temporada)
Lista de episódios

"Don Geiss, America and Hope" é o décimo quinto episódio da quarta temporada da série de televisão norte-americana de comédia de situação 30 Rock, e o septuagésimo terceiro da série em geral. Foi dirigido por Stephen Lee Davis e teve o seu argumento co-escrito por Jack Burditt e Tracey Wigfield. A sua transmissão original ocorreu através da rede de televisão National Broadcasting Company (NBC) na noite de 18 de Março de 2010. Dentre os actores convidados, estão inclusos John Anderson, Scott Bryce, Marceline Hugot, James Rebhorn e Michael Sheen.

No episódio, Liz Lemon (interpretada por Tina Fey) tenta evitar encontrar-se com Wesley Snipes (Sheen), depois de eles não terem alcançado uma química no seu primeiro encontro, dando assim continuação a um enredo que envolve Wesley como um interesse amoroso de Liz que havia começado no episódio anterior. Entretanto, Jack Donaghy (Alec Baldwin) lida com a aquisição da NBC pela empresa Comcast. Não obstante, Tracy Jordan (Tracy Morgan) tem que lidar com a repercussão da publicação de um livro sobre sua vida escrita pela ex-ama do seu filho.

"Don Geiss, America and Hope" faz referência à aquisição real da NBC Universal pela empresa de TV a cabo Comcast, bem como o escândalo de casos extraconjugais do jogador de golfe profissional Tiger Woods. Em geral, este episódio foi recebido com diversas críticas positivas por críticos especialistas em televisão do horário nobre. De acordo com os dados publicados pelo serviço de mediação de audiências Nielsen Ratings, foi assistido por uma média de 6 milhões e 857 mil famílias durante a sua transmissão original norte-americana. Além disso, foi-lhe atribuída a classificação de 3,0 e 9 de share entre os telespectadores do perfil demográfico dos 18 aos 49 anos de idade.

Pelo seu desempenho em "Don Geiss, America and Hope", Baldwin recebeu uma nomeação na categoria Melhor Actor em Série de Comédia nos prémios Primetime Emmy em 2010.

Produção e desenvolvimentoEditar

 
O actor Michael Sheen fez a sua segunda participação em 30 Rock em "Don Geiss, America and Hope".

"Don Geiss, America and Hope" foi dirigido por Stephen Lee Davis, assistente de direcção da série, e teve o seu guião co-escrito por Jack Burditt e Tracey Wigfield.[1] Este foi o primeiro episódio escrito por Burditt para a temporada, que havia recentemente se mudado para Los Angeles para tornar-se um argumentista no seriado de comédia The New Adventures of Old Christine, transmitido pela Columbia Broadcasting System (CBS).[2] Além disso, foi o décimo segundo crédito de escrita por Burditt e o terceiro de Wigfield.[1] O episódio foi filmado a 25 e 27 de Janeiro de 2010.[3][4]

Em Janeiro de 2010, foi anunciado que o actor galês Michael Sheen iria interpretar um interesse amoroso para a personagem Liz Lemon, interpretada pela criadora, produtora executiva e actriz principal da série Tina Fey.[5] Ele fez sua estreia como Wesley Snipes no episódio anterior, "Future Husband".[6] O actor Scott Bryce fez uma participação como Dave Hess, um ex-colega de Jack Donaghy.[1][7] Bryce participou pela primeira vez em "Flu Shot", episódio da terceira temporada, como uma personagem diferente.[8] A actriz Marceline Hugot fez a sua nona aparição no seriado como Kathy Geiss, filha do CEO da General Electric (GE), Don Geiss.[1] No episódio, Kathy toca a canção "Ave Maria" com uma trombeta no funeral do seu pai. A personagem Dr. Kaplan foi interpretada por James Rebhorn, que primeiramente participou de "Future Husband".[9] No fim de "Don Geiss, America and Hope", no qual Liz é mostrada a assistir um dos canais de "pornografia para mulheres", o homem que está a falar com ela foi interpretado por John Anderson, que participara anteriormente em "Sun Tea" como Astronauta Mike Dexter.[10] No final da sequência dos créditos finais, Anderson é creditado como Astronauta Mike Dexter. Jack toma conhecimento que Don Geiss, o CEO actual da GE, morreu através de Jack Welch, o ex-CEO da GE.[1] Então, em "Don Geiss, America and Hope", um serviço fúnebre é realizado para Geiss. No seu resumo do episódio para a coluna TV Squad, o crítico de televisão Bob Sassone questionou-se se a personagem de Torn teria sido eliminada da série devido a um incidente relacionado com álcool ocorrido em Janeiro de 2010.[11][12]

 
Uma das tramas de "Don Geiss, America and Hope" faz referência ao escândalo de casos extraconjugais do jogador de golfe profissional Tiger Woods (imagem).

O enredo principal do episódio foi inspirado pela aquisição real da NBC Universal pela empresa de televisão a cabo Comcast em Novembro de 2009.[13] Depois de vencer o seu quarto Screen Actors Guild Award pelo seu desempenho como Lemon em Janeiro de 2010, Fey foi questionada se o seriado faria ou não referência ao acontecimento, ao que ela respondeu "sim. A venda da NBC para outra empresa é parte integrante do nosso seriado e será difícil para Jack."[14] No episódio, a Kabletown — uma empresa ficcional de Filadélfia — tomou conta da NBC Universal, e Jack tenta contribuir com suas ideias para a nova empresa. Em Abril de 2010, a NBC criou uma página online para a Kabletown.[9][15] Quando questionado por um colaborador do jornal The Philadelphia Inquirer o motivo pelo qual as personagens de 30 Rock referem-se ao novo proprietário da emissora como "Kabletown, com um K", o argumentista e produtor executivo Robert Carlock revelou que o motivo foi que os guionistas vieram com o nome "Cabletown", no entanto, soube-se mais tarde que havia uma empresa real com um nome parecido, assim o Departamento Jurídico da equipa da NBC "quis enfatizar a diferença e, depois de um tempo, todo mundo gostou do som."[16]

O enredo envolvente Tracy Jordan, no qual a ex-ama do seu filho lança um livro em que revela, entre outras informações, que ele nunca teve realmente um caso extraconjugal com alguém, aludindo assim ao escândalo de casos extraconjugais do jogador de golfe profissional Tiger Woods ocorrido no fim de 2009.[17] Em uma cena, é revelado que as supostas amantes admitiram aos média jamais terem tido relações sexuais com Tracy;[18] Na vida real, aquando da revelação do escândalo das infidelidades de Woods, inúmeras mulheres admitiram ter mantido relações com o golfista.[19] Para restabelecer sua imagem de mulherengo, Tracy realizou uma conferência de imprensa na qual anunciou abandonar o show business para passar mais tempo com sua stripper;[9] Em Dezembro de 2009, Woods anunciou que passaria um tempo indeterminado afastado do golfe profissional para focar-se no seu casamento, após ter admitido ser infiel.[20] Outras mulheres com quem Tracy não teve relações sexuais divulgaram mensagens de voz para a imprensa. Em uma delas, Tracy deixa uma mensagem para sua esposa, Angie Jordan (Sherri Shepherd), na qual é amoroso e sincero;[21] Uma das amantes de Woods divulgou mensagens de texto e de voz como prova de um relacionamento com o jogador de golfe.[22] Como consequência de ter sido denominado como monogâmico, Tracy perde diversas menções;[9] Após admitir os seus casos, Woods perdeu vários contratos publicitários com várias empresas.[23]

EnredoEditar

Jack (Baldwin), vice-presidente da Televisão da Costa Leste e produção de microondas da General Electric (GE), tenta investigar a empresa fictícia Kabletown (que havia recentemente comprado a NBC como um acto de caridade, para reduzir os impostos) e encontrar uma forma para ser útil. Um ex-colega, Dave Hess (Scott Bryce), que deixou a NBC para trabalhar na Kabletown, revela que o sucesso da mesma vem da transmissão de canais televisão com conteúdo pay-per-view para maiores de 18 anos de idade; a empresa gere o negócio perfeito e não necessita de investir em novos serviços nem produtos. Ao tomar conhecimento disto, Jack fica horrorizado com a perspectiva de nunca mais voltar a ser útil. Mais tarde, porém, ao recitar o seu elogio no funeral do ex-CEO da GE, Don Geiss (Torn), ele tem uma epifania e propõe aos executivos da Kabletown a produção de "pornografia para mulheres" (especificamente, canais com homens atraentes que "escutam" mulheres a tagarelarem).[24]

Liz (Fey) tenta evitar deparar-se com Wesley (Sheen), o homem britânico que conheceu e "paquerou" sob a influência de anestesia. Liz acha que ele é chato, mas eles sempre se esbarram, o que os leva a acreditar que estejam destinados a ficar juntos. Entretanto, ambos logo chegam ao acordo que a anestesia foi a causa de tudo o que passou e concordam em parar de manter contacto. Mas, ao se esbarrarem mais uma vez, Wesley afirma que eles provavelmente deveriam apenas contentar-se um ao outro. Liz fica horrorizada com a ideia e procura Jack à busca de um conselho, mas ele ainda se encontra completamente inconsolável com a ideia de "assentar" com uma empresa que não terá evolução. Mais tarde, Liz encontra-se com Wesley para dizer-lhe que a sua resposta é negativa, visto que acredita que ambos conseguem encontrar pessoas melhores; ela fica ainda mais surpresa quando descobre que ele partilha o nome com o actor norte-americano Wesley Snipes.[24]

Ao mesmo tempo, a ex-ama do filho de Tracy (Morgan) escreve um livro no qual conta tudo sobre ele, revelando que ele nunca teve realmente um caso extra-conjugal com ninguém, um segredo compartilhado por Tracy a Jack em "The Ones". A fim de restabelecer a sua imagem de mulherengo, o actor realiza uma conferência de imprensa na qual anuncia estar a abandonar o show business para passar mais tempo com sua stripper, mas ninguém acredita. Além disso, as suas supostas amantes revelam para a imprensa que jamais mantiveram relações sexuais com ele. A sua colega Jenna Maroney (Jane Krakowski) dá-lhe conselhos sobre o assunto, explicando que ele deve dormir com alguém para não ser rotulado como monogâmico. Isto acaba levando-o a tentar ter relações sexuais com Liz. Ela recusa, declarando que tem inveja do seu casamento feliz e aconselha-o a orgulhar-se do seu relacionamento monogâmico.[24]

No fim do episódio, Liz é vista a assistir e ficar intrigada com algum do conteúdo da "pornografia para mulheres".[24]

Referências culturaisEditar

 
O actor norte-americano Will Smith foi referenciado em "Don Geiss, America and Hope".

No início do episódio, Jack anuncia que a NBC havia sido comprada pela Kabletown, uma empresa localizada no estado da Filadélfia. Imediatamente, Jack e Liz trocam opiniões sobre Filadélfia e Boston. Liz, que é de Filadélfia, declara: "Vão Eagles! Philly são os melhores! Cheesesteaks! Bobby Clarke! Will Smith! [Boston] não presta!". Jack, que é de Boston, responde: "Boston é a maior cidade do mundo. Boston Tea Party. Torta de creme de Boston. Rob Mariano de Boston. Local de nascimento de Benjamin Franklin". Liz interjeita "Sim, e [Franklin] olhou ao redor, percebeu que não presta e mudou-se para Filadélfia!"[9] Ao encontrar-se com os executivos da Kabletown, Jack descobre que eles focam-se em filmes com conteúdo para maiores de 18 anos e vê a sua lista de lançamentos, incluindo Assatar, The Lovely Boners, The Hind Side, e Fresh-Ass: Based on the Novel Tush by Assfire, trocadilhos com os filmes de 2009 Avatar, The Lovely Bones, The Blind Side e Precious: Based on the Novel "Push" by Sapphire.[25] Quando Liz diz a Tracy que ele tem uma vida perfeita com sua família e deve apreciá-la depois dele tentar fazer sexo com ela a fim de restaurar a sua reputação de mulherengo, ela diz: "Você sabe o que eu tenho? Uma família Sims, que continua sendo assassinada." The Sims é um jogo no qual os jogadores criam pessoas virtuais chamadas "Sims" e colocam-nos em casas e ajudam-nos a controlar o seu humor e satisfazer os seus desejos.[11] Tracy responde: "Um dia, você terá o que eu tenho pois você é incrível, inteligente, mulher forte, como Hilary ... de Fresh Prince of Bel-Air." The Fresh Prince of Bel-Air é uma série transmitida na NBC, e a personagem Hilary era uma mulher de raciocínio lento com falta de inteligência.[21] Antes de seguirem seus caminhos individuais, Liz descobre que o sobrenome de Wesley é Snipes, mas Wesley diz a ela que é um nome mais apropriado para um "rapaz pálido inglês", do que o actor Wesley Snipes.[21]

A saga de filmes Star Wars é frequentemente referenciada em 30 Rock, começando com o episódio piloto (2006), no qual Tracy é visto a gritar que é um Jedi, que é um cavaleiro especial dos filmes.[26] Liz admite ser uma grande fã da saga, revelando que a havia assistido muitas vezes com o seu amigo Pete,[27] e se vestido como a personagem Princesa Leia durante quatro Dia das bruxas consecutivos,[28] e ao tentar sair do serviço do júri em Chicago e Nova Iorque.[29][30] Ela sempre usa o vestido em todas as selecções e é quase nunca escolhida, à excepção de quando a sua assistente Cerie alterou o seu endereço de residência na função eleitoral para Nova Iorque, ao invés de Chicago.[31][32] Star Wars é também referenciado quando Tracy assume a identidade do personagem Chewbacca.[33] Liz tem muitas vezes usado metáforas de Star Wars para descrever a sua vida, admitindo que precisa de mais DVDs da saga. Em contraste, ela não é fã do filme Ataque dos Clones (2002), que ela firma ser o seu menos favorito.[34] A actriz Carrie Fisher, que estrelou nos três filmes originais da saga como a Princesa Leia, fez uma participação em 30 Rock como a personagem Rosemary Howard na segunda temporada, no qual fez uma paródia de uma das frases dos filmes.[35] Neste episódio, no seu enterro, Don Geiss é mostrado a ser congelado em carbonite, semelhante a personagem Han Solo de Star Wars em 1980 no filme Episódio V - O Império Contra-Ataca.[18][36] Fey, uma grande fã de Star Wars, disse que a piada ou referência à saga "começou a acontecer organicamente", quando a equipa apercebeu-se que tinha uma referência de Star Wars "em quase todos episódios". Fey disse que a partir de então "se tornou uma coisa que [eles] tentaram manter no programa", e que mesmo que não pudessem incluir uma em cada episódio, ainda tinham uma "média muito alta de piadas". Fey atribuíu a maioria das referências ao produtor executivo e argumentista Robert Carlock, a quem descreveu como "o especialista residente".[37]

Transmissão e repercussãoEditar

AudiênciaEditar

"Don Geiss, America and Hope" foi originalmente transmitido nos Estados Unidos na noite de 18 de Março de 2010 através da NBC como o décimo quinto episódio da quarta temporada e o septuagésimo terceiro episódio de 30 Rock.[9] De acordo com as estísticas publicadas pelo serviço de mediação de audiência Nielsen Ratings, foi assistido por uma média de 6 milhões e 857 mil telespectadores durante a sua transmissão original norte-americana, representando um aumento de 3 por cento em relação à audiência do episódio da semana anterior, "Future Husband", visto por uma média de 5 milhões e 894 mil telespectadores norte-americanos. Além disso, foi-lhe atribuída a classificação de 3,0 e 9 de share no perfil demográfico dos telespectadores entre os 18 aos 49 anos de idade, o que significa que foi visto por 3,0 por cento de todas as pessoas de 18 a 49 anos de idade, e por 9 por cento de todas as pessoas de 18 a 49 anos de idade dentre as que estavam a assistir à televisão no momento da emissão.[38][39]

Análises da críticaEditar

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
The A.V. Club (B+)[40]
IGN           [18]
Los Angeles Times (negativa)[21]
New York Magazine (mista)[41]
Paste (positiva)[42]
The Star-Ledger (positiva)[43]
Time (positiva)[44]
TV Guide (positiva)[17]
TV Squad (positiva)[11]

O colunista de televisão Alan Sepinwall, escrevendo para o jornal The Star-Ledger, escreveu que embora "Don Geiss, America and Hope" não tenha sido tão "forte" quanto o episódio anterior, teve "muitos momentos engraçados espalhados" que o deixaram satisfeito, observando que a relação desconfortável entre Liz e Wesley "funcionou melhor" aqui do que anteriormente. Sepinwall achou que a personagem de Jack teve "uma boa trama" e que foi "bom" ver 30 Rock "sem medo de zombar dos seus futuros chefes da Comcast do mesmo jeito que faziam troça da NBC".[43] Nathan Rabin, para o portal The A.V. Club, gostou do retorno de Michael Sheen, achando que cada parte do enredo de Liz e Wesley foi "brilhante". Ele observou que a crise da meia-idade de Jack foi "tão comovente quanto engraçada." Rabin concluiu a sua resenha atribuíndo ao episódio a avaliação de B+, declarando que o mesmo "... foi um episódio sólido".[40]

 
Alec Baldwin foi nomeado para um prémio Primetime Emmy pelo seu desempenho em "Don Geiss, America and Hope".

Apesar de apreciar a personagem interpretada por Sheen no seriado, James Poniewozik, contribuinte da revista Time, confessou ter um problema com a trama da personagem Liz: "Suponho que [Sheen] não irá se tornar num membro permanente do elenco e, por mais que eu desfrute de partes dessa trama, nunca podemos esquecer que esta é provavelmente mais uma relação que Liz vai esquecer e acabar no status quo ante."[44] Bob Sassone, para a coluna TV Squad do portal AOL, elogiou a aquisiçao da NBC pela Kabletown, ficou agradado pela subtrama de Tracy, notando que deu à personagem "algo importante para fazer ... também fez brilhar uma luz nova sobre a personagem de Tracy Morgan."[11]

Adam Mersel, para a revista electrónica TV Guide, afirmou: "eu posso dizer oficialmente que quase nenhum episódio de 30 Rock me cai mal, e este certamente não [...] Em suma, este é um dos meus episódios favoritos da temporada."[17] Sean Gandert, contribuinte da revista Paste, fez uma resenha positiva, afirmando que "eu não tenho certeza de quando foi a última vez que eu pensei que cada história em um episódio de 30 Rock foi boa, mas 'Don Geiss, America and Hope' cumpriu as promessas explícitas nas reivindicações exuberantes do seu título."[42] Nick Catucci, para o periódico New York Magazine, escreveu que Jack a tentar se encaixar na Kabletown, juntamente com a sua sugestão de "pornografia para mulheres", foi "meh"; Liz a lidar com Wesley, e Tracy "lidar com a descoberta da sua fidelidade com sua esposa" foram tramas "bastante confortáveis situadas na história do programa".[41]

Todavia, nem todas as opiniões foram positivas. Robert Canning, crítico de televisão do portal IGN, sentiu que "Don Geiss, America and Hope" ficou "um pouco sem rumo. As tramas principais eventualmente cruzaram-se de forma significativa mas, com excepção dessas ligações, a sua direcção foi um pouco fraca e insegura. O meu sentimento geral em relaçao ao episódio foi mais 'blá'. Isso poderia provavelmente ser o resultado de as principais personagens aparecerem na maior parte como 'blá'." Em conclusão, Canning deu uma classificação de 7 estrelas e meia de um máximo de 10.[18] Meredith Blake, resenhista do jornal Los Angeles Times, não teve uma recepção positiva para a trama de Sheen e Fey, explicando que "a premissa das duas personagens a se contentarem com um ao outro foi fraca e só não foi tão engraçada quanto poderia ter sido."[21]

Prémios e nomeaçõesEditar

Pela sua actuação em "Don Geiss, America and Hope", Alec Baldwin recebeu uma nomeação na categoria Melhor Actor em Série de Comédia na cerimónia anual dos prémios Primetime Emmy de 2010, mas perdeu para o actor Jim Parsons, intérprete da personagem Dr. Sheldon Cooper no seriado The Big Bang Theory.[45][46]

Notas de rodapé

  1. a b c d e «30 Rock — Don Geiss, America and Hope — Cast and Crew» (em inglês). Yahoo! TV (Yahoo!, Inc.). Consultado em 16 de Julho de 2010. Cópia arquivada em 10 de Fevereiro de 2013 
  2. ECKERLING, Debra (19 de Agosto de 2010). «Author Q&A: TV Writer Jack Burditt, "30 Rock"» (em inglês). Write Online. Consultado em 19 de Agosto de 2010. Cópia arquivada em 21 de Julho de 2012 
  3. «'30 Rock' — "Don Geiss, America, and Hope" Episode 415 -- Pictured: (l-r) Jack McBrayer as Kenneth Parcell -- Photo by: Ali Goldstein/NBC» (imagem) (em inglês). (Save Picture as → Right click file → Properties → Summary → Advanced → Date Picture Taken). NBC Universal Media Village (NBC Universal, Inc. / Comcast). 25 de Janeiro de 2010. Consultado em 14 de Julho de 2010. Cópia arquivada em 17 de Dezembro de 2012 
  4. «'30 Rock' —"Don Geiss, America, and Hope" Episode 415 -- Pictured: (l-r) Tina Fey as Liz Lemon, Michael Sheen as Wesley -- Photo by: Ali Goldstein/NBC» (imagem) (em inglês). (Save Picture as → Right click file → Properties → Summary → Advanced → Date Picture Taken). NBC Universal Media Village (NBC Universal, Inc. / Comcast). 27 de Janeiro de 2010. Consultado em 14 de Julho de 2010. Cópia arquivada em 17 de Dezembro de 2012 
  5. RICHENTHAL, Matt (18 de Janeiro de 2010). «30 Rock Casting News: Michael Sheen and Jon Hamm». TV Fanatic (em inglês). Mediavine. Food Innovation Group. Consultado em 14 de Julho de 2010. Cópia arquivada em 8 de Dezembro de 2012 
  6. ROSENBERG, Adam (28 de Maio de 2010). «Will Wesley Snipes Be Back On '30 Rock' Next Season? We Ask Michael Sheen!» (em inglês). MTV Movies Blog (Viacom International, Inc.). Consultado em 14 de Julho de 2010. Cópia arquivada em 14 de Julho de 2012 
  7. GROSZ, Cindy (28 de Novembro de 2017). «Scott Bryce Speaks Candidly About Raising Children 'Jewnitarian'» (em inglês). The Forward Association, Inc. Consultado em 16 de Setembro de 2018. You might recognize Scott Bryce from his roles in several television shows, including “The Good Fight,” “Murphy Brown,“ The Facts Of Life” and his guest spots on “Homeland” and “30 Rock.” 
  8. «30 Rock — Flu Shot» (em inglês). Yahoo! TV (Yahoo!, Inc.). Consultado em 14 de Julho de 2010. Cópia arquivada em 24 de Julho de 2012 
  9. a b c d e f Lady Lola. «30 Rock — Don Geiss, America and Hope». Yahoo! TV. Consultado em 14 de Julho de 2010 
  10. Lady Lola (20 de Novembro de 2009). «30 Rock — Sun Tea» (em inglês). Yahoo! TV (Yahoo!, Inc.). Consultado em 15 de Julho de 2010. Cópia arquivada em 16 de Julho de 2012 
  11. a b c d Sassone, Bob (19 de Março de 2010). «'30 Rock' - 'Don Geiss, America and Hope'». TV Squad. Consultado em 15 de Julho de 2010 
  12. MICHAUD, Chris; MALER, Sandra (31 de Janeiro de 2010). «Actor Rip Torn arrested drunk, armed in Conn. Bank» (em inglês). Nova Iorque: Reuters (Thomson Reuters, Inc.). Consultado em 15 de Julho de 2010. Cópia arquivada em 11 de Setembro de 2012 
  13. ARANGO, Tim (4 de Dezembro de 2009). «G.E. Makes It Official: NBC Will Go to Comcast». The New York Times (em inglês). Nova Iorque: The New York Times Company. Consultado em 14 de Julho de 2010. Cópia arquivada em 14 de Fevereiro de 2011 
  14. DOBUZINSKIS, Alex (23 de Janeiro de 2010). «Tina Fey hearts NBC» (em inglês). Nova Iorque: Reuters (Thomson Reuters, Inc.). Consultado em 25 de Outubro de 2010. Cópia arquivada em 10 de Julho de 2012 
  15. ABRAMS, Natalie (7 de Abril de 2010). «NBC Creates Sendup Website Kabletown». TV Guide (em inglês). Consultado em 15 de Julho de 2010. Cópia arquivada em 9 de Dezembro de 2012 
  16. FERNANDEZ, Bob (25 de Abril de 2010). «Comedic License?». The Philadelphia Inquirer. Filadélfia: Philadelphia Media Network (Digital), LLC. Consultado em 11 de Agosto de 2010. Cópia arquivada em 27 de Abril de 2010 
  17. a b c Mersel, Adam (19 de Março de 2010). «30 Rock Episode Recap: "Don Geiss, America, and Hope"». TV Guide. Consultado em 15 de Julho de 2010 
  18. a b c d Canning, Robert (19 de Março de 2010). «30 Rock: "Don Geiss, America and Hope» (em inglês). IGN. Consultado em 15 de Maio de 2012. Cópia arquivada em 6 de Dezembro de 2012 
  19. DAHLBERG, Tim (12 de Dezembro de 2009). «Two weeks that shattered the legend of Tiger Woods». Deseret News (em inglês). Salt Lake City: Deseret News Publishing Company. Associated Press 
  20. HIBBERD, James (13 de Dezembro de 2009). «Tiger Woods' break to impact ratings». The Hollywood Reporter (em inglês). Prometheus Global Media, LLC. Associated Press. Consultado em 15 de Julho de 2010. Cópia arquivada em 16 de Abril de 2013 
  21. a b c d e Blake, Meredith (19 de Março de 2010). «'30 Rock': Liz Lemon refuses to settle». Los Angeles Times. Consultado em 15 de Julho de 2010 
  22. DORMAN, Larry; ELLIOTT, Stuart (3 de Dezembro de 2009). «Woods Apologizes and Gets Support». The New York Times (em inglês). Nova Iorque: The New York Times Company. Consultado em 9 de Agosto de 2010. Cópia arquivada em 3 de Dezembro de 2009 
  23. McCARTHY, Michael (26 de Fevereiro de 2010). «Gatorade ends endorsement contract with Tiger Woods». USA Today (em inglês). McLean: Gannett Corporation, Inc. Consultado em 16 de Julho de 2010. Cópia arquivada em 5 de Fevereiro de 2013 
  24. a b c d DAVIS, Stephen Lee (realizador); BURDITT, Jack (argumentista); WIGFIELD, Tracy (argumentista) (18 de Março de 2010). «Don Geiss, America and Hope». 30 Rock. Temporada 4. Séries 73. Episódio 15. Nova Iorque. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  25. Lyons, Margaret (19 de Março de 2010). «'30 Rock' recap: The Geiss is right». Entertainment Weekly. Consultado em 16 de Julho de 2010 
  26. FEY, Tina (argumentista); BERNSTEIN, Adam (realizador) (11 de Outubro de 2006). «Pilot». 30 Rock. Temporada 1. Episódio 1. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  27. FINKEL, Dave (argumentista); BAER, Brett (argumentista); McCARTHY-MILLER, Beth (realizadora) (5 de Abril de 2007). «Fireworks». 30 Rock. Temporada 1. Episódio 18. Nova Iorque. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  28. CARLOCK, Robert (argumentista); GARDNER, Daisy (argumentista); SCARDINO, Don (realizador) (1 de Março de 2007). «The Source Awards». 30 Rock. Temporada 1. Episódio 16. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  29. Sepinwall, Alan (6 de Novembro de 2008). «30 Rock, "Believe in the Stars": Help me, Oprah Winfrey. You're my only hope.». The Star-Ledger (em inglês). NJ.com. Consultado em 15 de Maio de 2012 
  30. Canning, Robert (13 de Março de 2009). «30 Rock: "The Funcooker" Review» (em inglês). IGN. Consultado em 15 de Maio de 2012. Cópia arquivada em 24 de Julho de 2012 
  31. GLOVER, Donald (argumentista); CERAULO, Tom (argumentista); WHITTINGHAM, Ken (realizador) (12 de Março de 2009). «The Funcooker». 30 Rock. Temporada 3. Episódio 14. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  32. Carlock, Robert (argumentista); Scardino, Don (realizador) (6 de Novembro de 2008). «Believe in the Stars». 30 Rock. Temporada 3. Episódio 2. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  33. FEY, Tina (argumentista); BERNSTEIN, Adam (realizador) (6 de Dezembro de 2006). «Tracy Does Conan». 30 Rock. Temporada 1. Episódio 7. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  34. RIGGI, John (argumentista); SCARDINO, Don (realizador) (12 de Abril de 2007). «Corporate Crush». 30 Rock. Temporada 1. Episódio 19. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  35. BURDITT, Jack (argumentista); ENGLER, Michael (realizador) (25 de Outubro de 2007). «Rosemary's Baby». 30 Rock. Temporada 2. Episódio 4. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  36. Guzman, René A. (21 de Maio de 2010). Han Solo foi congelado em carbonite em Empire Strikes Back porque, parcialmente, estava incerto se Harrison Ford voltaria para um terceiro filme de Star Wars.. «30 years of 'Empire'». San Antonio Express-News (em inglês): 01F 
  37. Topel, Fred (16 de Setembro de 2009). «Tina Fey Gets the Gold» (em inglês). Crave Online. Consultado em 15 de Maio de 2012. Cópia arquivada em 6 de Abril de 2010 
  38. Gorman, Bill (19 de Março de 2010). «TV Ratings: March Madness Upsets Thursday; FlashForward Return Fizzles». TV by the Numbers. Consultado em 14 de Julho de 2007 
  39. Gorman, Bill (12 de Março de 2010). «TV Ratings: American Idol Leads Fox Win; Marriage Ref Loses Yardage». TV by the Numbers. Consultado em 10 de Agosto de 2010 
  40. a b Rabin, Nathan (18 de Março de 2010). «Don Geiss, America and Hope». The A.V. Club. Consultado em 15 de Julho de 2010 
  41. a b Catucci, Nick (19 de Março de 2010). «30 Rock Recap: Gangway for Foot Cycle!». New York. Consultado em 15 de Julho de 2010 
  42. a b Gandert, Sean (19 de Março de 2010). «30 Rock Review: "Don Geiss, America and Hope" (3.15)». Paste. Consultado em 15 de Julho de 2010 
  43. a b Sepinwall, Alan (19 de Março de 2010). «30 Rock, 'Don Geiss, America and Hope': Jack moves on down to Kable Town». The Star-Ledger. Consultado em 15 de Julho de 2010 
  44. a b Poniewozik, James (19 de Março de 2010). «Thursday Comedies Watch: Flirting with Lizzaster». Time. Consultado em 15 de Julho de 2010 
  45. O'Neil, Tom (15 de Abril de 2010). «Emmy episode entries revealed: Lea Michele, Hugh Laurie, Jim Parsons plus more». Los Angeles Times. Consultado em 17 de Abril de 2010 
  46. Stanhope, Kate (29 de Agosto de 2010). «Heard Backstage: Emmy Winner Edie Falco, George Clooney and More». Seattle Post-Intelligencer. TV Guide. Consultado em 30 de Agosto de 2010 

Ligações externasEditar

  A Wikipédia possui o
Portal 30 Rock