Abrir menu principal

Fireworks (30 Rock)

"Fireworks"
18.º episódio da 1.ª temporada de 30 Rock
Devon Banks (Will Arnett) ao descobrir que Kenneth Parcell (Jack McBrayer) estava apenas a empatá-lo.
Informação geral
Direção Beth McCarthy-Miller
Escrito por Brett Baer
Dave Finkel
História Claire Cowperthwaite
Produzido por Jerry Kupfer
Jeff Richmond
Direção de fotografia Vanja Černjul
Edição Ken Eluto
Código de produção 118
Duração 40 minutos
Transmissão original 5 de abril de 2007
Convidados
Episódios da 1.ª temporada
Cronologia
"The Fighting Irish"
"Corporate Crush"
30 Rock (1ª temporada)
Lista de episódios

"Fireworks" é o décimo oitavo episódio da primeira temporada da série de televisão norte-americana de comédia de situação 30 Rock. Teve o seu enredo escrito por dois dos co-produtores executivos da temporada, Brett Baer e Dave Finkel, e foi dirigido por Beth McCarthy-Miller. A sua transmissão nos Estados Unidos ocorreu na noite de 5 de Abril de 2007 através da rede de televisão National Broadcasting Company (NBC). Os artistas convidados para o episódio foram Will Arnett, Chris Parnell, Keith Powell, Maulik Pancholy, Jason Sudeikis, Kay Cannon, Finkel e Sue Galloway. Al Roker e Maury Povich fizeram aparições a interpretarem versões fictícias de si próprios.

No episódio, Jack Donaghy (interpretado por Alec Baldwin) organiza uma emissão televisiva de fogos-de-artifício, em uma tentativa de contra-atacar o seu rival, Devon Banks (Arnett), que após a sua primeira reunião com Jack, desenvolve uma paixoneta pelo estagiário Kenneth Parcell (Jack McBrayer). Entretanto, Liz Lemon (Tina Fey) segue Floyd DeBarber (Sudeikis), um colega por quem ela sente-se atraída, a uma reunião dos Alcoólicos Anónimos (AA) em uma tentativa de aproximar-se mais dele. Em outros lugares, Tracy Jordan (Tracy Morgan) descobre que é parente de Thomas Jefferson e decide honrar o seu antepassado. Finalmente, James "Toofer" Spurlock (Powell) descobre um segredo chocante sobre um dos seus próprios antepassados.

Em geral, o episódio foi recebido com opiniões positivas pela crítica especialista em televisão, que elogiou bastante os desempenhos de Arnett e Sudeikis. Segundo as estatísticas publicadas pelo serviço de mediação de audiências Nielsen Ratings, "Fireworks" foi assistido em uma média de 5.4 milhões de domicílios durante a sua transmissão original, e recebeu a classificação de 2.5/7 no perfil demográfico dos telespectadores entre os 18 aos 49 anos de idade.

Produção e desenvolvimentoEditar

"Fireworks" teve o seu enredo escrito por dois dos co-produtores executivos da temporada, Brett Baer e Dave Finkel, e foi dirigido por Beth McCarthy-Miller.[1] Esta é a segunda vez que a dupla Baer e Finker co-escreve um episódio da série, sendo "The Break-Up" o primeiro cujo argumento foi escrito por eles,[2][3] e também a segunda vez que McCarthy-Miller dirige um episódio do seriado, sendo "The Rural Juror" o primeiro por si dirigido.[4]

 
O actor e comediante Jason Sudeikis (imagem), que era um membro do elenco do programa de televisão humorístico Saturday Night Live, no qual Tina Fey já foi argumentista-chefe e Tracy Morgan já integrou também o elenco, fez a sua quarta participação em 30 Rock neste episódio.

Os actores e comediantes Chris Parnell e Jason Sudeikis, ex-membros do elenco do programa de televisão humorístico Saturday Night Live (SNL),[5] fizeram aparições em "Fireworks" como o Dr. Leo Spaceman e Floyd DeBarber, respectivamente.[6] Esta foi a quarta aparição de ambos Parnell e Sudeikis em 30 Rock, sendo que as suas últimas foram em "The Rural Juror" e "The Fighting Irish", respectivamente.[7][8] Vários outros membros do elenco do SNL já fizeram uma aparição em 30 Rock, incluindo Rachel Dratch,[9][10] Andy Samberg,[11][12] Fred Armisen,[13][14] Kristen Wiig,[13][14] Will Forte,[15] Molly Shannon,[16] Horatio Sanz,[17][18] e Jan Hooks.[19][20] Ambos Tina Fey e Tracy Morgan fizeram parte do elenco principal do SNL,[21] sendo que Fey foi a argumentista-chefe do programa entre 1999 e 2006, tendo conhecido McCarthy-Miller, a directora deste episódio, enquanto ainda trabalhava no programa.[22] O actor Alec Baldwin também apresentou o Saturday Night Live por dezassete vezes, o maior número de episódios por qualquer apresentador da série.[23]

Esta é a terceira vez que Jack McBrayer e Will Arnett trabalham juntos. McBrayer fez aparições como empregado de mesa do clube de campo em "Burning Love" e "S.O.B.s", episódios da série de comédia Arrested Development, na qual Arnett era membro do elenco principal e interpretava a personagem George Oscar "GOB" Bluth II.[24][25] O enredo do primeiro episódio de Arrested Development no qual McBrayer fez uma participação gira em torno de GOB acidentalmente tornar-se num empregado de mesa do clube de campo da família Bluth.[26][27]

O actor e comediante Judah Friedlander, que interpreta a personagem Frank Rossitano em 30 Rock, é conhecido pelos seus bonés de camioneiro de marca registada que ele usa dentro e fora da personagem Frank. Os chapéus, normalmente, apresentam pequenas palavras ou frases estampadas neles. Friedlander afirmou que ele próprio é quem faz os chapéus. Revelou também que "alguns deles são piadas interiores, e alguns são simplesmente piadas".[28] A ideia veio do persona de Friedlander nas suas apresentações de comédia stand-up, nas quais os chapéus estão todos impressos com a escrita "campeão mundial" em diferentes línguas e diferentes aparências.[29] Neste episódio, Frank usa bonés que leem "Puré de Batata", "Ravioli de Carne" e "Super Pontapé Atómico".[30]

"Fireworks" foi, como a NBC publicita, um episódio "de tamanho grande", o que significa que a sua duração total foi estendida dos trinta minutos habituais para quarenta minutos. Isto resultou também com que a sua emissão ocorresse apenas às vinte horas e quarenta minutos, após "The Negotiation", um episódio da série The Office, em oposição às vinte e uma horas, o horário habitual de 30 Rock.[31][32]

O casal que aparece em Makin' It Happen, uma sitcom produzida pela NBC e transmitida online na página da rede de televisão, é interpretado por Dave Finkel e Kay Cannon.[33] Ambos Finkel e Cannon são membros da equipa de argumentistas de 30 Rock.[34] Além disso, Cannon, no momento, estava casada com a estrela convidada Jason Sudeikis, e Finkel co-escreveu este episódio.[33][35]

EnredoEditar

 
No episódio, são disparados fogos de artifício do lado de fora do Rockfeller Center.

Quando Devon Banks (interpretado por Will Arnett) — o vice-presidente do departamento de Notícias da Costa Ocidental, Conteúdo da Internet, e das Relações do Parque de Diversões de Los Angeles para a NBC — aparece em Nova Iorque, Jack Donaghy (Alec Baldwin) fica com receio de que ele esteja a tentar ficar com o seu emprego. Depois de fazer do seu assistente Jonathan (Maulik Pancholy) um espião de Banks, ele descobre que este é homossexual e está interessado no estagiário da NBC, Kenneth Parcell (Jack McBrayer). Então, Jack manda Kenneth tentar recolher informações sobre o que Banks está a planear fazer a seguir, mas o estagiário não consegue e falha na tarefa. Então, de seguida, ele pede a Liz Lemon (Tina Fey) para ajudá-lo a ter algumas ideias que possam impressionar os executivos da emissora e vencer o golpe do seu rival. Mais uma vez, Jack manda Kenneth ir ao apartamento de Devon para seduzi-lo novamente e faça com que ele se atrase para uma reunião importante, mas Banks apercebe-se do plano e consegue chegar a tempo.[30]

Enquanto isso, Liz vê Floyd DeBarber (Jason Sudeikis), o funcionário corporativo por quem ela tem uma paixoneta, em uma igreja em uma tarde de terça-feira. Na semana seguinte, ela segue-o e descobre que ele está a assistir a uma reunião dos Alcoólicos Anónimos (AA). Então, Liz finge ser alcoólatra para que possa se aproximar de Floyd e conhecer os seus segredos mais profundos. Todavia, o plano lhe sai pela culatra quando ela descobre que os membros de um mesmo grupo dos AA não têm permissão para namorarem uns com os outros, e então decide confessar a ele que nunca foi alcoólatra e que apenas foi às reuniões para conseguir aproximar-se dele. Floyd fica zangado e sente-se traído. Liz pede desculpas e decide contar-lhe alguns dos seus segredos mais profundos de modo a resolver tudo com ele. Floyd perdoa-lhe e eles começam a namorar.[30]

 
Jack como Thomas Jefferson.

Quando chega a hora da reunião importante de Jack com os executivos da NBC e o momento do seu confronto decisivo com Devon, Liz está encontra-se muito ocupada a perseguir Floyd para ajudar Jack a implantar o seu plano, pelo que ele sente-se obrigado a comparecer à reunião sozinho. Não obstante, ele acaba defendendo com sucesso o seu emprego, tendo surgido com uma ideia de um especial de transmissão de fogos-de-artifício que impressionou bastante os executivos. Contudo, quando o especial dos fogos de artifício é finalmente transmitido na televisão, os fogos são disparados no centro da cidade do lado de fora do edifício 30 Rockfeller Center e dão uma impressão que relembra os ataques terroristas de 11 de Setembro de 2001, causando um pânico geral nos telespectadores, ao ponto de o Presidente da Câmara Municipal de Nova Iorque fazer uma chamada telefónica para a emissora ordenando que o evento seja encerrado sem a menor cerimónia.[30]

Em outros lugares, Tracy Jordan (Tracy Morgan) é surpreendido com papéis para provar a paternidade de um suposto filho seu, apesar de insistir fortemente que a criança não seja sua. Após a realização do exame genético, Tracy descobre não só que o bebé não é seu mas também que ele é um descendente directo de Thomas Jefferson, um antigo Presidente dos Estados Unidos. A notícia deixa-o enraivecido, e então ele vai conversar com os argumentistas James "Toofer" Spurlock (Keith Powell) e Frank Rossitano (Judah Friedlander) sobre o assunto. Ao decorrer da conversa, Toofer descobre que é um descendente directo de Tobias Spurlock, um soldado confederado negro. Ambos Tracy e Toofer ficam aborrecidos com as notícias, até o primeiro ter um sonho no qual Jefferson (interpretado por Baldwin) aparece e fala consigo durante uma entrevista no The Maury Povich Show. No sonho, o antigo Presidente fica com os louros de ter "inventado" a América e diz a Tracy para esquecer o passado. Quando acorda, ele decide que quer que Toofer escreva um filme sobre as experiências deles e a vida de Jefferson. Tracy pretende interpretar todos os papéis no filme, no entanto, não quer que este seja um drama.[30]

Referências culturaisEditar

 
30 Rock faz referências a Star Wars em vários episódios, inclusive "Fireworks".

A saga de filmes Star Wars é frequentemente referenciada em 30 Rock, começando com o episódio piloto (2006), no qual Tracy é visto a gritar que é um Jedi, que é um cavaleiro especial dos filmes.[36] Liz admite ser uma grande fã da saga, revelando que a havia assistido muitas vezes com o seu amigo Pete,[30] e se vestido como a personagem Princesa Leia durante quatro Dia das bruxas consecutivos,[37] e ao tentar sair do serviço do júri em Chicago e Nova Iorque.[38][39] Ela sempre usa o vestido em todas as selecções e é quase nunca escolhida, à excepção de quando a sua assistente Cerie alterou o seu endereço de residência na função eleitoral para Nova Iorque, ao invés de Chicago.[40][41] Star Wars é também referenciado quando Tracy assume a identidade do personagem Chewbacca.[42] Liz tem muitas vezes usado metáforas de Star Wars para descrever a sua vida, admitindo que precisa de mais DVDs da saga. Em contraste, ela não é fã do filme Ataque dos Clones (2002), que ela firma ser o seu menos favorito.[43] A actriz Carrie Fisher, que estrelou nos três filmes originais da saga como a Princesa Leia, fez uma participação em 30 Rock como a personagem Rosemary Howard na segunda temporada, no qual fez uma paródia de uma das frases dos filmes.[44] Neste episódio, Star Wars é referenciada por duas vezes. A primeira é quando Liz diz a Floyd que ela e Pete estão a assistir filmes da Lista dos 100 Melhores Filmes do American Film Institute, mas eles apenas possuem Star Wars e Tootsie, então eles assistem a esses filmes por vezes sem conta. É novamente referenciado durante o sonho de Tracy, quando Thomas Jefferson estende a mão à Tracy e diz "Que a força esteja contigo sempre".[45][46]

Fey, uma grande fã de Star Wars, disse que a piada ou referência à saga "começou a acontecer organicamente", quando a equipa apercebeu-se que tinha uma referência de Star Wars "em quase todos episódios". Fey disse que a partir de então "se tornou uma coisa que [eles] tentaram manter no programa", e que mesmo que não pudessem incluir uma em cada episódio, ainda tinham uma "média muito alta de piadas". Fey atribuíu a maioria das referências ao produtor executivo e argumentista Robert Carlock, a quem descreveu como "o especialista residente".[47]

Repercussão e audiênciaEditar

 
O desempenho do actor convidado Will Arnett (imagem), bem como o de Jason Sudeikis, em "Firework" foi universalmente aclamado pela crítica especialista em televisão.
Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
AOL (positiva)[48]
IGN (positiva)[49]
TV Guide (positiva)[50]

De acordo com as estatísticas publicadas pelo serviço de mediação de audiências Nielsen Ratings, durante a sua transmissão original norte-americana, "Fireworks" foi assistido por uma média de 5.4 milhões de agregados familiares. Além disso, recebeu também a classificação de 2.5/7 no perfil demográfico dos telespectadores entre os 18 aos 49 anos de idade. Isso significa que ele foi visto por 2.5 por cento de todas as pessoas de 18 a 49 anos de idade, e por 7 por cento de todas as pessoas de 18 a 49 anos de idade dentre as que estavam a assistir à televisão no momento da transmissão.[51][52] Em relação ao episódio da semana anterior, "The Fighting Irish", que foi emitido a 8 de Março de 2007, "Fireworks" registou um aumento de duzentos mil telespectadores.[53]

O maior desenvolvimento deste episódio foi o facto de Liz finalmente ter ganho o afecto de Floyd, o rapaz das flores. Nós não falámos muito sobre Jason Sudeikis como Floyd, mas até agora apreciamos o seu desempenho. Sudeikis interpreta o rapaz bom sem esforços e nós certamente achámos mais fácil torcer para que o casal eventualmente fique junto. Mas agora que isso aconteceu, nós estamos preocupados que possa ser muito cedo. Como já mencionamos antes, é geralmente mais divertido assistir um casal a tentar se juntar ao contrário de vê-los realmente a ficarem juntos. Mas, gostem ou não, estamos agora em território de relacionamento. Temos toda a confiança de que 30 Rock vai ter muitas risadas a partir de Liz e Floyd como um casal, mas você sabe que [o relacionamento] está condenado ao fracasso. O que é muito mau, porque nós realmente gostamos de Floyd.
 
O resenhista Robert Canning na sua análise de "Fireworks".[49].

Matt Webb Mitovich, para o periódico TV Guide, achou que Will Arnett, que fez uma participação no episódio a interpretar Devon Banks, foi "escolhido astutamente".[50] Mitovich adicionou que "Fireworks" disponibilizou "coisas bem boas".[48] Anna Johns, para a coluna TV Squad do portal Aol, declarou "Fireworks" como "um dos melhores episódios da temporada até agora", citando que "os guionistas fizeram malabarismo com um punhado de histórias muito, muito bem". Ela escreveu que as melhores partes do episódio foram "as anedotas. Elas puseram[-me] a rir tanto que constantemente tive que pausar o TiVo". Escrevendo para o portal britânico IGN, Robert Canning achou que este episódio "é outro exemplo excelente do que este seriado é capaz", comentando que "a escolha de Arnett como o nemesis de Jack Donaghy foi perfeita" e que "as impactantes cenas curtas e rápidas da personagem recorrente de Chris Parnell são sempre a perfeição absurda."[49]

ReferênciasEditar

Leitura adicional
  1. James, Caryn (13 de Maio de 2007). «No One Says '9/11.' No One Needs To.». The New York Times (em inglês). The New York Times Company. Consultado em 2 de Junho de 2015 
  2. Adams, Erik (11 de Novembro de 2014). «30 Rock: "Fireworks"/"Corporate Crush"». The A.V. Club (em inglês). Consultado em 2 de Junho de 2015 
Notas de rodapé
  1. «30 Rock > Season 1 > Episode 18 Fireworks» (em inglês). Screenrush (Allociné). Consultado em 30 de Julho de 2012. Cópia arquivada em 21 de Abril de 2013 
  2. «Brett Baer: Biography». TV Guide (em inglês). Consultado em 23 de Janeiro de 2013 
  3. «Dave Finkel: Biography». TV Guide (em inglês). Consultado em 23 de Janeiro de 2013 
  4. «Beth McCarthy-Miller: Biography». TV Guide (em inglês). Consultado em 23 de Janeiro de 2013 
  5. Barrett, Annie (7 de Dezembro de 2006). «What SNL alums besides Chris Parnell should guest on 30 Rock. Entertainment Weekly (em inglês). Consultado em 13 de Julho de 2012. Cópia arquivada em 8 de Junho de 2012 
  6. «30 Rock — Fireworks» (em inglês). Yahoo! TV. Consultado em 13 de Julho de 2012. Cópia arquivada em 5 de Janeiro de 2013 
  7. Barrett, Annie (7 de Dezembro de 2006). «What 'SNL' alums besides Chris Parnell should guest on '30 Rock'?». Entertainment Weekly (em inglês). Consultado em 18 de Dezembro de 2009. Cópia arquivada em 12 de Julho de 2012 
  8. Matheson, Whitney (19 de Abril de 2007). «A chat with ... '30 Rock' and 'SNL' star Jason Sudeikis». USA Today (em inglês). Consultado em 18 de Dezembro de 2009 
  9. «'Ally' Cat Krakowski Joins '30 Rock'» (em inglês). Zap2it. 17 de Agosto de 2006. Consultado em 18 de Dezembro de 2009. Cópia arquivada em 29 de Junho de 2012 
  10. Traister, Rebecca (14 de Abril de 2010). «The Tina Fey backlash» (em inglês). Salon.com. Consultado em 18 de Dezembro de 2009. Cópia arquivada em 4 de Dezembro de 2012 
  11. «Andu Samberg» (em inglês). Yahoo! TV. Consultado em 6 de Julho de 2012. Cópia arquivada em 5 de Janeiro de 2013 
  12. Argumentista(s): Matt Hubbard; Director(es): Jeff Richmond (26 de Janeiro de 2012). «The Ballad of Kenneth Parcell». 30 Rock. Temporada 6. Episódio 4. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  13. a b Canning, Robert (15 de Abril de 2011). «'30 Rock': "Somebody to Love" Review» (em inglês). IGN. Consultado em 18 de Dezembro de 2009. Cópia arquivada em 5 de Dezembro de 2012 
  14. a b Argumentista(s): Tina Fey, Kay Cannon; Director(es): Beth McCarthy-Miller (15 de Novembro de 2007). «Somebody to Love». 30 Rock. Temporada 2. Episódio 6. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  15. Mitovich, Matt Webb (2 de Fevereiro de 2007). «It Feels Good to Laugh». TV Guide (em inglês). Consultado em 18 de Dezembro de 2009. Cópia arquivada em 14 de Setembro de 2012 
  16. Argumentista(s): Jack Burditt; Director(es): Dennie Gordon (8 de Março de 2007). «The Fighting Irish». 30 Rock. Temporada 1. Episódio 17. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  17. Argumentista(s): Matt Hubbard; Director(es): Ken Whittingham (11 de Fevereiro de 2010). «Anna Howard Shaw Day». 30 Rock. Temporada 4. Episódio 13. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  18. «30 Rock — Anna Howard Shaw Day» (em inglês). Yahoo! TV. Consultado em 18 de Dezembro de 2009. Cópia arquivada em 14 de Julho de 2012 
  19. Sepinwall, Alan (4 de Abril de 2010). «30 Rock, 'Verna': Jan Hooks guest-stars». The Star-Ledger (em inglês). Consultado em 18 de Dezembro de 2009 
  20. Escritor(es): Ron Weiner; Director(es): Don Scardino (4 de Fevereiro de 2010). «Verna». 30 Rock. Temporada 4. Episódio 12. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  21. Fickett, Travis (17 de Outubro de 2006). «IGN Interview: '30 Rock's Tracy Morgan» (em inglês). IGN. Consultado em 18 de Dezembro de 2009. Cópia arquivada em 20 de Julho de 2012 
  22. Goodwin, Christopher (11 de Maio de 2008). «And funny with it». The Guardian (em inglês). Guardian News and Media. Consultado em 18 de Dezembro de 2009. Cópia arquivada em 31 de Julho de 2013 
  23. «[[Saturday Night Live|Alec Baldwin/Christina Aguilera]]». Saturday Night Live. Temporada 32. Episódio 5. 11 de Novembro de 2006. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  24. «'Arrested' (comic) 'development'? That's Will Arnett!». New York Daily News (em inglês). 29 de Fevereiro de 2008. Consultado em 23 de Janeiro de 2013. Cópia arquivada em 6 de Setembro de 2012 
  25. «Jack McBrayer: Biography» (em inglês). Yahoo! TV. Consultado em 23 de Janeiro de 2013. Cópia arquivada em 18 de Julho de 2012 
  26. Argumentista(s): Chuck Martin, Lisa Parsons; Director(es): Paul Feig (30 de Janeiro de 2005). «Burling Love». Arrested Development. Temporada 2. Episódio 9. No minuto 30. FOX Broadcasting Company 
  27. Argumentista(s): Richard Day, Jim Vallely; Director(es): Robert Berlinger (2 de Janeiro de 2006). «S.O.B.s». Arrested Development. Temporada 3. Episódio 9. No minuto 30. FOX Broadcasting Company 
  28. «Judah Friedlander: World Champion - The CC Insider Interview» (em inglês). Comedy Central. 12 de Maio de 2008. Consultado em 12 de Julho de 2012. Cópia arquivada em 26 de Julho de 2008 
  29. Aleksander, Irina (24 de Abril de 2008). «Five Questions for Judah Friedlander». The New York Observer (em inglês). Consultado em 12 de Julho de 2012. Arquivado do original em 24 de Setembro de 2008 
  30. a b c d e f Argumentista(s): Brett Baer, Dave Finkel; Director(es): Beth McCarthy-Miller (5 de Abril de 2007). «Fireworks». 30 Rock. Temporada 1. Episódio 18. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  31. Webb Mitovich, Matt (4 de Abril de 2007). «I Wanna 'Rock'! NBC Renews Acclaimed Comedy». TV Guide (em inglês). Consultado em 23 de Janeiro de 2013. Cópia arquivada em 10 de Agosto de 2012 
  32. «Episode Title: (#3019) The Negotiation (*)» (em inglês). The Futon Critic. 16 de Março de 2007. Consultado em 22 de Janeiro de 2013. Cópia arquivada em 16 de Março de 2007 
  33. a b McBrayer, Jack (2007). 30 Rock: Season One DVD commentary for the episode "Fireworks" (DVD). NBC Universal. Those are two of our writers. That was Dave Finkel and Kay Cannon, in fact Dave Finkel and Brett Baer are a writing team that original penned this episode.  Parâmetro desconhecido |hora= ignorado (|tempo=) sugerido (ajuda)
  34. «2007 Writers Guild Awards Television & Radio Nominees Announced» (em inglês). Writers Guild of America, West. 13 de Dezembro de 2006. Consultado em 23 de Janeiro de 2013. Arquivado do original em 24 de Dezembro de 2010 
  35. Cannon, Kay; Finkel, Dave (2007). Extended Scenes: Makin' It Happen (vídeo) (em inglês). Queens, Nova Iorque: NBC.com. Consultado em 23 de Janeiro de 2013  Cópia arquivada a 3 de Setembro de 2012.
  36. Argumentista(s): Tina Fey; Director(es): Adam Bernstein (11 de Outubro de 2006). «Pilot». 30 Rock. Temporada 1. Episódio 1. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  37. Argumentista(s): Robert Carlock, Daisy Gardner; Director(es): Don Scardino (1 de Março de 2007). «The Source Awards». 30 Rock. Temporada 1. Episódio 16. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  38. Sepinwall, Alan (6 de Novembro de 2008). «30 Rock, "Believe in the Stars": Help me, Oprah Winfrey. You're my only hope.». The Star-Ledger (em inglês). NJ.com. Consultado em 15 de Maio de 2012 
  39. Canning, Robert (13 de Março de 2009). «30 Rock: "The Funcooker" Review» (em inglês). IGN. Consultado em 15 de Maio de 2012. Cópia arquivada em 24 de Julho de 2012 
  40. Argumentista(s): Donald Glover, Tom Ceraulo; Director(es): Ken Whittingham (12 de Março de 2009). «The Funcooker». 30 Rock. Temporada 3. Episódio 14. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  41. Argumentista(s): Robert Carlock; Director(es): Don Scardino (6 de Novembro de 2008). «Believe in the Stars». 30 Rock. Temporada 3. Séries 38. Episódio 2. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  42. Argumentista(s): Tina Fey; Director(es): Adam Bernstein (6 de Dezembro de 2006). «Tracy Does Conan». 30 Rock. Temporada 1. Episódio 7. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  43. Argumentista(s): John Riggi; Director(es): Don Scardino (12 de Abril de 2007). «Corporate Crush». 30 Rock. Temporada 1. Episódio 19. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  44. Escritor(es): Jack Burditt; Director(es): Michael Engler (25 de outubro de 2007). «Rosemary's Baby». 30 Rock. Temporada 2. Séries 25. Episódio 4. NBC Universal. National Broadcasting Company 
  45. Canning, Robert (19 de Março de 2010). «30 Rock: "Don Geiss, America and Hope» (em inglês). IGN. Consultado em 15 de Maio de 2012. Cópia arquivada em 6 de Dezembro de 2012f 
  46. Guzman, René A. (21 de Maio de 2010). Han Solo was frozen in carbonite in Empire Strikes Back partly because it was uncertain Harrison Ford would be back for a third Star Wars film. «30 years of 'Empire'». San Antonio Express-News (em inglês): 01F 
  47. Topel, Fred (16 de Setembro de 2009). «Tina Fey Gets the Gold» (em inglês). Crave Online. Consultado em 15 de Maio de 2012. Cópia arquivada em 6 de Abril de 2010 
  48. a b Johns, Anna (6 de Abril de 2007). «'30 Rock': "Fireworks"». TV Squad (em inglês). AOL. Consultado em 23 de Janeiro de 2013. Cópia arquivada em 18 de Setembro de 2012 
  49. a b c Canning, Robert (9 de Abril de 2007). «'30 Rock': "Fireworks" Review» (em inglês). IGN. Consultado em 23 de Janeiro de 2013. Cópia arquivada em 16 de Julho de 2012 
  50. a b Mitovich, Matt Webb (6 de Abril de 2007). «April 5, 2007: "Sir, It's the Mayor"». TV Guide (em inglês). Consultado em 30 de Julho de 2012 
  51. «NBC Ratings Results for the Week of April 2-8» (em inglês). The Futon Critic. 10 de Abril de 2007. Consultado em 23 de Janeiro de 2013 
  52. «I. T. R. S. Ranking report 01 thru 102 (out of 102 programs) Daypart: Primetime Mon-Sun» (em inglês). American Broadcasting Company Medianet. 10 de Abril de 2007. Consultado em 23 de Janeiro de 2013. Arquivado do original em 7 de Janeiro de 2009 
  53. «NBC Ratings Results For The Week Of March 5–11» (em inglês). The Futon Critic. 13 de Março de 2007. Consultado em 23 de Janeiro de 2013. From 9:31-10:01 p.m., 30 Rock (2.5/6 in 18–49, 5.2 million viewers overall) 

Ligações externasEditar

  A Wikipédia possui o
Portal 30 Rock