Abrir menu principal

Douglas Adams

escritor e comediante britânico
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde dezembro de 2016). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Douglas Adams
Nascimento 11 de março de 1952
Cambridge
Morte 11 de maio de 2001 (49 anos)
Santa Bárbara
Residência Londres, Brentwood
Sepultamento Cemitério de Highgate
Cidadania Reino Unido
Etnia Ingleses
Estatura 1,96 metro
Progenitores Mãe:Janet Adams
Pai:Christopher Douglas Adams
Cônjuge Jane Belson
Filho(s) Polly Jane Rocket Adams
Irmão(s) Susan Adams
Alma mater St John's College
Ocupação dramaturgo, roteirista, romancista, escritor de literatura infantil, escritor de ficção científica, comediante
Empregador BBC
Magnum opus The Hitchhiker's Guide to the Galaxy, O Restaurante no Fim do Universo, A Vida, o Universo e Tudo Mais, Até mais, e Obrigado pelos Peixes!, Praticamente inofensiva
Religião ateísmo
Causa da morte ataque cardíaco
Página oficial
http://douglasadams.com/
Assinatura
Douglas Adams signature.svg

Douglas Noël Adams (Cambridge, 11 de março de 1952Santa Bárbara, 11 de maio de 2001) foi um escritor e comediante britânico, famoso por ter escrito esquetes para a série televisiva Monty Python's Flying Circus, junto com os integrantes desse grupo de humor nonsense, e pela série de rádio, jogos e livros The Hitchhiker's Guide to the Galaxy.

Os fãs e amigos de Adams o descreveram também como um ativista ambiental, um assumido ateísta radical e amante dos automóveis possantes, câmeras, computadores Macintosh e outros 'apetrechos tecnológicos'. O biólogo Richard Dawkins dedicou-lhe seu livro The God Delusion e nele descreve como Adams compreendeu a teoria da evolução e, tornou-se um ateísta. Adams era um entusiasta de novas tecnologias, tendo escrito sobre email e usenet antes de tornarem-se amplamente conhecidos. Até o fim de sua vida, Adams foi um requisitado professor de tópicos que incluíam ambiente e tecnologia.

Em 11 de março de 2013, dia em que Adams completaria 61 anos, o Google criou um Doodle especial para comemorar pelo seu aniversário.[1][2]

Índice

BiografiaEditar

Douglas Adams era filho de Janet Donovan e Christopher Douglas Adams. Seus pais tiveram outra filha juntos, Susan, que nasceu em março de 1955.

Em 1957 seus pais se divorciaram e Douglas mudou-se para a casa dos avós maternos com a mãe e a irmã em Brentwood, Essex. A avó de Douglas mantinha em casa um refúgio oficial para animais machucados da RSPCA. O contato com os animais intensificou a febre dos fenos e a asma do jovem.[3]

Christopher Douglas Adams casou-se novamente desta vez com Mary Judith. Deste casamento, Douglas teve uma meia-irmã, Heather. Janet casou-se novamente com o veterinário Ron Thrift, com quem teve mais dois filhos: Jane e James Thrift.

CarreiraEditar

Adams iniciou sua carreira como escritor, logo após se formar em literatura inglesa pela St John's College parte da Universidade de Cambridge,[4] em 74, e passar parte da década de 70 viajando como mochileiro pela Europa até a cidade de Istambul, na Turquia. O sucesso vem quando, em 77, Adams conhece Simon Brett, que trabalhava na rádio BBC 4. Juntos os dois decidem produzir um programa humorístico sobre ficção científica para a rádio. Era o início de O Guia do Mochileiro das Galáxias.

Passou vários anos a trabalhar em programas de rádio e televisão, assim como a escrever, representar e, por vezes, a dirigir produções teatrais interpretadas em Londres, Cambridge, e no Festival Fringe de Edimburgo.[4] Foi produtor de rádio e autor de guiões para a série de culto da BBC: Doctor Who. Colaborou com os Monty Python em vários projetos.[4]

Morte e LegadoEditar

Adams morreu de um ataque cardíaco em 11 de maio de 2001, aos 49 anos, depois de descansar de seus exercícios regulares em uma academia particular em Montecito, Califórnia. Seu funeral foi realizado em 16 de maio em Santa Bárbara. Suas cinzas foram colocadas no Cemitério de Highgate, no norte de Londres, em junho de 2002. Um serviço memorial foi realizado em 17 de setembro de 2001 na igreja de St. Martin-in-the-Fields, em Trafalgar Square, Londres.

Em maio de 2002, o livro O Salmão da Dúvida foi publicado, contendo muitos contos, ensaios e cartas, bem como elogios de Richard Dawkins, Stephen Fry (na edição do Reino Unido), Christopher Cerf (na edição dos EUA) e Terry Jones (na edição de bolso dos EUA). Ele também inclui onze capítulos de seu romance inacabado, O Salmão da Dúvida, que foi originalmente planejado para se tornar um novo romance de Dirk Gently, mas poderia ter se tornado o sexto romance do Hitchhiker.

Outros eventos após a morte de Adams incluíram uma produção webcast de Shada, permitindo que a história completa fosse contada, dramatizações de rádio dos três últimos livros da série Hitchhiker e a conclusão da adaptação cinematográfica de O Guia do Mochileiro das Galáxias. O filme, lançado em 2005, postumamente credito a Adams como produtor, e vários elementos de design - incluindo um planeta em forma de cabeça visto perto do final do filme - incorporaram os recursos de Adams.

Uma série de rádio de 12 partes baseada nos romances de Dirk Gently foi anunciada em 2007.

Em 25 de maio de 2001, duas semanas após a morte de Adams, seus fãs organizaram uma homenagem conhecida como Dia da Toalha , que tem sido lembrada todos os anos desde então.

Uma rua em São José (SC) é nomeada em homenagem a Adams.

The Hitchhiker's Guide to the Galaxy (O Guia do Mochileiro das Galáxias)Editar

 
Douglas Adams em 2000

A obra começou como série radiofônica transmitida pela primeira vez no Reino Unido pela Radio 4, da BBC, em 1978, e mais tarde foi publicada (muito modificada e amplificada) numa Saga de romances em cinco partes.

Os cinco livros trazem um humor escrachado, no qual o autor usa situações hilárias e bizarras para ironizar a política, a burocracia, as pessoas e suas manias.

A Saga divide-se em 5 livros. Também se debate se seu último livro, não terminado, The Salmon Of Doubt seria parte dessa série, formando assim uma Saga de seis livros. Em 2009 Eoin Colfer continuou a saga do Guia com o livro intitulado E tem outra coisa...

Os cinco foram lançados no Brasil pela Editora Sextante: os três primeiros na época da estréia do filme, o quarto em dezembro de 2005 e o quinto em novembro de 2006.

FilmeEditar

Em 2005 foi lançado um filme baseado no primeiro livro.

ObrasEditar

The Hitchhiker's Guide to the GalaxyEditar

Dirk Gently's Holistic Detective AgencyEditar

  1. Dirk Gently's Holistic Detective Agency
  2. The Long Dark Tea-Time of the Soul

OutroEditar

  • The Salmon of Doubt: Hitchhiking the Galaxy One Last Time (Livro póstumo, inacabado).

Referências

  1. Noteshared. «Douglas Adams é homenageado pelo Google com Doodle interativo» 
  2. independent.co.uk. «Google Doodle celebrates life of Douglas Adams» 
  3. Webb, Nick (2005). Wish You Were Here: The Official Biography of Douglas Adams First U.S. hardcover edition ed. [S.l.]: Ballantine Books. pp. Page 32. ISBN 0-345-47650-6 
  4. a b c http://www.saidadeemergencia.com/autor/douglas-adams/

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Douglas Adams
 
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Douglas Noël Adams
  Este(a) artigo sobre um(a) escritor(a) de ficção científica e fantasia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.