Na mitologia grega, as dríades (em grego: Δρυάδες, Dryádes, de δρῦς, drýs, "carvalho") eram ninfas associadas aos carvalhos.[1] De acordo com uma antiga lenda, cada dríade nascia junto com uma determinada árvore, da qual ela exalava. A dríade vivia na árvore ou próxima a ela. Quando a sua árvore era cortada ou morta, a divindade também morria. Os deuses frequentemente puniam quem destruía tal árvore.

A ninfa da floresta (La nymphe de la forêt), óleo sobre tela de Guillaume Seignac (1870-1924).

A palavra dríade era também usada num sentido geral para as ninfas que viviam na floresta. As ninfas de outras árvores são chamadas de hamadríades.

Menções Literárias e CinematográficasEditar

No balé Dom Quixote, o personagem tem uma visão de dríades com Dulcineia.

Nos livros As Crônicas de Nárnia, de C.S. Lewis, bem como em suas adaptações para o cinema, as dríades vivem na floresta narniana, assim como os faunos, com quem dançam em noites de canções, segundo o relato do fauno Sr. Tumnus;[2] no filme Príncipe Caspian, o segundo da série, aparecem sob a forma de silhuetas formadas por folhas rosadas ao vento, saudando os irmãos Pevensie através de graciosos acenos.[3]

 
Desenho de uma dríade em sua árvore.

Dríades também são mencionadas no livro Anne de Green Gables; na imaginação da personagem, elas fazem parte da floresta encantada próxima à casa da família.

Aparecem também na série de livros Percy Jackson, de Rick Riordan.

Nos livros de Harry Potter, o ser tronquilho, que protege as árvores onde mora, é semelhante à dríade.

Elas são mencionadas no seriado Charmed e na série de livros Fablehaven.

No anime Winx Club, o signo de Flora é a dríade, por ser uma fada da natureza e estar ligada a ela.

No mangá Saint Seiya: The Lost Canvas há um espectro de Hades chamado Luco de Dríade, a estrela celeste da ascensão. Em outro mangá da franquia ( Saint Seiya: Saintia Sho ) as Dríades são inimigas de Athena.

Na série de TV Xena: A Princesa Guerreira, a heroína vai em busca de ossos de dríade, única arma capaz de derrotar as Bacantes.

Dríades são mencionadas também na série de livros The Witcher, do escritor polonês Andrzej Sapkowski. Elas aparecem pela primeira vez no segundo livro da série, A Espada do Destino.

Dríades são mencionadas também no seriado Legacies no episodio 5 da primeira temporada,no qual a Dríade é convocada pelo Malivore para roubar a faca. No episodio ela é morta por Dorian Willians (interpretado por Demetrius Bridges), com uma flechada no coração.

ReferênciasEditar

  1. «Dríade». Encyclopædia Britannica Online (em inglês). Consultado em 1 de janeiro de 2020 
  2. As Crônicas de Nárnia: o Leão a Feiticeira e o Guarda-Roupa (filme de 2005).
  3. As Crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian (filme de 2008).
  Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.