Abrir menu principal
Edson Queiroz Filho
Edson Queiroz Filho.jpg

Edson Queiroz Filho
Deputado federal  Ceará
Período 1995-1997
Dados pessoais
Nascimento 6 de outubro de 1951
Fortaleza,  Ceará
Morte 19 de agosto de 2008 (56 anos)
Fortaleza,  Ceará
Nacionalidade brasileiro
Progenitores Mãe: Yolanda Queiroz
Pai: Edson Queiroz
Alma mater Universidade Federal do Ceará
Cônjuge Nélia Valença Queiroz
Partido PMDB, PP, PPB
Profissão Empresário, industrial, engenheiro mecânico

Edson Queiroz Filho (Fortaleza, 6 de outubro de 195119 de agosto de 2008) foi um deputado federal brasileiro. Filho do casal de empresários Edson Queiroz e Yolanda Vidal Queiroz, foi formado em engenharia mecânica em 1974 na Universidade Federal do Ceará[1] e dedicou-se aos negócios da família, tornando-se diretor do Grupo Edson Queiroz ao qual pertencem o Sistema Verdes Mares de Comunicação, a Norte Gás Butano e a Água Mineral Indaiá, entre outras empresas.[2]

Em 1992 filiou-se ao PMDB, entretanto foi pelo PP que conquistou um mandato de deputado federal pelo Ceará em 1994.[3] Cunhado e adversário político do então governador Tasso Jereissati teve frustrada sua candidatura a prefeito de Fortaleza pelo PPB em 1996 e renunciou ao mandato em 15 de julho de 1997 alegando razões de foro íntimo[4] sendo substituído por Paulo Lustosa.[1] Faleceu vítima de infarto agudo do miocárdio, em 19 de agosto de 2008.[5]

Índice

BiografiaEditar

Edson Queiroz Filho nasceu em 6 de outubro de 1951, em Fortaleza. É o terceiro filho do casal de empresários Edson Queiroz e Yolanda Vidal Queiroz. Aos 14 anos, iniciava seus trabalhos no grupo como operário em uma das fábricas, por orientação do pai. Em 1974, já graduado em engenharia mecânica pela Universidade Federal do Ceará (UFC), Queiroz Filho passou a ser membro do Conselho de Administração do Grupo Edson Queiroz e atuou em diversas das empresas integrantes, como a Indaiá, a Norte Gás Butano, a Esmaltec e o Sistema Verdes Mares.[6] Em 1982, ajudou a dar continuidade às atividades do grupo após a morte de seu pai, junto com sua mãe e o irmão Airton Queiroz.[7]

Em sua atuação política, Queiroz Filho teve passagem pelo PP, sigla pela qual foi eleito deputado federal em 1994, com 60.489 votos. Com a fusão do PP com o PPR, teve origem o PPB, partido onde foi presidente no Ceará e pelo qual concorreu à Prefeitura de Fortaleza em 1996. Alegando razões de foro íntimo, acabou por deixar a candidatura.[6]

MorteEditar

Queiroz Filho sofria de problemas cardíacos, onde em junho de 1988 foi submetido a uma cirurgia para a colocação de quatro pontes (safena e mamárias). Em 19 de agosto de 2008, passou mal enquanto fazia exercícios numa academia localizada na Avenida Washington Soares e foi levado desmaiado ao Hospital São Mateus, onde já chegou sem vida por volta das 19h55min. Sua morte foi diagnosticada como infarto agudo do miocárdio.[5][8]

Vida pessoalEditar

Foi casado com Nélia Maria do Rego Valença Queiroz, com quem teve três filhos: Manoela, Otávio e Marília.[6]

Referências

  1. a b «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Edson Queiroz Filho». Consultado em 20 de novembro de 2013 
  2. «Acervo digital da Folha de S.Paulo». Consultado em 20 de novembro de 2013 
  3. «Banco de dados do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará». Consultado em 20 de novembro de 2013 
  4. Deputado renuncia durante votação (online). Folha de S. Paulo, 16/07/1997. Página visitada em 20 de novembro de 2013.
  5. a b «Edson Queiroz morre quando fazia academia em Fortaleza (cidadeverde.com)». Consultado em 20 de novembro de 2013 
  6. a b c «Industrial Edson Queiroz Filho, um homem com visão social». Cidade. Diário do Nordeste. 25 de outubro de 2008 
  7. Pioneiros e empreendedores. a saga do desenvolvimento no Brasil, Volume 3 3 ed. Jacques Marcovitch: Saraiva. 2007. 293 páginas. ISBN 8531410487 
  8. «Morre o industrial Edson Queiroz Filho». Diário do Nordeste. 19 de agosto de 2008