Eleições estaduais em Sergipe em 1974

As eleições estaduais em Sergipe em 1974 ocorreram em duas fases conforme previa o Ato Institucional Número Três e assim a eleição indireta do governador José Rollemberg Leite e do vice-governador Antônio Sotelo foi em 3 de outubro e a escolha do senador Gilvan Rocha, cinco deputados federais e quinze deputados estaduais aconteceu em 15 de novembro num ritual aplicado aos 22 estados e aos territórios federais do Amapá, Rondônia e Roraima. Os sergipanos residentes no Distrito Federal escolheram seus representantes no Congresso Nacional por força da Lei n.º 6.091 de 15 de agosto de 1974.[1][2][3][4][5][nota 1][nota 2]

1970 Brasil 1978
Eleições estaduais em  Sergipe em 1974
3 de outubro de 1974
(Eleição indireta)
15 de novembro de 1974
(Eleição direta)


José Rollemberg Leite, Governador de Sergipe..tif
Candidato José Rollemberg Leite


Partido ARENA


Natural de Riachuelo, SE


Vice Antônio Sotelo
Votos 12
Porcentagem 100%

Formado em Engenharia Civil na Universidade Federal de Ouro Preto em 1935, José Rollemberg Leite foi professor de Física e Matemática até ocupar a Secretaria de Educação e depois a Secretaria de Obras Públicas nas interventorias de Milton Azevedo e Augusto Maynard Gomes. Sobrinho de Augusto César Leite e Júlio César Leite, foi eleito governador de Sergipe pelo PSD em 1947. Após o mandato assumiu a direção estadual do Serviço Social da Indústria por duas vezes até chegar ao comando da Escola de Minas de Ouro Preto. Tentou voltar ao governo do estado em 1958, mas foi derrotado. Contudo elegeu-se suplente de senador na chapa de seu irmão, Francisco Leite Neto, em 1962.[6] Efetivado após a morte do titular em 1964, migrou à ARENA no ano seguinte chegando mais tarde à presidência do diretório estadual e em 1974 foi escolhido governador de Sergipe pelo presidente Ernesto Geisel.[7][8][nota 3]

O resultado da eleição para senador deu vitória ao médico Gilvan Rocha. Nascido em Propriá ele possui formação pela Universidade Federal da Bahia com pós-graduação em Ginecologia Oncológica feita em Portugal e antes de estrear na política via MDB lecionou na Universidade Federal de Sergipe e foi secretário de Saúde no governo Lourival Batista.[9]

Resultado da eleição para governadorEditar

A eleição foi realizada pela Assembleia Legislativa de Sergipe.[10]

Candidatos a governador do estado
Candidatos a vice-governador Número Coligação Votação Percentual
José Rollemberg Leite
ARENA
Antônio Sotelo
ARENA
11
ARENA (sem coligação)
12
100%
  Eleito

Resultado da eleição para senadorEditar

Conforme o acervo do Tribunal Superior Eleitoral foram apurados 190.065 votos nominais (85,85%), 20.657 votos em branco (9,33%) e 10.682 votos nulos (4,82%) resultando no comparecimento de 221.404 eleitores.[nota 4]

Candidatos a senador da República
Primeiro suplente de senador Número Coligação Votação Percentual
Gilvan Rocha
MDB
Antônio Cabral Tavares
MDB
154
MDB (sem coligação)
103.454
54,43%
Leandro Maciel
ARENA
Arnaldo Garcez
ARENA
111
ARENA (sem coligação)
86.611
45,57%
  Eleito)

Deputados federais eleitosEditar

São relacionados os candidatos eleitos com informações complementares da Câmara dos Deputados.[11][12]

Representação eleita

  ARENA: 4
  MDB: 1
Deputados federais eleitos Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa
José Carlos Teixeira MDB 33.713 Itabaiana   Sergipe
Raimundo Diniz ARENA 25.526 Aracaju   Sergipe
Celso Carvalho ARENA 23.003 Simão Dias   Sergipe
Francisco Rollemberg ARENA 19.273 Laranjeiras   Sergipe
Passos Porto ARENA 18.090 Itabaiana   Sergipe

Deputados estaduais eleitosEditar

Das quinze cadeiras na Assembleia Legislativa de Sergipe a ARENA levou onze e o MDB quatro.[1]

Representação eleita

  ARENA: 11
  MDB: 4
Deputados estaduais eleitos Partido Votação Percentual Cidade onde nasceu Unidade federativa
Eliziário Silveira Sobral ARENA 9.481 4,28% Itaporanga d'Ajuda   Sergipe
Djenal Queiroz ARENA 8.618 3,89% Frei Paulo   Sergipe
Heráclito Rollemberg ARENA 7.383 3,33% Laranjeiras   Sergipe
Guido Azevedo MDB 7.059 3,18% Neópolis   Sergipe
Antônio Carlos Valadares ARENA 6.843 3,09% Simão Dias   Sergipe
José Teles ARENA 6.841 3,08% Itabaiana   Sergipe
Cleonâncio da Fonseca ARENA 6.425 2,90% Boquim   Sergipe
Jackson Barreto MDB 6.393 2,88% Santa Rosa de Lima   Sergipe
Francisco Vieira da Paixão ARENA 6.082 2,74% Campo do Brito   Sergipe
Francisco Passos ARENA 5.905 2,66% Ribeirópolis   Sergipe
Oviedo Teixeira MDB 5.844 2,63% Itabaiana   Sergipe
Horácio de Góis ARENA 5.770 2,60% Riachão do Dantas   Sergipe
Luciano Andrade Prado ARENA 5.497 2,48% Aracaju   Sergipe
Hélio Dantas ARENA 5.017 2,26% Aracaju   Sergipe
Leopoldo de Souza MDB 4.154 1,87% Estância   Sergipe

Notas

  1. Nos referidos territórios o pleito serviu apenas para a escolha de deputados federais, não havendo eleições em Fernando de Noronha.
  2. Originalmente a Lei n.º 6.091 não previa a eleição para deputados estaduais, algo que ocorreria anos depois.
  3. A denominação da entidade à época de sua graduação era Escola de Minas de Ouro Preto até ser incorporada à instituição-mor.
  4. Após a promulgação da Emenda Constitucional Número Um, a Constituição de 1967 dizia (Art. 41 § 2º) que cada senador seria eleito com o seu suplente.

Referências

  1. a b «Banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral». Consultado em 30 de maio de 2018 
  2. BRASIL. Presidência da República. «Ato Institucional Número Três». Consultado em 4 de junho de 2020 
  3. BRASIL. Presidência da República. «Lei n.º 6.091 de 15/08/1974». Consultado em 30 de maio de 2018 
  4. A ARENA no dia do MDB. Disponível em Veja, ed. 324 de 20/11/1974. São Paulo: Abril. Página visitada em 24 de novembro de 2013.
  5. «Acervo digital Veja». Consultado em 24 de novembro de 2013. Arquivado do original em 29 de outubro de 2013 
  6. «Senado Federal do Brasil: senador Francisco Leite Neto». Consultado em 30 de maio de 2018 
  7. Missão de Petrônio termina e prefere políticos (online). Jornal do Brasil, Rio de Janeiro (RJ), 17/06/1974. Primeiro caderno, p. 07. Página visitada em 30 de maio de 2018.
  8. «Senado Federal do Brasil: senador José Rollemberg Leite». Consultado em 30 de maio de 2018 
  9. «Senado Federal do Brasil: senador Gilvan Rocha». Consultado em 30 de maio de 2018 
  10. De Norte a Sul, espetáculo igual (online). O Estado de S. Paulo, São Paulo (SP), 04/10/1974. Geral, p. 05. Página visitada em 30 de maio de 2018.
  11. «Página oficial da Câmara dos Deputados». Consultado em 30 de maio de 2018. Arquivado do original em 2 de outubro de 2013 
  12. BRASIL. Presidência da República. «Lei n.º 9.504 de 30/09/1997». Consultado em 30 de maio de 2018