Elvira Lobato

Jornalista brasileira
Elvira Lobato
Cidadania Brasil
Alma mater Universidade Federal do Rio de Janeiro
Ocupação jornalista
Prêmios Troféu Mulher Imprensa

Elvira Lobato (c. 1954[1]-) é uma jornalista brasileira.[2] Trabalhou na Folha de S.Paulo por 25 dos 39 anos em que atuou como jornalista; aposentou-se no início de 2012. Venceu alguns dos principais prêmios de jornalismo no Brasil, com destaque para o Prêmio Esso, que lhe foi concedido por uma reportagem de 2007 sobre o crescimento do patrimônio da Igreja Universal.[3][4] A reportagem a fez ser alvo de 66 processos movidos por pessoas que se declararam pastores da igreja; organizações profissionais de jornalismo, como a Abraji e a ABI, denunciaram nesses processos uma tentativa de intimidar a jornalista.[5][6]

CarreiraEditar

Ingressou aos 18 anos no curso de jornalismo na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Publicou sua primeira reportagem em 1976, antes de se formar, no Caderno B do Jornal do Brasil sob o título "As Moças: o preço da liberdade em angústia e solidão". Para produzir a reportagem, sobre a vida de mulheres migrantes, Lobato morou em uma pensão para moças e realizou uma imersão no universo das pessoas retratadas na matéria (praticando o chamado "Undercover journalism", mais tarde praticado no final da década de 1970 por Tim Lopes de O Globo).[7] Posteriormente pelo JB, Lobato produziu outras reportagens de mesmo estilo vivenciando outras situações como a de uma vendedora ambulante (registrando achaques das autoridades ao comércio ambulante), moradora de rua em um dos albergues do Rio de Janeiro, operária de fábricas, etc.[1]

No final dos anos 1970 trabalhou também nos jornais Gazeta do Povo e Opinião.[2][8]. Em outubro de 1984 ingressou na sucursal do Rio de Janeiro do jornal Folha de S.Paulo. Inicialmente escrevendo sobre economia sob supervisão de Aloysio Biondi (1936-2000). Em 1986 transferiu-se para a seção de jornalismo investigativo do jornal. Dentre suas reportagens de destaque estão uma série de matérias publicada em agosto de 1986 sobre um poço para testes nucleares militares no Pará, parte do ate então secreto Programa Nuclear Paralelo do governo brasileiro e o funcionamento da Petrobras, em 1989, para a qual decidiu se tornar uma acionista.[9][8][1] Após aposentar-se, Lobato dedicou-se a produzir uma série de reportagens independentes para a Agência Pública,[10] sobre concessões televisivas na Amazônia.[11]

Sobre a atuação do jornalista, Lobato declarou, em entrevista, em 2016:[10]

O jornalista é, ou deveria ser, muito diferente do pesquisador e do acadêmico, que já partem com uma tese para ser comprovada. Meu trabalho não é esse, eu não posso saber no que vai dar. Eu preciso ir lá e olhar, porque se eu partir de uma tese, não vou surpreender nem a mim mesma, só vou buscar confirmar uma ideia pré-concebida.
— Elvira Lobato

Lobato é autora do livro Instinto de repórter, publicado em 2005, que trata da apuração de pautas e realização de matérias, considerado "uma valiosa colaboração a um ensino de jornalismo tão carente de bibliografia específica, que não sejam, em geral, traduções de manuais estadunidenses".[12][1]

PrêmiosEditar

Referências

  1. a b c d LOBATO, Elvira (2005). Instinto de repórter. [S.l.]: Publifolha. 288 páginas. ISBN 9788574026152 
  2. a b «Elvira Lobato - Perfil - Portal dos Jornalistas». portaldosjornalistas.com.br. Consultado em 11 de fevereiro de 2017 
  3. «"A novidade é a essência de nosso trabalho", diz a jornalista Elvira Lobato». Portal IMPRENSA - Notícias, Jornalismo, Comunicação (em inglês) 
  4. a b «Folha de S.Paulo - Universal chega aos 30 anos com império empresarial - 15/12/2007». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 11 de fevereiro de 2017 
  5. «Elvira Lobato desabafa: "Me senti profundamente agredida"». Portal IMPRENSA - Notícias, Jornalismo,Comunicação (em inglês) 
  6. «Pastor da Igreja Universal perde ação movida contra jornalista da Folha de S. Paulo». Jusbrasil 
  7. Elvira Lobato (20 de outubro de 1976). «As Moças: o preço da liberdade em angústia e solidão». Jornal do Brasil, Ano LXXXVI, edição 195, Caderno B, página 10/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. Consultado em 19 de fevereiro de 2020 
  8. a b c «Congresso de jornalismo investigativo homenageia Elvira Lobato». ANJ. 5 de abril de 2016. Consultado em 11 de fevereiro de 2017 
  9. «Folha Online - Folha 80 anos - Marcos do Jornalismo». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 11 de fevereiro de 2017 
  10. a b «Carreira pós-jornal: depois de se aposentar da Folha, Elvira Lobato lança sua primeira grande investigação independente». Knight Center for Journalism in the Americas. Consultado em 11 de fevereiro de 2017 
  11. Lobato, Elvira. «TVs da Amazônia». TVs da Amazônia. Consultado em 11 de fevereiro de 2017 
  12. Ramos, Murilo. «Instinto de Repórter - Terra». terramagazine.terra.com.br. Consultado em 11 de fevereiro de 2017 
  13. «Elvira Lobato e Alberto Dines são premiados pela Abraji». www.portaldosjornalistas.com.br. Consultado em 11 de fevereiro de 2017 
  14. «Lista de vencedoras, Troféu Mulher IMPRENSA» 
  15. «8ª edição do Troféu Mulher Imprensa premia 14 jornalistas de destaque - Portal Jornalismo ESPM». Portal Jornalismo ESPM. 30 de março de 2012 
  16. «Folha de S.Paulo - Poder - Jornalistas do Grupo Folha recebem troféu Mulher Imprensa hoje em SP - 07/03/2012». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 11 de fevereiro de 2017 
  17. «Elvira Lobato conquista Prêmio Esso e diz que encara vitória como um desagravo - 11/12/2008 - Poder - Folha de S.Paulo». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 11 de fevereiro de 2017 
  18. «Folha de S.Paulo - Crise no ar: Viés estatal-sindicalista afunda Varig - 23/04/2006». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 11 de fevereiro de 2017 
  19. «Prêmio CNT de Jornalismo». premiocnt.cnt.org.br. Consultado em 11 de fevereiro de 2017. Arquivado do original em 11 de fevereiro de 2017 
  20. «Conheça os vencedores do VI Prêmio Imprensa Embratel». Portal IMPRENSA - Notícias, Jornalismo, Comunicação (em inglês) 
  21. «Folha de S.Paulo - Poder - Especial - 2013 - Prêmio Folha - Grande Prêmio 1999». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 11 de fevereiro de 2017 
  22. «Folha de S.Paulo - Mídia: Folha premia reportagem de trabalho escravo - 19/02/2005». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 11 de fevereiro de 2017