Abrir menu principal
Enoc Vieira
Replace this image male.png
Enoc Vieira
Vereador em São Luís
Período 1971-1975
Deputado estadual pelo Maranhão
Período 1975-1983
Deputado federal pelo Maranhão
Período 1983-1991
Dados pessoais
Nascimento 7 de janeiro de 1938 (81 anos)
Esperantinópolis, MA
Alma mater Universidade Federal do Maranhão
Cônjuge Rosely Vieira
Partido ARENA (1970-1979)
PDS (1980-1985)
PFL (1985-2007)
DEM (2007–presente)
Profissão advogado

Enoc Almeida Vieira, ou apenas Enoc Vieira, (Esperantinópolis, 7 de janeiro de 1938) é um advogado e político brasileiro que foi deputado federal pelo Maranhão.[1][2]

Dados biográficosEditar

Filho de Antônio Vieira e Joana Almeida Vieira. Advogado formado em 1968 na Universidade Federal do Maranhão, foi graduado no Curso de Estado-Maior e Comando das Forças Armadas na Escola Superior de Guerra em 1984.[1] Pastor da Segunda Igreja Batista de São Luís, foi eleito vereador na respectiva cidade pela ARENA em 1970 e 1972 chegando à presidência do legislativo municipal. Antes fora coordenador-geral de Treinamento da Secretaria de Administração do Maranhão e chefe da procuradoria em instituições como o Serviço Social da Indústria e a Legião Brasileira de Assistência.

Eleito deputado estadual em 1974 e 1978, foi eleito presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão em 1979 e migrou para o PDS no ano seguinte com o fim do bipartidarismo.[3] Eleito deputado federal em 1982, ausentou-se da votação da Emenda Dante de Oliveira em 1984 e votou em Tancredo Neves no Colégio Eleitoral em 1985.[4][5] Reeleito pelo PFL em 1986, esteve entre os signatários da Constituição de 1988.[6]

Ingressou no curso de Teosofia da Faculdade de Educação Teológica das Assembleias de Deus em 1990 e afastou-se da política em favor de suas atividades religiosas ao fim do mandato,[1] embora tenha assumido o cargo de secretário-adjunto de Articulação Política no terceiro governo Roseana Sarney em 2009.[nota 1]

Notas

  1. Eleita governadora do Maranhão em 1994 e reeleita em 1998, Roseana Sarney voltou ao Palácio dos Leões em 2009 quando o Tribunal Superior Eleitoral determinou sua posse após a cassação de Jackson Lago e foi reeleita em 2010.

Referências

  1. a b c «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Enoc Vieira». Consultado em 5 de março de 2017 
  2. «Banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral». Consultado em 5 de março de 2017 
  3. Maranhense comenta exonerações (online). Jornal do Brasil, Rio de Janeiro (RJ), 03/04/1980. Política e Governo. Primeiro caderno, p. 02. Página visitada em 5 de março de 2017.
  4. A nação frustrada! Apesar da maioria de 298 votos, faltaram 22 para aprovar diretas (online). Folha de S. Paulo, São Paulo (SP), 26/04/1984. Capa. Página visitada em 5 de março de 2017.
  5. Sai de São Paulo o voto para a vitória da Aliança (online). Folha de S. Paulo, São Paulo (SP), 16/01/1985. Primeiro caderno, p. 06. Página visitada em 5 de março de 2017.
  6. «BRASIL. Presidência da República. Constituição de 1988». Consultado em 5 de março de 2017