Abrir menu principal
Enteritis
O intestino delgado é formado pelo duodeno (amarelo), jejuno (azul) e íleo (rosa) terminando no cólon.
Especialidade gastroenterologia
Classificação e recursos externos
CID-10 A02-A09, K50-K55
CID-9 005, 008, 009, 555-558
MedlinePlus 001149
MeSH D004751
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

Enterite (entero-, intestino + -ite, inflamação) é um termo abrangente para inflamação na mucosa do intestino delgado. Geralmente causado por infecção alimentar, ou seja, consumo de bactérias, toxinas ou vírus patógenos em alimentos ou água.

CausasEditar

Dentre os causadores de infecções bacterianas mais comum estão[1]:

A maioria das enterites são causadas por enterobacteriaceae, bacilos gram-negativos muito comuns em todo o mundo. Frequentemente elas são transmitidas pelo consumo de carne pouco cozida (maioria dos casos [2]), laticínios não-pasteurizados, manuseio desprotegido da carne, alimentos mal lavados ou água/bebidas infectados pelas fezes de animais contaminados.[1]

Dentre os causadores de enterites virais destacam-se:

Outras causas incluem[3]:

Sinais e sintomasEditar

Possíveis sintomas incluem[1]:

  • Dor abdominal;
  • Diarreia grave;
  • Falta de apetite;
  • Náusea e vômito;
  • Melena (Perda de sangue e muco nas fezes);
  • Febre.

ComplicaçõesEditar

DiagnósticoEditar

Enterites bacterianas podem ser identificadas através do cultivo das fezes em meio adequado.[1]

TratamentoEditar

Os casos leves e moderados geralmente são auto-limitados, ou seja, melhoram mesmo sem tratamento. A reidratação com soluções de eletrólitos (soro fisiológico) é o cuidado mais importante, pois a desidratação e desbalance eletrolítico pode ser fatal, especialmente em crianças pequenas e idosos. O soro pode ser bebido ou injetado intravenosamente dependendo da capacidade do paciente de consumir líquidos.[5][1] Soro caseiro pode ser feito com uma colher de açúcar e uma pitada de sal.

Casos graves de infecção bacteriana, ou seja, quando persistem mais de quatro dias, envolvem febre alta e sangue nas fezes, são tratados com antibióticos adequados ao agente causador. Casos de danos por radiação podem requerer cirurgia para retirar a parte lesionada.[6]

Medicamentos anti-diarreicos não são recomendados, pois podem retardar a saída dos patógenos do intestino. [1]

Ver tambémEditar

Referências