Esmeraldino Olímpio Torres Bandeira

advogado, professor e político brasileiro

Esmeraldino Olímpio Torres Bandeira (Recife, 27 de fevereiro de 1865Rio de Janeiro, 1928) foi um professor e político brasileiro.[1]

Esmeraldino Olímpio Torres Bandeira
Nascimento 27 de fevereiro de 1865
Recife
Morte 1928
Cidadania Brasil
Alma mater
Ocupação político, advogado, professor universitário
Empregador Universidade Federal do Rio de Janeiro

Matriculou-se na Faculdade de Direito do Recife em 1885, e em 1889 recebeu o grau de bacharel em ciências jurídicas e sociais. Republicano histórico, logo ao formar-se foi oficial maior da Secretaria do Governo do Estado de Pernambuco; deputado estadual de 1893 a 1895; procurador-geral da República no governo de Prudente de Morais;[2] prefeito do Recife de 1898 a 1902;[3] deputado federal em várias legislaturas; e ministro da Justiça do governo Nilo Peçanha.[1]

Foi professor de direito criminal da Faculdade de Direito do Rio de Janeiro.[2]

BibliografiaEditar

  • Estudos de Política Criminal. Typographia Leuzinger. Rio de Janeiro. 1912.
  • Curso de Direito Penal Militar. Livraria Francisco Alves. Rio de Janeiro. 1915.
  • Direito, Justiça e Processo Militar. 1º e 2º, Vol. Livraria Francisco Alves. Rio de Janeiro. 1919.
  • Prefácio de SIQUEIRA, Galdino. Direito Penal brasileiro. 2ª ed. corr. e aum. Rio de Janeiro: Jacinto, 1932.
  • Tratado de Direito Penal Militar Brazileiro. Vol. 1. Jacintho Ribeiro dos Santos Editor. Rio de Janeiro. 1925.


Precedido por
Augusto Tavares de Lira
Ministro da Justiça
e
Negócios Interiores do Brasil

1909 — 1910
Sucedido por
Rivadávia da Cunha Correia


Referências

  1. a b «CPDOC - Verbetes - Primeira República» (PDF). Fundação Getúlio Vargas. Consultado em 27 de outubro de 2020 
  2. a b «Esmeraldino Olímpio de Torres Bandeira». mapa.arquivonacional.gov.br. Consultado em 27 de outubro de 2020 
  3. «Secretaria de Gestão Estratégica e Relações Internacionais». Prefeitura Municipal do Recife. Consultado em 27 de outubro de 2020