Estação Ferroviária de Mato Miranda

estação ferroviária em Portugal
Mato Miranda IPcomboio2.jpg
BSicon BAHN.svg
Estação de Mato Miranda, em 2009.
Coordenadas: 39° 22′ 06,46″ N, 8° 33′ 15,66″ O
Concelho: bandeiraGLG
Linha(s): Linha do Norte (PK 93,654)
Serviços: Logo CP 2.svgBSicon LSTR orange.svgR
Equipamentos: Serviço de táxis
Sala de espera
Website:


Logos IP.png
BSicon CONTfa grey.svg
BSicon BHF grey.svgTorres Novas (Sentido Porto)
BSicon BHF grey.svgMato Miranda
BSicon BHF grey.svgVale de Figueira (Sentido Lisboa)
BSicon CONTf grey.svg

Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a estação na Linha do Norte, em Portugal. Para a estação no Ramal da Lousã, em Portugal, veja Estação Ferroviária de Miranda do Corvo. Para a estação no Brasil, veja Estação Ferroviária de Miranda.

Situada na ponta noroeste da aldeia com o mesmo nome, a Estação Ferroviária de Mato Miranda, originalmente denominada de Matto de Miranda, é uma interface da Linha do Norte, que serve as freguesias da Azinhaga e do Pombalinho, no concelho de Golegã, em Portugal. A estação é servida pelo serviço Regional Lisboa - Entroncamento - Tomar, com um comboio por hora em cada sentido.

Comboio de mercadorias passando pela estação de Mato Miranda, em 2009.

CaracterizaçãoEditar

Descrição físicaEditar

O edifício da estação conta com 4 andares, que originalmente continham as seguintes divisões:

  • Rés-do-Chão: Sala de Espera, Sala de Despache de Volumes, Bilheteira e Sala do Chefe de Estação;
  • Primeiro Piso: Apartamento do Chefe de Estação;
  • Segundo Piso: Dormitório e Apartamento;
  • Sótão.

Em tempos áureos, a estação contava com 5 vias de circulação (sendo três para resguardo), uma grua e um barracão; chefe de estação, bilheteira e serviço de despache de volumes. A estação foi fechada na década de 2000 e deixada ao abandono até ser reconvertida em dormitório.

Em Janeiro de 2011, apresentava duas vias de circulação, com 1310 e 1305 m de comprimento; ambas as plataformas tinham 146 m de extensão, tendo a primeira 40 cm de altura, e a segunda, 70 cm.[1]

A estrada EN 365-4 atravessa a linha numa passagem de nível, com guarda, imediatamente a sul da estação.

Localização e acessosEditar

A estação tem acesso pela Rua João Veiga, em Mato de Miranda.[2]

 
Horário de 1876, onde esta estação surge com a grafia original, Matto de Miranda.

HistóriaEditar

 Ver artigo principal: História da Linha do Norte

Esta estação encontra-se no troço entre Santarém e Entroncamento da Linha do Norte, que entrou ao serviço, junto com o troço até Abrantes da Linha do Leste, em 7 de Novembro de 1862.[3]

Em 7 de Maio de 1893, foi duplicado o troço entre Mato Miranda e Torres Novas.[4]

Em 2016, as 3 linhas de resguardo foram levantadas.

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Linhas de Circulação e Plataformas de Embarque». Directório da Rede 2012. Rede Ferroviária Nacional. 6 de Janeiro de 2011. p. 71-85 
  2. «Estação de Mato de Miranda». Comboios de Portugal. Consultado em 25 de Março de 2018 
  3. TORRES, Carlos Manitto (1 de Janeiro de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 70 (1681). p. 9-12. Consultado em 24 de Fevereiro de 2014 
  4. NONO, Carlos (1 de Maio de 1949). «Efemérides ferroviárias» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 62 (1473). p. 289-290. Consultado em 10 de Novembro de 2015 
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre a Estação de Mato Miranda

Ligações externasEditar



  Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.