Abrir menu principal

Fartura

município brasileiro do estado de São Paulo
Disambig grey.svg Nota: Para o bolo, veja Fartura (bolo).
Fartura
  Município do Brasil  
Igreja Nossa S Dores Fartura 200107 REFON.jpg
Símbolos
Bandeira de Fartura
Bandeira
Brasão de armas de Fartura
Brasão de armas
Hino
Lema Copia in Omnibus
"Fartura em Todas as Coisas"
Apelido(s) "A Pérola do Vale"
Gentílico farturense
Localização
Localização de Fartura em São Paulo
Localização de Fartura em São Paulo
Fartura está localizado em: Brasil
Fartura
Localização de Fartura no Brasil
Mapa de Fartura
Coordenadas 23° 23' 16" S 49° 30' 36" O
País Brasil
Unidade federativa São Paulo
Municípios limítrofes Sarutaiá, Timburi, Piraju, Itaporanga, Barão de Antonina, Taguaí e Carlópolis
Distância até a capital 357 km
História
Fundação 31 de março de 1891 (128 anos)
Aniversário 31 de Março
Administração
Prefeito(a) Hamilton Cesar Bortotti (Tinho Bortotti) (PSDB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 429,464 km²
População total (Censo IBGE/2010[2]) 15 324 hab.
Densidade 35,68 hab./km²
Clima Subtropical (Cfb)
Altitude 516 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010 [3]) 0,732 alto
PIB (IBGE/2010[4]) R$ 207 908 000
PIB per capita (IBGE/2010[4]) R$ 13 567,47
www.fartura.sp.gov.br (Prefeitura)

Fartura é um município brasileiro do estado de São Paulo. Está localizado no sudoeste do estado na região do vale do rio Paranapanema, próximo à divisa com o estado do Paraná. Pertencendo à Mesorregião de Assis e à Microrregião de Ourinhos.

HistóriaEditar

Historicamente habitadas pelos índios caiovás da macrofamília guarani, as férteis terras farturenses começaram a atrair colonos no fim do século XIX, época em que grandes aldeamentos foram realizados sob a liderança do Frei Pacífico de Montefalco e financiamento de João da Silva Machado, o Barão de Antonina.

Em 1880, cumprindo uma promessa feita por seu pai, Manoel Remígio Viana realiza uma doação de terras a Luís Ribeiro Salgado e Vicente de Oliveira Trindade com o encargo de construírem uma capela em homenagem a Nossa Senhora das Dores, padroeira do município. A conclusão da obra só foi possível com os esforços prestados pelas famílias locais, que recentemente haviam construído um cruzeiro de madeira sob o qual rezavam aos domingos e feriados santos. A forte religiosidade dos primeiros farturenses é representada pela cruz em vermelho vivo presente no brasão do município, símbolo de elevada fé cristã segundo a heráldica tradicional. 

Em 1881, a recém-empossada Câmara Municipal de Piraju envia a Fartura o fiscal de tributos Manuel Martins com o objetivo de cobrar os impostos devidos pela crescente povoação, iniciando ali a sua luta para impedir que o povoado fosse elevado à categoria de Distrito e, posteriormente, a construção de uma nova paróquia. No entanto, em 7 de Fevereiro de 1884, Domingos Antônio Raiol, então presidente da província, sanciona a Lei n. 5 da Província de São Paulo, elevando o povoado da Capela Nossa Senhora das Dores de Fartura à categoria de Freguesia de Fartura, desmembrando-a de Piraju e a anexando a Itaporanga.[5]

Aos 31 de março de 1891, ano da primeira Constituição republicana,[6] após enfrentar muita resistência política, Américo Brasiliense de Almeida Melo edita o decreto n. 145/1891 do Estado de São Paulo, elevando a recém-formada freguesia de Fartura à condição de município. Nesta data é considerada a fundação do município, celebrada pelos munícipes com a EXPOFAR, comumente denominada Festa de Fartura. A tradicional festa de aniversário da cidade proporciona aos munícipes e moradores das cidades vizinhas diversas atrações artísticas e culturais, como shows de música sertaneja raiz e universitária, festival de viola caipira, parque de diversões, feiras livres e etc. No ano de 2018, realizar-se-á a XXIX edição da EXPOFAR.

Curiosamente, a divergência sobre o nome do município já estava presente entre os antigos habitantes, mas a versão mais aceita é que Fartura se deve às terras roxas da região e à abundância de peixes do ribeirão que banha a cidade.

Principais efeméridesEditar

GeografiaEditar

Localiza-se a uma latitude 23º23'18" sul e a uma longitude 49º30'36" oeste, estando a uma altitude de 516 metros. Sua população estimada em 2004 era de 15.357 habitantes.

Possui uma área de 429,464 km².

DemografiaEditar

Dados do Censo - 2010

População Total: 15 320

(Fonte: IPEADATA)

HidrografiaEditar

  • Ribeirão Fartura, Rio Itararé e Ribeirão do Veado.

RodoviasEditar

ComunicaçõesEditar

A cidade era atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP)[7], que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[8], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[9] para suas operações de telefonia fixa.

AdministraçãoEditar

Galeria de fotosEditar

Referências

  1. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  3. «Ranking IDH-M Municípios 2010». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 26 de agosto de 2016 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2010». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 26 de agosto de 2016 
  5. [1], acesso em 20 de agosto de 2016
  6. [2], acesso em 20 de agosto de 2016
  7. «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) 
  8. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  9. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

Ver tambémEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Fartura

Ligações externasEditar