Abrir menu principal

Antônio Ferreira Viana

(Redirecionado de Ferreira Viana)
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde abril de 2018). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
Antônio Ferreira Viana
Nascimento 11 de maio de 1833
Pelotas, São Pedro do Rio Grande do Sul
Morte 10 de novembro de 1903 (70 anos)
Rio de Janeiro, Distrito Federal
Cidadania Brasil
Ocupação jornalista

Antônio Ferreira Vianna (Pelotas, 11 de maio de 1833Rio de Janeiro, 10 de novembro de 1903) foi um magistrado, jornalista e político brasileiro.

Estudou no Colégio Pedro II, no Rio e depois na Faculdade de Direito de São Paulo, onde formou-se em 1855. De volta ao Rio foi nomeado promotor público da corte.

Ao final de quatro anos retornou à advocacia e entrou para o jornalismo político, onde colaborou com o Correio Mercantil. Depois foi chefe da redação do Diário do Rio de Janeiro, atacando o ministério de Zacarias de Vasconcelos.

Foi deputado, presidente da câmara municipal, ministro da Justiça e do Império. De espírito filantrópico, fundou escolas, hospitais, asilos, orfanatos e albergues, além de ter defendido a causa da abolição da escravatura. Foi o autor do projeto de Lei de Abolição da Escravatura no Brasil, promulgada em 13 de maio de 1888 pela Princesa Isabel. Por esse motivo, o Centro Acadêmico da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pelotas recebeu seu nome.

Fundou e dirigiu, com Andrade Figueira, o jornal A Nação, e depois da Proclamação da República colaborou com o jornal Paiz, com o pseudônimo Suetônio, escrevendo uma série de artigos sobre o antigo regime.

Ver tambémEditar

BibliografiaEditar

Ligações externasEditar