Abrir menu principal

Filó (voleibolista)

FilóVolleyball (indoor) pictogram.svg
Informações pessoais
Nome completo Ericleia Bodziak
Apelido Filó
Modalidade Voleibol
Nascimento 26 de setembro de 1969 (50 anos)
Curitiba, PR
Brasil
Nacionalidade brasileira
Compleição Peso: 80 Kg[1] Altura: 1,92 m[1]
Clube 1983-1984 - Circulo Militar do Paraná

1985 - Spor Club Guiz de Fora
1986 - Vila Souza – Guarujà
1987-1988 - Pirelli – Santo Andrè
1989 - Lufikin – Rio de Janeiro
1991 - Vila Souza – Guarujà
1991/1993 - Nausicaa RC (A1)
1994 - Ponto Frio – Santos
1996 - Leites Nestlè – Sorocaba
1997-1998 - Uniban – Sao Caetano
1999 - Flamengo – Rio de Janeiro
2000/2001 - Volley Soliera (A2)
2002-2003 - Rexona Curitiba
2003-2007 - Brasileiros
2007/2008 - Rota San Severino (B1)
2008/2009 - Enegco Ecotec Lamezia (B1)
[2] 2009/2010 - Reggio Emilia (B1)

Medalhas
Jogos Olímpicos
Bronze Atlanta 1996 voleibol feminino
Grand Prix de Voleibol
Ouro Xangai 1996 voleibol feminino
Campeonato Sul-Americano
Prata Caracas 1988 Equipe
Prata Cuzco 1993 Equipe
Campeonato Mundial de Voleibol Feminino Sub-20
Ouro Lima 1989 Equipe
Montreux Volley Masters
Prata Montreux 1996 Equipe

Ericleia Bodziak, mais conhecida como Filó (Curitiba, 26 de setembro de 1969), é uma jogadora brasileira de voleibol.

CarreiraEditar

Filó integrou a seleção brasileira desde as categorias de base permanecendo de 1988 -1996.[3]

Pela seleção adulta conquistou a medalha de prata nos sul-americanos de 1988 e 1993, realizados respectivamente em Caracas e Cuzco. No ano de 1989 pela seleção juvenil conquistou a medalha de ouro no Campeonato Mundial de Voleibol Feminino Sub-20 , disputado em Lima. [3]

Também compôs Seleção Brasileira de Voleibol Feminino na conquista da primeira medalha olímpica do vôlei feminino, ocorrida nos Jogos de Atlanta em 1996, marcada pela derrota nas semifinais e confusões com a equipe cubana nos vestiários.Antes desta competição obteve a medalha de prata na copetição BCV Cup, realizada na Suiça [3]

Apesar de ser uma boa jogadora, nunca teve muito destaque; porém, o técnico Bernardinho sempre a colocava em quadra para fechar bloqueios e sacar. Filó sempre foi reserva e disputou pela seleção brasileira apenas uma edição dos Jogos Olímpicos. Ainda assim foi responsável pelo último ponto da disputa de bronze que garantiu a medalha em 1996.[4]

Ainda em 1996, dois meses depois da olimpíada, Filó e suas companheiras têm a revanche contra as cubanas no Grand Prix de Voleibol, derrotando-as na fase final da competição, tendo uma regularidade no bloqueio , no ataque e saque. Ao final do jogo protagoniza juntamente com Ana Paula uma série de provocações as adversárias que culminou em punição para ela e demais envolvidas, desfalcando a equipe para o jogo decisivo contra a equipe russa. [3]

Como reserva Filó entrava em quadra substituindo grandes jogadoras como Ana Moser, Márcia Fú, Fernanda Venturini, entre outras. Dois meses depois, em 2010, jogava pelo Reggio Emilia da segunda divisão italiana. É casada desde 2007 com o italiano Daniele Giorgi, e tem uma filha, Yasmin, que também joga vôlei.[4]

Ver tambémEditar

Referências

Ligações externasEditar


  Este artigo sobre um(a) voleibolista, integrado ao Projeto Desporto, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.