Abrir menu principal
Flávio Giovenale, S.D.B.
Bispo da Igreja Católica
Bispo de Cruzeiro do Sul
Hierarquia
Papa Francisco
Arcebispo metropolita Dom Roque Paloschi
Congregação Pe. Ángel Fernández Artime, S.D.B.
Atividade Eclesiástica
Congregação Salesianos
Diocese Diocese de Cruzeiro do Sul
Nomeação 19 de setembro de 2018
Entrada solene 16 de dezembro de 2018
Predecessor Dom Henrique Rüth, CSSp
Mandato 2018 -
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 20 de dezembro de 1981
Murello
Nomeação episcopal 8 de outubro de 1997
Ordenação episcopal 8 de dezembro de 1997
por Dom Luiz Soares Vieira
Lema episcopal Que todos se sintam amados por Deus
Brasão episcopal
BishopCoA PioM.svg
Dados pessoais
Nascimento Murello
5 de junho de 1954 (65 anos)
Nacionalidade Italiano
brasileiro
Funções exercidas - Bispo de Abaetetuba (1997-2012)
- Bispo de Santarém (2012-2018)
dados em catholic-hierarchy.org
Bispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Flávio Giovenale, S.D.B., (Murello, 5 de junho de 1954) é um bispo católico italiano, da ordem dos salesianos, bispo da Diocese de Cruzeiro do Sul, estado do Acre.

Fez seus estudos de Filosofia no Instituto Salesiano de Filosofia e Pedagogia em Lorena, São Paulo entre 1975 e 1976. Cursou Teologia no Instituto Teológico Pio XI, em São Paulo, entre 1978 e 1981. Pós-graduou-se na Universitá Pontificia Salesiana (Fac. Spiritualitá) de Roma (1984-1985).

Professou votos religiosos em 8 de setembro de 1971. Ordenou-se em 20 de dezembro de 1981 em Murello (Itália). Foi ordenado bispo em 8 de dezembro de 1997.

Índice

Atividades antes do episcopadoEditar

Trabalhou na Pastoral Vocacional no Pará entre 1982 e 1983. Foi Reitor do Seminário Menor em Manaus de 1986 a 1989. Foi Reitor do Seminário Maior em Manaus de 1990 a 1991. Foi Ecônomo da Província de 1992 a 1997. Também foi Procurador Missionário para o Brasil de 1994 a 1997.

EpiscopadoEditar

Foi ordenado bispo em 8 de dezembro de 1997 por D. Luiz Soares Vieira e desde então está na função de bispo em Abaetetuba.

Lema: "Que todos se sintam amados por Deus".

Atividades durante o episcopadoEditar

Foi secretário (1999-2003), vice-presidente (2003-2004) e presidente (2004-2007) do Regional Norte 2 da CNBB.

Durante o seu bispado vem criando iniciativas de promoção humana e educativa diante de uma sociedade marcada pelo narcotráfico. Vem criando centros de formação profissional, centros juvenis e instalações sociais. Participou ativamente na criação do Conselho Tutelar de Abaetetuba.

Sua atuação pautada na defesa dos direitos humanos vem provocando conflitos que lhe renderam ameaças de morte. Em 2007 denunciou a prisão de uma adolescente de 15 anos em uma carceragem para adultos, em uma cela juntamente com outros presos. A denúncia expôs a fragilidade da justiça local.

Em 15 de novembro de 2011 foi eleito presidente da Caritas brasileira.[1]

SucessãoEditar

Dom Flávio foi o terceiro bispo de Abaetetuba, sucedendo a Dom Angelo Frosi, SX, em 1997.

No dia 19 de setembro de 2012 o Papa Bento XVI o transferiu da Diocese de Abaetetuba, nomeando-o bispo da Diocese de Santarém[2].

No dia 19 de setembro de 2018, o Papa Francisco o nomeou para a Diocese de Cruzeiro do Sul no estado do Acre.

Referências

  1. «Eleito o novo presidente da Cáritas Brasileira». CNBB. Consultado em 15 de novembro de 2011 [ligação inativa]
  2. DEL VESCOVO DI SANTARÉM (BRASILE) «Rinunce e Nomine» Verifique valor |url= (ajuda). Consultado em 19 de setembro de 2012 [ligação inativa]

Ligações externasEditar


Precedido por
Mosé João Pontelo, CSSp
 
Bispo de Cruzeiro do Sul

2018 — atualidade
Sucedido por
incumbente
Precedido por
Esmeraldo Barreto de Farias, IP
 
Bispo de Santarém

20122018
Sucedido por
vacante
Precedido por
Angelo Frosi, SX
 
Bispo de Abaetetuba

19972012
Sucedido por
José Maria Chaves dos Reis
  Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.