Francisco I de Orleães-Longueville

Francisco I de Orleães, Conde de Longueville (em francês: François I d'Orléans, comte de Longueville; 14471491) foi um nobre francês, pertencente à Casa capetiana de Orleães-Longueville, ramo natural cadete da Casa de Valois. Foi Par de França, conde de Dunois, de Longueville, e de Tancarville, barão de Varenguebec, visconde de Melun, senhor de Parthenay, de Beaugency, de Château-Renault, governador do Delfinado e da Normandia, condestável e camareiro da Normandia.

Francisco I de Orleães
Camareiro-mor de França
Conde de Longueville
Conde de Dunois
Reinado 1468 – 1491
Predecessor João de Orleães, Conde de Dunois
Sucessor Francisco II de Orleães-Longueville
 
Nascimento 1447
Morte 12 de fevereiro de 1491 (44 anos)
Nome completo  
François I d'Orléans, comte de Longueville
Cônjuge Inês de Saboia
Descendência Francisco II de Orleães-Longueville
Luís I de Orleães-Longueville
João de Orleães-Longueville (cardeal)
Casa Orleães-Longueville
Pai João de Dunois
Mãe Maria de Harcourt
Brasão de João de Dunois (pai de Francisco I) com barra (bastardia)
Brasão de Francisco I, em que a barra é transformada em banda

BiografiaEditar

Francisco era o filho mais velho do célebre João de Dunois, o "Bastardo de Orleães", e de Maria de Harcourt,[a] que deu origem à Casa Orleães-Longueville e pai do primeiro duque de Longueville. Foi Camareiro-mor de França, camareiro da Normandia (cargo adstrito ao título de Conde de Tancarville) e condestável da Normandia (adstrito ao título de barão de Varenguebec).

No decurso da Guerra Louca [fr] (Guerre folle),[b] toma partido pelo pretendente Luís II de Orleães contra a regente Ana de Beaujeu. Ele toma o castelo de Parthenay em junho de 1487, e depois reúne as tropas rebeldes em Nantes. Declarado culpado pelo crime de lesa-majestade em janeiro de 1488, é finalmente amnistiado um ano mais tarde com o seu companheiro de armas, Odet d’Aydie[c] quando Ana da Bretanha se torna duquesa.

Casamento e descendênciaEditar

Em 2 de julho de 1466 casa com Inês de Saboia (1445–1508), uma das dezassete crianças nascidas do casamento do duque Luís, Duque de Saboia com Ana de Lusinhão, princesa de Chipre. Deste casamento nasceram três filhos:

  • Francisco II (François; 1470–1512), conde de Dunois et Longueville, etc., primeiro duque de Longueville, sem geração;
  • Luís I (Louis; 1480–1516), conde de Montgommery, príncipe de Châtelaillon e visconde de Abbeville, Vem a suceder ao irmão mais velho como duque de Longueville, etc., com geração;
  • João (Jean, 1484–1533), arcebispo de Toulouse e cardeal.

HeráldicaEditar

O brasão de armas de Francisco I deriva do de seu pai, o Bastardo de Orleães, diferenciando-se, como referido por Robert Garnier, pela Barra brocante sobre o todo (sinal de bastardia) ter sido trasformada em banda, com orientação diagonal inversa. De facto, era assim cancelado o sinal de ilegitimidade da Casa.[1]

Notas e referênciasEditar

  1. Pertencente ao ramo dos senhores de Montgomery, Abbeville, Melun, Tancarville, Parthenay, Châtelaillon
  2. A Guerra Louca opôs, entre 1485 e 1488, uma coligação de senhores a Ana de Beaujeu, regente de França e decorreu paralelamente à Guerra da Bretanha, terminando com a integração desta província na França
  3. Senhor de Lescun, conde de Comminges e governador da Guiena

Bibliografia e ligações externasEditar

Francisco I de Orleães-Longueville
Nascimento: 1447 Morte: 1491
Nobreza da França
Precedido por:
João Dunois
 
Conde de Longueville
Conde de Dunois

1468 – 1491
Sucedido por:
Francisco II de Orleães-Longueville