Marcos Franco Rabelo

(Redirecionado de Franco Rabelo)
Marcos Franco Rabelo
Nome nativo Marcos Franco Rabelo
Nascimento 25 de abril de 1851
Fortaleza
Morte 29 de abril de 1940 (89 anos)
Salvador
Cidadania Brasil
Ocupação político, militar
Prêmios Academia Cearense de Letras

Marcos Franco Rabelo (Fortaleza, 25 de abril de 1861 - Salvador, 29 de outubro de 1928) foi um militar e político brasileiro. Era filho de Antônio Franco Aives de Melo e Ana Franco Rabelo.[1]

BiografiaEditar

Abraçou a carreira militar, lotado no 15º Batalhão de Infantaria, sediado em Fortaleza, de onde partiu para a Escola Militar da Corte, no Rio de Janeiro. Serviu também em unidades militares das cidades de Belém, Manaus, Fortaleza e Rio de Janeiro, sendo que nesta última foi Professor da Escola Militar da Corte, da Escola Superior de Guerra e Escola do Estado Maior do Exército.[1]

Graças a política das salvações do presidente Hermes da Fonseca, Franco Rabelo foi governador do Ceará, de 14 de julho de 1912 a 14 de março de 1914, pondo fim ao domínio de Antônio Pinto Nogueira Accioli no estado.[2]

Franco Rabelo buscou enfraquecer as lideranças regionais do Ceará, entre elas Padre Cícero, que foi deposto do cargo de prefeito de Juazeiro do Norte por Rabelo. Em 1914, Floro Bartolomeu convocou uma sessão extraordinária da Assembleia Legislativa do Ceará a ser realizada em Juazeiro. Ao tomar conhecimento, Franco Rabelo determinou a invasão da cidade, dando origem ao conflito chamado de sedição de Juazeiro, que culminou com a deposição de Franco Rabelo.[2]

Referências

  1. a b «Marcos FRANCO RABELO». portal.ceara.pro.br. Consultado em 25 de julho de 2020 
  2. a b «Primeira República» (PDF). CPDoc - Fundação Getúlio Vargas. Consultado em 24 de julho de 2020 

Ligações externasEditar


Precedido por
Belisário Cícero Alexandrino
Governador do Ceará
1912 — 1914
Sucedido por
Fernando Setembrino de Carvalho