Garry Marshall

Garry Marshall, nome artístico de Garry Kent Marshall (Bronx, 13 de novembro de 1934Burbank, 19 de julho de 2016)[2] foi um diretor, ator, produtor, e roteirista estadunidense.

Garry Marshall
Janeiro de 2013
Nome completo Garry Kent Marshall
Nascimento 13 de novembro de 1934[1]
Bronx, Nova Iorque, EUA
Nacionalidade norte-americana
Morte 19 de julho de 2016 (81 anos)
Burbank, Califórnia, EUA
Ocupação
Atividade 1959–2016
Cônjuge Barbara Marshall (1963–2016)

É conhecido por seus filmes Happy Days, The Odd Couple, Nothing in Common, Dear God, Pretty Woman, Frankie and Johnny, Runaway Bride, Georgia Rule, Valentine's Day, New Year's Eve e Beaches.

BiografiaEditar

Garry nasceu no Bronx, em 1934. Era filho de Anthony "Tony" Masciarelli (posteriormente Anthony Wallace Marshall; 1906–1999), diretor de comerciais e produtor, e de Marjorie Irene Marshall (1908–1983), professora e dona de uma escola de dança.[3] Garry Marshall era irmão da também cineasta Penny Marshall e de Ronny Marshall Hallin, produtor de televisão. Seu pai era de ascendência italiana, sendo que sua família se mudou de San Martino sulla Marrucina, Chieti, Abruzzo, enquanto a família de sua mãe tinha origens inglesas, alemãs e escocesas.[4]

Seu pai mudou o sobrenome italiano Masciarelli para Marshall pouco antes de Garry nascer. Garry foi batizado na igreja presbiteriana e criado como luterano por um tempo. Estudou na De Witt Clinton High School e, quando se formou no ensino médio, ingressou na Universidade Northwestern, onde escreveria na coluna de esportes do jornal do campus, The Daily Northwestern e membro da fraternidade Alpha Tau Omega.[5][6]

No começo de 1956, Garry serviu por um período no Exército dos Estados Unidos como escritor para o periódico Stars and Stripes e para o Seoul News, além de ter sido o produtor chefe da Rede das Forças Americanas, na Coreia.[7][8]

CarreiraEditar

Garry começou sua carreira como roteirista de comediantes como Joey Bishop e Phil Foster, depois tornando-se roterista para o The Tonight Show, com Jack Paar. Originalmente, trabalhou junto de Fred Freeman.[9]

Em 1961, Garry e Freeman se mudara para Hollywood, onde começaram a escrever para programas como The Joey Bishop Show. Freeman, por sua vez, não gostava de trabalhar para programas de TV e resolveu voltar para Nova Iorque. Garry logo começou a escrever com Jerry Belson, com quem trabalhou por boa parte dos anos 1960. Eles trabalharam no The Joey Bishop Show, no The Dick Van Dyke Show, The Danny Thomas Show e The Lucy Show.[8]

Sua primeira série como produtor e criador foi Hey, Landlord, que durou apenas uma temporada, de 1966 a 1967. Ele então adaptou a peça de Neil Simon, The Odd Couple, para a televisão. Na década de 1970, trabalhou sozinho ou com outros roteiristas em Happy Days, Laverne & Shirley, estrelada por sua irmã Penny, Mork & Mindy, que ele produziu junto de Thomas L. Miller, Robert L. Boyett, e Edward K. Milkis.[10] Ele também foi o criador de Makin' It, que os três produtores acima produziram.[11]

Na década de 1980, ele conheceu Héctor Elizondo enquanto jogava basquete e os dois se tornaram grandez amigos. Elizondo apareceu em todos os filmes que Garry Marshall dirigiu, começando por Young Doctors in Love. Elizondo disse uma vez que ele estava em todos os contratos firmados por Garry, ele querendo atuar no filme ou não.[12]

Vida pessoalEditar

Garry se casou com Barbra Sue Wells em 9 de março de 1963 e juntos tiveram 3 filhos, incluindo o diretor Scott Marshall.[13]

MorteEditar

Garry morreu na manhã de 19 de julho de 2016, aos 81 anos, em um hospital de Burbank, na Califórnia, devido a complicações relacionadas a uma pneumonia depois de ter sofrido um AVC.[14][15][16]

FilmografiaEditar

Como diretorEditar

Como atorEditar

  • 2006 - Keeping Up with the Steins
  • 2005 - Chicken Little (voz)
  • 2003 - Mute
  • 2003 - They Call Him Sasquatch
  • 2003 - The Long Ride Home
  • 2003 - Devil's Knight
  • 2002 - Mother Ghost
  • 2002 - Orange County
  • 2001 - The Hollywood Sign
  • 2001 - Tomcats
  • 2000 - Can't Be Heaven
  • 2000 - This Space Between Us
  • 2000 - It's a Shame About Ray
  • 1999 - Runaway Bride
  • 1999 - Never Been Kissed
  • 1998 - With Friends Like These…
  • 1996 - Dear God
  • 1995 - Statistically Speaking
  • 1994 - Exit to Eden
  • 1993 - Hocus Pocus
  • 1992 - A League of Their Own
  • 1991 - Soapdish
  • 1990 - Pretty Woman
  • 1990 - Secret Agent OO Soul
  • 1988 - Beaches
  • 1987 - Overboard
  • 1986 - Jumpin' Jack Flash
  • 1985 - Lost in America
  • 1977 - Grand Theft Auto
  • 1968 - Psych-Out
  • 1968 - Maryjane
  • 1961 - Toller Hecht auf krummer Tour

Como roteiristaEditar

  • 1999 - The Other Sister
  • 1984 - The Flamingo Kid
  • 1975 a 1978 - Happy Days (seriado de televisão - 7 episódios)
  • 1978 - Mork & Mindy (seriado de televisão - número desconhecido de episódios)
  • 1976 e 1977 - Laverne & Shirley (seriado de televisão - 3 episódios)
  • 1970 a 1973 - The Odd Couple (seriado de televisão - 8 episódios)
  • 1972 - Me and the Chimp (seriado de televisão - criador)
  • 1970 - Barefoot in the Park (seriado de televisão - número de episódios desconhecido)
  • 1970 - The Grasshopper
  • 1969 - Love, American Style (seriado de televisão - número desconhecido de episódios)
  • 1968 - How Sweet It Is!
  • 1966 - Hey, Landlord (seriado de televisão - número desconhecido de episódios)
  • 1865 - I Spy (seriado de televisão - um episódio)
  • 1964 - Bob Hope Presents the Chrysler Theatre (1 episódio)
  • 1964 - Gomer Pyle, U.S.M.C. (seriado de televisão - número desconhecido de episódios)
  • 1962 - The Lucy Show (seriado de televisão - número desconhecido de episódios)
  • 1961 - The Dick Van Dyke Show (seriado de televisão - número desconhecido de episódios)
  • 1953 - Make Room for Daddy (seriado de televisão - número desconhecido de episódios)

Prêmios e nomeaçõesEditar

  • Recebeu uma nomeação ao BAFTA de Melhor Filme, por Pretty Woman, em 1991.
  • Recebeu uma nomeação ao César de Melhor Filme Estrangeiro, por Pretty Woman, em 1991.

Referências

  1. «Monitor». Entertainment Weekly (1181). 18 de novembro de 2011. 34 páginas 
  2. «Garry Marshall, diretor de 'Uma linda mulher', morre aos 81 anos». G1. 20 de julho de 2016. Consultado em 20 de julho de 2016 
  3. «Garry Marshall Interview». Comedy on Tap. Consultado em 23 de julho de 2021 
  4. Mick LaSalle, ed. (26 de maio de 2006). «This Jewish boy's life will make you laugh (and get a bit verklempt?)». The San Francisco Chronicle. Consultado em 23 de julho de 2021 
  5. Spy. [S.l.]: Sussex Publishers, LLC. 1990. p. 82 
  6. «Kappa Sigma Life Loyal Taus Listing». www.ato.org. Consultado em 23 de julho de 2021 
  7. «Remembering Garry Marshall – Entertainer and Korean War Veteran (Army)». Veteran Owned Business. Consultado em 23 de julho de 2021 
  8. a b «Garry Marshall Bio». Rotten Tomatoes. Consultado em 23 de julho de 2021 
  9. «Writer-director Garry Marshall dies at age 81». Associated Press. Consultado em 23 de julho de 2021 
  10. Staiger, Janet (1 de outubro de 2000). Blockbuster TV: Must-See Sitcoms in the Network Era. [S.l.]: NYU Press. ISBN 9780814783511 
  11. «Makin' It 1978». Hollywood. 3 de fevereiro de 2015. Consultado em 23 de julho de 2021 
  12. Michelle Kung, ed. (30 de agosto de 2004). «Loyal Subject». Entertainment Weekly. Consultado em 23 de julho de 2021 
  13. Bruce Weber, ed. (20 de julho de 2016). «Garry Marshall, 'Pretty Woman' Director, Dies at 81; a TV and Film Comedy Mastermind». Los Angeles Times. Consultado em 23 de julho de 2021 
  14. Nick Visser, ed. (19 de julho de 2016). «Director Garry Marshall Dead At 81». The Huffington Post. Consultado em 23 de julho de 2021 
  15. «TV, film legend Garry Marshall dies at 81». USA Today. 19 de julho de 2016. Consultado em 23 de julho de 2021 
  16. «Morre Garry Marshall, diretor de "Uma Linda Mulher"». Gazeta do Povo. Consultado em 25 de julho de 2016 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Garry Marshall