Abrir menu principal
Geena Davis
Davis no 'World Maker Faire', Setembro de 2013.
Nome completo Virginia Elizabeth Davis
Nascimento 21 de janeiro de 1956 (63 anos)
Wareham, Massachusetts
Nacionalidade Estados Unidos
Ocupação Atriz
Atividade 1982 - presente
Cônjuge Richard Emmolo (c. 1982; div. 1983)
Jeff Goldblum (c. 1987; div. 1990)
Renny Harlin (c. 1993; div. 1998)
Reza Jarrahy (c. 2001; sep. 2017)
Filho(s) 3
Oscares da Academia
Melhor Atriz Coadjuvante
1989 - The Accidental Tourist
Prêmio Humanitário Jean Hersholt
2019 - Por Suas Contribuições Humanitárias
Globos de Ouro
Melhor Atriz em Série Dramática
2006 - Commander in Chief
Prémios National Board of Review
Melhor Atriz
1991 - Thelma & Louise
IMDb: (inglês)

Geena Davis, pseudônimo de Virginia Elizabeth Davis (Wareham, 21 de janeiro de 1956) é uma atriz, produtora, escritora e ativista norte-americana que ganhou o Óscar e o Globo de Ouro e ficou em 61º lugar na lista das "100 estrelas de cinema de todos os tempos" da revista Empire do Reino Unido, em outubro de 1997.

Premiada com um Oscar na categoria de melhor atriz coadjuvante em 1988 por seu papel em The Accidental Tourist, foi indicada em 1991 para melhor atriz no filme Thelma & Louise. Participou de muitos filmes famosos como: Tootsie, A Mosca, Beetlejuice, Stuart Little e Earth Girls Are Easy, entre muitos outros. Em 2006, ela recebeu o Globo de Ouro de melhor atriz em uma série dramática de TV.

Índice

BiografiaEditar

Geena Davis nasceu em Wareham, Massachusetts. Sua mãe Lucille era professora assistente e seu pai William F. Davis, engenheiro civil e diácono. Ambos eram de uma pequena cidade em Vermont.[1]

Quando criança, interessou-se por música e estudou piano e flauta. Também tocou o órgão da igreja congregacional de sua comunidade em Wareh[[am.[2]

Estudou na Wareham High School e participou de um intercâmbio de estudantes em Sandviken, na Suécia, onde aprendeu a falar fluentemente sueco. Em seguida, matriculou-se no New England College e formou-se em arte dramática em 1979, na Universidade de Boston.[3]

Davis é membro da Mensa, a Sociedade do Alto Quociente Intelectual, que reconhece como seus membros pessoas que têm uma inteligência maior do que a de 98% da população.[4] Após a sua educação, Davis trabalhou como manequim para Ann Taylor até que assinou um contrato com a agência de modelos Zoli em Nova Iorque.[5]

CarreiraEditar

Davis trabalhava como modelo quando foi escolhida pelo diretor Sydney Pollack para para atuar no filme Tootsie (1982). Posteriormente, conseguiu o papel de Wendy Killian na curta série de televisão Buffalo Bill, que foi ao ar de junho de 1983 até março de 1984. Também escreveu o episódio de Buffalo Bill intitulado "Miss WBFL".[6][7]

AtivismoEditar

 
Geena Davis no Oscar 1989.

Em 2004, enquanto assistia a programas de televisão para crianças e vídeos com sua filha, Davis percebeu o que ela considerou um desequilíbrio na relação entre personagens masculinas e femininas. A partir de então, passou a patrocinar o maior projeto de pesquisa, já empreendido no gênero, em entretenimento infantil (resultando em quatro estudos distintos, incluindo um sobre televisão para crianças) no Annenberg School for Communication no University of Southern California O estudo, dirigido pelo Dr. Stacy Smith, mostrou que havia quase 3 personagens masculinas para cada personagem feminina nos quase 400 G , PG, PG-13 e R-Melhores filmes analisados pela equipe de estudantes da escola de comunicação de Annenberg.

Em 2005, Davis se juntou ao grupo sem fins lucrativos Dads and daughters para lançar um empreendimento dedicado a equilibrar o número de personagens masculinas e femininas em TV e filmes [8] Em 2007, lançou o Instituto Geena Davis de Gênero na Mídia. [9] O foco principal do instituto é um programa ativo que trabalha em colaboração com a indústria do entretenimento para aumentar drasticamente a presença de personagens femininas nos meios de comunicação dirigidos a crianças e reduzir os estereótipos de mulheres pela indústria dominada por homens.

Em 2019, foi anunciado que ela seria homenageada com o Prêmio Humanitário Jean Hersholt, da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, por suas contribuições humanitárias.[10]

FilmografiaEditar

Referências

  1. «William F. Davis, 95». southcoasttoday.com (em inglês). Consultado em 14 de junho de 2019 
  2. «Trends in Photography». Los Angeles Times (em inglês). 14 de julho de 1989. ISSN 0458-3035 
  3. «New England College». New England College (em inglês). 5 de janeiro de 2015. Consultado em 14 de junho de 2019 
  4. Vigo, Faro de. «Así es Mensa, la asociación de superdotados más conocida». www.farodevigo.es (em espanhol). Consultado em 14 de junho de 2019 
  5. «Geena Davis Biography - Yahoo! Movies». web.archive.org. 4 de junho de 2011. Consultado em 14 de junho de 2019 
  6. Cena, Cinema em. «Cadê Você, Geena Davis, de THELMA & LOUISE? | Cinema em Cena - www.cinemaemcena.com.br». Cinema em Cena (em inglês). Consultado em 14 de junho de 2019 
  7. «Atores de Primeira à Segunda-feira: Geena Davis». Séries da TV. Consultado em 14 de junho de 2019 
  8. Ariel Z Burch (15 de Março de 2008). «Geena Davis: In a league of her own». Consultado em 12 de junho de 2012. Arquivado do original em 17 de janeiro de 2013 
  9. «Instituto Geena Davis de Gênero na Mídia». Thegeenadavisinstitute.org. Consultado em 21 de agosto de 2011 
  10. «David Lynch, Wes Studi e Lina Wertmüller receberão Oscar honorário». G1. Consultado em 14 de junho de 2019 

Ligações externasEditar