Abrir menu principal

George Biddell Airy

astrónomo e matemático inglês
George Biddell Airy
Nascimento 27 de junho de 1801
Alnwick, Northumberland
Morte 2 de janeiro de 1892 (90 anos)
Greenwich, Londres
Nacionalidade Britânico
Cidadania Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda
Alma mater Colchester Royal Grammar School, Trinity College (Cambridge)
Ocupação matemático, astrônomo, físico, professor universitário
Prêmios Prêmio Smith (1823)
Medalha Copley (1831)
Medalha de Ouro da RAS (1833), (1846)[1]
Prêmio Lalande (1834)
Medalha Real (1845)
Empregador Universidade de Cambridge
Instituições Universidade de Cambridge, Royal Society
Campo(s) Astronomia e matemática

George Biddell Airy PRS, KCB (Alnwick, Northumberland, 27 de julho de 1801Greenwich, Londres, 2 de janeiro de 1892) foi um matemático e astrônomo britânico. Foi Astrônomo Real Britânico, de 1835 a 1881.

No período como Astrônomo Real Britânico, estabeleceu Greenwich como localização do primeiro meridiano. Sua reputação foi abalada pela alegação que, devido à falta de ação de sua parte (em 1843 ele rejeitou os cálculos de John Couch Adams sobre a possibilidade de um 8º planeta influindo sobre Urano), o Reino Unido perdeu a prioridade da descoberta de Netuno.

Foi Professor Plumiano de Astronomia e Filosofia Experimental (1828–1836).

A cratera lunar Airy (cratera lunar) e outra em marte são denominadas em sua homenagem.

Índice

EngenhariaEditar

Método da Função TensãoEditar

Em 1863, Airy publicou uma nova técnica para a determinação dos campos de deformação e tensão em uma viga de Euler-Bernoulli.[2] Esta técnica, denominada Método da Função Tensão de Airy, pode ser usada para a determinação de soluções de vários problemas da mecânica dos sólidos bi-dimensional.

Referências

Ligações externasEditar