Abrir menu principal

George Gabriel Stokes

BiografiaEditar

George Gabriel Stokes, nasceu em 13 de agosto de 1819 em Skreen, Condado de Sligo, na Irlanda, era o filho mais novo de Gabriel Stokes, reitor protestante e de Elizabeth Haughton, filha de um reitor da Kilrea, no condado de Londonderry. Frequentou a escola de Skreen, deixando-a em 1832, ficou três anos na escola de Dublin, e em, 1835, após o falecimento de seu pai, Stokes se mudou para a Inglaterra, entrou para Bristol College, onde ficou dois anos. O tempo em que Stokes passou em Bristol foram muito importantes para prepará-lo para seus estudos em Cambridge, pois em Bristol ele estudou um currículo que incluía matemática pura, como o princípio de Newton, hidrostática, óptica e astronomia, todos os tópicos que Stokes iria dedicar a sua carreira mais tarde na vida. Em 1837 ele se matriculou no Pembroke College (Cambridge) e estudou para o exame de Cambridge, então no ano de 1841 ele se formou como Sênior Wrangler, e em 1849 tornou-se o professor lucasiano de matemática em Cambridge. Foi eleito para a Royal Society em 1851, ganhou a Medalha Rumford daquela sociedade em 1852, e foi nomeado secretário da Royal Society em 1854. Stokes continuou como secretário da Royal Society desde a sua nomeação em 1854 até 1885, quando foi eleito Presidente da Sociedade. Ocupou o cargo de presidente até 1890. Ele ajudou a criar o Laboratório Cavendish, em meados da década de 1880. O laboratório visava direcionar mais mentes brilhantes de Cambridge para as questões experimentais em física e matemática. Stokes não quis assumir a liderança do novo laboratório. Quem assumiu a direção foi J.J. Thomson. Assumiu como presidente do Instituto de Vitória em 1886 e permaneceu até sua morte em 1903.Foi um dos membros do Parlamento Europeu para Universidade de Cambridge nos anos de 1887 a 1892.

Morreu em 1 de fevereiro de 1903, e foi enterrado, quatro dias depois, no Cemitério Mill Road, Cambridge.

CarreiraEditar

William Hopkins, orientou Stokes a empreender sua pesquisa em hidrodinâmica. Então em 1842 e 1843 ele publicou trabalhos sobre o movimento de fluidos incompressíveis. Publicou sobre as teorias do atrito interno do fluido em movimento, em 1845. O trabalho também discutiu o equilíbrio e movimento dos sólidos elásticos. Porém o acontecimento mais importante no reconhecimento de Stokes como um importante matemático foi o seu relatório sobre as recentes pesquisas na área de hidrodinâmica apresentado à Associação Britânica para o Avanço da Ciência em 1846. Mas um estudo de fluidos certamente não foi a única área em que ele estava fazendo contribuições importantes neste momento. Em 1845, Stokes tinha publicado um importante trabalho sobre a aberração da luz, a primeira de uma série de importantes trabalhos deste tema. Stokes realizou um trabalho sobre o movimento dos pêndulos em fluidos para considerar a variação da gravidade em diferentes pontos da terra, a publicação de um trabalho em geodesia de grande importância na variação da gravidade na superfície da Terra, em 1849. Seu trabalho sobre o movimento dos pêndulos em fluidos levou a um papel fundamental na hidrodinâmica em 1851, quando publicou a sua lei da viscosidade, conhecida como Lei de Stokes, que descreve a velocidade de uma pequena esfera através de um líquido viscoso. Publicou várias investigações importantes sobre a teoria da onda de luz, como um documento sobre a difração em 1849. Nomeou e explicou o fenômeno da fluorescência. Sua interpretação desse fenômeno, que resulta da absorção da luz ultravioleta e de emissão de luz azul, é baseado em um éter elástica que vibra como uma conseqüência das moléculas iluminado. Documentos de matemática e física de Stokes foram publicados em cinco volumes, os três primeiros dos quais Stokes, editou em 1880, 1883 e 1891. Os dois últimos foram editados por Sir Joseph Larmor com a obra a ser concluída em 1905, após a sua morte em 1903. A carreira de Stokes tomou um rumo bem diferente a partir de 1857, quando ele saiu de seu período de investigação muito ativa, e se tornou mais envolvido com a administração não podendo focar tanto nas pesquisa. Mas mesmo com todas suas atividades administrativas Stokes colaborou com as pesquisas na física e na matemática.

ReferênciasEditar

1. ^ Venn, J.; Venn, J. A., eds. (1922–1958). "Stokes, George Gabriel". Alumni Cantabrigienses (10 vols) (online ed.). Cambridge University Press.

2. ^ George Gabriel Stokes. Lucasian Professor of Mathematics, Cambridge, 1819 to 1903

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar