Abrir menu principal

George P. Smith

BiografiaEditar

É professor emérito de ciências biológicas na Universidade Missouri-Columbia. Foi distinguido com o Prémio Nobel da Química em 2018.

Estudou biologia no Haverford College, foi professor do ensino secundário e técnico de laboratório durante um ano e obteve o doutoramento em bacteriologia e imunologia na Universidade de Harvard. Foi pós-doutorado na Universidade de Wisconsin (com o futuro prémio Nobel Oliver Smithies) antes de se juntar à faculdade de Missouri-Columbia em 1975. Passou o ano académico 1983-1984 na Universidade Duke com Robert Webster.[1]

É conhecido por desenvolver uma técnica na qual o código genético de uma proteína específica se insere artificialmente no gene da proteína da coberta de um bacterófago, o que faz que a proteína se mostre no exterior do bacteriófago. Smith descreveu a técnica das amostras de fagos pela primera vez em 1985.[2] Foi laureado com o laureado com o Prémio Nobel de Química de 2018 por este trabalho, dividindo o prémio com Gregory Winter e Frances Arnold.[3]

Prémios e distinçõesEditar

  • Prémio Promega de Investigação em Biotecnologia 2007[4]
  • 2001 - eleito membro da AAAS[5]
  • 2000 - professor da Universidade de Missouri[6]

Referências

  1. «Tropical and Molecular Parasitology Seminar Series». Consultado em 3 de outubro de 2018 
  2. Smith GP (junho de 1985). «Filamentous fusion phage: novel expression vectors that display cloned antigens on the virion surface». Science. 228 (4705): 1315–7. Bibcode:1985Sci...228.1315S. PMID 4001944. doi:10.1126/science.4001944 
  3. «3 científicos ganan el Nobel de Química por aplicar el poder de la evolución para diseñar proteínas revolucionarias». BBC News Mundo (em espanhol). 3 de octubre de 2018  Verifique data em: |data= (ajuda)
  4. «Promega Award Laureates». American Society For Microbiology. Consultado em 3 de outubro de 2018 
  5. «George Smith». University of Missouri. Consultado em 3 de outubro de 2018 
  6. «George Smith». University of Missouri. Consultado em 3 de outubro de 2018 
  7. «Nobel Prize in Chemistry Is Awarded to 3 Scientists for Using Evolution in Design of Molecules». NYT. Consultado em 3 de outubro de 2018 


Precedido por
Jacques Dubochet, Joachim Frank e Richard Henderson
Nobel de Química
2018
com Frances Arnold e Gregory Winter
Sucedido por